XXXI CBA, no RJ, conta com a participação de diretores executivos e regionais da Mútua

O Congresso Brasileiro de Agronomia é realizado até sexta-feira, na capital carioca, e tem a Mútua como uma de suas principais apoiadoras

Paulo Guimarães (segundo a partir da esquerda) na abertura do XXXI CBA, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro

A 31ª edição do Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA) foi aberta nesta terça-feira (20), no Rio de Janeiro, com a presença dos diretores executivos da Mútua Paulo Guimarães (presidente), e os agrônomos, Giucelia Figueiredo (diretora administrativa) e Cláudio Calheiros (diretor de Tecnologia) e, de 13 diretores regionais de vários estados.

Giucelia Figueiredo e Cláudio Calheiros

Uma das principais apoiadoras do evento, a Mútua ainda está com estande para divulgação de suas atividades e atendimento aos profissionais. Realizado a cada dois anos, o CBA é caracterizado como o maior evento da Agronomia brasileira, onde são discutidos assuntos relevantes para a sociedade e o agro brasileiro.

Voltado para o profissional do setor agrário, para o aluno de graduação e pós-graduação, professor, pesquisador, extensionista, consultor técnico e profissional correlato, ainda é aberto a todos com interesse na temática da sustentabilidade dos recursos naturais. Um espaço para o público se atualizar, discutir o futuro próximo, e para os profissionais definirem estratégias de defesa e valorização da profissão. Nos quatro dias serão realizadas palestras, minicursos, mesas redondas e painéis de debates sobre temas ligados à Agronomia.

Para o presidente da Mútua, que integrou o dispositivo da abertura solene, o congresso está alinhado ao momento atual do país e a postura do Sistema Confea/Crea e Mútua de proatividade e engajamento com a sociedade. “Pela temática central do CBA 2019 – Agronomia do presente: cooperativismo, empreendedorismo, tecnologia e inovação -, já observamos a importância do evento. Esses pontos são fundamentais para um desenvolvimento coeso e uniforme do país. E essa também é a intenção de todo o Sistema Confea/Crea e Mútua, contribuir com a sociedade brasileira, dando condições para que o país volte a crescer”, aponta Paulo Guimarães.

 

Fonte e fotos: Gecom/Mútua (com informações do CBA)

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.