Menu fechado

Soluções em TI estão entre os novos projetos da Mútua em parceria com o Confea

Mútua e Confea alinham projetos da área de TI

Além dos benefícios, produtos e serviços de cunho assistencial que a Mútua oferece aos seus associados, projetos ligados à carreira e às atividades desenvolvidas pelos profissionais do Sistema também estão entre as novas propostas que deverão ser encabeçadas pela Instituição, com o apoio do Confea e dos Creas.

Para tratar de dois desses novos projetos, o presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Francisco Almeida, e o diretor financeiro, engenheiro agrônomo Arício Resende, estiveram nesta sexta-feira (10), no Confea, em reunião com o presidente do órgão, engenheiro civil Joel Krüger. Também participaram da conversa o superintendente de Integração do Sistema, engenheiro civil Osmar Barros Junior, o superintendente de estratégia e gestão, Renato Barros, e o assessor da área de TI do Conselho, Sérgio Matos.

A primeira proposta está ligada à ferramenta de assinatura eletrônica baseada na tecnologia de blockchain, que a Mútua adquiriu recentemente, e que pretende compartilhar com todo o Sistema Confea/Crea, a fim de disponibilizar a facilidade aos mais de 1 milhão de profissionais registrados. Blockchain no sistema de assinatura eletrônica é a tecnologia que garante a segurança das transações que envolvem documento assinados eletronicamente e, assim, permite rastrear as assinaturas trazendo autenticidade ao processo.

E para fortalecer a ampliar a fiscalização dos Creas, o presidente Francisco Almeida ainda sugeriu ao presidente do Confea uma parceria na criação de plataforma para incluir georreferenciamento na fiscalização das Anotações de Responsabilidade Técnica (ART). Com isso, as equipes de fiscalização teriam uma base de dados e informações mais precisas sobre localidades com serviços, projetos e outras demandas que necessitam de ART, mostrando se já constam ou não Anotações.

Os projetos estão em fase de criação, grupos de trabalho poderão ser instalados e as propostas serão debatidos com as instâncias do Sistema, como o Colégio de Presidentes, conselheiros, entre outros.

Fonte e fotos: Gecom/Mútua

Post relacionado

FONTES