Menu fechado

Comissão Organizadora da Soea propõe nova data para a realização do evento

Presidente da Mútua defende adiamento para 2021, principalmente em função da crise financeira,  provocada pela pandemia, que deverá se agravar


A Comissão Organizadora Nacional da 77ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (ConSoea) esteve reunida na última quarta-feira (6), em videoconferência, com pauta que incluiu a data de realização do evento, marcado inicialmente para agosto, em Goiania (GO). Em função da pandemia provocada pelo novo coronavírus*, a Comissão fez nova proposta de data: entre 23 e 26 de novembro (Deliberação ConSoea nº 8/2020).

Em sua reunião anterior, ocorrida em abril, a ConSoea havia proposto que a Semana Oficial fosse realizada nos dias 19 a 22 de outubro, definição que foi apresentada na Sessão Plenária do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), realizada de forma virtual nos dias 28, 29 e 30 de abril. Houve pedido de vistas sobre o assunto e a data não entrou em votação. Na mesma Plenária, havia sido definida a suspensão temporária das inscrições e das demais regras gerais relativas ao evento.

O Crea-GO, anfitrião da Soea, fez nessa 3ª Reunião da Comissão a nova proposta, de desconsideração da proposição anterior, sugerindo o mês de novembro para a Soea. A data foi aprovada pelos membros da Comissão participantes da Reunião e encaminhada à Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais), para análise, deliberação e posterior encaminhamento ao Plenário do Confea.

Saúde pública e crise econômica

Já o presidente em exercício da Mútua, eng. agr. e seg do Trabalho Cláudio Calheiros, acredita que a Soea deste ano deva ser cancelada, sendo realizada em 2021. Ele lembrou que o cenário provocado pelo COVID-19 demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública. “Além disso, a pandemia acarretará uma diminuição ainda mais significativa na arrecadação de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e anuidades, piorando a situação dos Creas já deficitários e trazendo dificuldades para todo o Sistema, como discuti com os conselheiros, na última Plenária” – ponderou o diretor-presidente.

Calheiros afirma que o Sistema Confea/Crea e Mútua, assim como o país, já enfrenta e vai continuar enfrentando uma grande crise econômica nos próximos meses: “Como gestores, precisamos ter responsabilidade e cautela, com análises técnicas e financeiras, antes de qualquer posicionamento definitivo”. Sendo órgão colegiado, o assunto será tratado pela Direx, de acordo com o presidente interino, que propõe, ainda, uma avaliação detalhada sobre a situação econômica dos Creas, na próxima reunião da ConSoea.

Segundo ele, a questão prioritária para a Mútua é garantir o atendimento às necessidades dos associados, concedendo benefícios, tanto reembolsáveis quanto sociais, neste momento de dificuldade para os profissionais de todo o país. “Com esse foco, estamos com o firme propósito de reduzir despesas, especialmente neste momento de crise”, defende.

 

Membros da ConSoea presentes à 3ª Reunião Ordinária da Comissão

Eng. civ. Osmar Barros Jr. (presidente em exercício do Confea); eng agr. Francisco Almeida (presidente do Crea-GO); eng. amb. Benjamim Frederico Anders (presidente em exercício do Crea-TO); eng. civ. João Carlos Pimenta (coordenador da Cais); eng. mec. Carlos de Laet Simões Oliveira (conselheiro federal e coordenador da Comissão do Mérito); eng. civ. Francisco José Teixeira Coelho Ladaga (representante do Colégio de Entidades Nacionais – Cden); eng. eletric. Luiz Antônio Latrônico (coordenador nacional representante das Coordenadorias de Câmaras Especializadas dos Creas); e eng. eletric. Jorge Luiz Bitencourt da Rocha (representante do Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia – Contecc). O presidente interino da Mútua, eng. agr. e seg do Trabalho Cláudio Calheiros, participou da Reunião como convidado.

* O novo coronavírus foi classificado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde em 11 de março de 2020 e o Ministério da Saúde recomendou o cancelamento ou adiamento de eventos com grande participação de pessoas como medida de precaução ante a pandemia.

Fonte e fotos (reprodução de tela): Gecom/Mútua

 

 

 

Post relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FONTES