Menu fechado

Parcelas poderão ser lançadas para o final do contrato, sem cobrança de juros, multa e correções

Não haverá a cobrança juros, correções e multas

A Mútua, sensível à situação que todos passam em virtude da epidemia da Covid-19, informa que sua Diretoria Executiva – DIREX aprovou a possibilidade dos associados prorrogarem as parcelas dos benefícios reembolsáveis vencidas e não pagas no período de 24 de março até 31 de julho de 2020 para o final do contrato do benefício, sem a cobrança de juros, correções e multas.

As alterações serão feitas internamente pela Mútua, não havendo a necessidade dos associados entrarem em contato para solicitar a prorrogação.

Os associados que desejarem, poderão seguir com os pagamentos normalmente.

 

Fonte: Gecom/Mútua

Post relacionado

43 Comentários

  1. Walmor

    As parcelas serão acrescidas ao valor da última parcela tendo que ser pago o somatório no último vencimento, ou será aditivado o prazo de tantos quantos forem os meses que ficarem em aberto?

    • Pietro Borges Sales

      Para quem optar por esta ajuda, serão disponibilizados novos boletos com as novas datas de vencimento, das parcelas não pagas neste período?

      • Alline Oliveira de Abreu

        Pietro, a prorrogação será feita mês a mês, após o vencimento da parcela e seu não pagamento, e o lançamento será feito para o final do contrato. A medida que isso for ocorrendo, os associados receberão os boletos com as novas datas de vencimento.

  2. André Selau da Silva

    Muito provavelmente vou precisar adiar algumas parcelas, em função da parada da minha empresa, por causa da pandemia.
    Pelo que entendi, basta não pagar para que a parcela seja, automaticamente, passada para o fim da fila. É isso mesmo?

    • Alline Oliveira de Abreu

      Isso mesmo, André! Parcelas não pagas e vencidas no período de 24/03 a 31/07 serão automaticamente lançadas ao final do contrato.

  3. Erla

    Bom dia! excelente medida para os aasociados. Meu primeiro boleto de pagamento vence dia 30 de março, nesse caso como foi prorrogado os pagamentos dos benefícios reembolsaveis até dia 31 de julho meu pagamento será retomado a partir do boleto com vencimento em agosto? sem cobrança de juros?

    • Alline Oliveira de Abreu

      Erla, caso você opte por não pagar os boletos do período de 23/03 a 31/07, essas parcelas serão, mês a mês, lançadas ao final do contrato, sem cobrança de juros, multa e correções. Nesse caso, sua primeira parcela seria sim em agosto. Mas se desejar, por exemplo, você pode prorrogar duas parcelas e seguir com os pagamentos a partir do terceiro mês. Nesse caso, apenas as duas parcelas não pagas seriam lançadas ao final do contrato.

  4. H_Cris

    No caso se deixar de pagar os boletos com vencimento 30/03, 30/04, 30/05, 30/06 e 30/07? Essas parcelas irão para o final do contrato sem multas e juros e penalidades? Nessa situação posso pagar o boleto de 30/08 e subsequente sem penalidades? A empresa que trabalho está parada e com isso nossos salários serão reduzidos e até mesmo atrasados. É interessante entender bem como o mutua nos ajudará nesse momento difícil. É só não pagar e automaticamente as parcelas irão para o final do contrato, exemplo se falta 20 parcelas para quitação, e como se tivemos uma carência de 5 meses para voltarmos a pagar? Mesmo que tenha mais de um contrato de benefício?

    • Alline Oliveira de Abreu

      Helida, isso mesmo! As parcelas não pagas e vencidas do período (23/03 a 31/07) serão automaticamente, mês a mês, lançadas ao final do contrato sem cobrança de juros, multa e correções.

      • Glayson Santiago

        Boa tarde, não sei se seria o mesmo sentido da minha dúvida.
        Caso eu deseje pagar as parcelas agora de Agosto ao invés de Abril assim como as subsequentes, considerando o futuro incerto e se precavendo de uma possibilidade que a crise se estenda até o fim do Ano, teríamos ainda mais um fôlego quanto aos nossos compromissos.
        Assim, posso efetuar os pagamentos nesse período de prorrogação das mensalidades a partir de Agosto sem penalidades das faturas de Abril/Maio/Junho e Julho que será inclusas para o final do contrato?

        • Alline Oliveira de Abreu

          Glayson, nesse caso específico, indico você consultar a Regional da Mútua de seu estado para análise da situação e para averiguar se não haverá qualquer erro no sistema que gera os boletos.

  5. Rilton

    Bom dia;
    quero parabenizar ao grupo mutua pela ação que tomaram; e pela forma que realizarão a decisão em prol dos seu associados. vendo que este e um momento que todos esforços realizados para amenizar a crise que todos nois estamos enfrentando e bem vindo.
    desejo sucesso ao grupo e seus associados em geral.
    e que nossa nação saia mais rápido possível desta situação com a fé em DEUS.
    att: RILTON

  6. Francisco Assis de Góis

    Bom tarde,
    Essa medida também será extensiva para contratos de renegociação? Principalmente para que está em dia com os pagamnentos?

  7. RENI CONSTANTE

    A Pandemia atinge a todos, direta ou indiretamente; Os gastos familiares aumentam drasticamente (aumento de preços em alimentos, medicamentos, produtos de higiene e limpeza, etc) tendo que realizar o isolamento social cônjuges, filhos e parentes idosos. Sendo assim, gostaria que o benefício da prorrogação para pagamento de parcelas referentes aos benefícios reembolsáveis seja concedida também para os que possuem o desconto em folha de pagamento.

      • Marcus Vinicius

        Nossa, então vão prorrogar pra uns e pra outros não? Cadê a isonomia dessas medidas? Vocês tinham que fazer de alguma forma, devolver após o repasse do CREA, sei lá, realmente é muito incorreto uma medida dessas não beneficiar a todos os associados.

  8. Murilo

    Gostaria de um esclarecimento: se deixar de pagar as cinco parcelas com vencimento em 30/03; 30/04; 30/05; 30/06 e 30/07 deverei pagá-las ao final do contrato? Por exemplo, se o contrato termina no dia 30/12/2020, devo pagar as 05 prestações (parcelas de 30/03 a 30/07) mais a última parcela de 30/12/2020., ou seja, se cada prestação tem o valor de R$ 1,00, no dia 30/12/2020 devo pagar as 5 prestações (30/03/2020 a 30/07/2020) mais a prestação de 30/12/2020, perfazendo um total de R$ 6,00 (R$ 5,00 – parcelas 30/03/2020 a 30/07/2020 + a parcela de 30/12/2020).

    • Alline Oliveira de Abreu

      Murilo, a medida que as parcelas do período (24/03 a 31/07) forem vencendo e não forem pagas elas sofrerão escalonamento, mês a mês. Ou seja, serão jogadas, uma a uma, para os meses subsequentes à última parcela do seu contrato, sem a cobrança de juros, multa e correções. Dessa forma, a cada mês, sua parcela com o novo vencimento estará disponível na plataforma Benefício online, caso você queira pagar a qualquer momento ou no novo vencimento.

  9. Ana Edwiges

    Se o meu benefício vence em 31 de dezembro de 2020 terei que pagar a última parcela que vence em 31 de dezembro de 2020 mais as cinco parcelas que a Mutua postergou ou o meu benefício será prorrogado por mais cinco parcelas vencendo no dia 30 de cada mês subsequente, finalizando em 31 de maio de 2021?

    • Alline Oliveira de Abreu

      Ana, haverá o escalonamento dessas parcelas para o final do seu contrato. É como se aumentasse cinco parcelas no reembolso do seu benefício, mas a medida que as parcelas vencerem e não forem pagas, os boletos estarão disponíveis na plataforma Benefício Online com as novas datas de vencimento e você poderá pagar a qualquer momento até o novo vencimento.

  10. Silvio

    Prezados(as),

    No caso de funcionário do Conselho que possui benefício com desconto em folha, como se dará o procedimento? Minha parcela vence em 30/03, poderia usufruir desta medida já neste mês, porém, o valor já foi processado ontem (25).

    Oportunamente, parabéns pela decisão que, certamente, fara muita diferença para os próximos meses.

    • Alline Oliveira de Abreu

      Silvio, a prorrogação do vencimento das parcelas dos benefícios reembolsáveis não se aplica aos descontos em folha.

      • Silvio

        A mútua deveria rever este procedimento, Alline. Não esperava por esse tipo de diferenciação, a medida está sendo divulgada para Mutualistas, sem exceção. Viveremos dias complicados, dias estes, que também nos afetará. Em nosso dia à dia ajudamos a divulgar as ações da Mútua em nossa rotina de trabalho e não poderemos usufruir desta opção? Pensem nisso!

  11. Auto Martins da Costa

    Eu já estava preocupado com o pagamento da mútua, pois tenho parcelas que vence em 10 de abril. Muito obrigado pela sensibilidade de todos que fazem a Diretoria da Mútua,

  12. Milton Luiz de Arruda Francisco

    Bom dia
    Fiz um emprestimo ApoioFlex e a primeira parcela vence em 10 de abril. Com essa deçisao poderei pagar somente em Agosto a 5ª parcela no valor do boleto e as 4 anteriores serao acrescidas ao final do contrato? Ou seja ia terminar em março/2023 com o acrescimo das parcelas 1,2,3 e 4 so terminara emj julho de 2023? Essas 4 parcelas continuarão com os mesmos valores atuais, sem juros nem correção?

    • Alline Oliveira de Abreu

      Isso, Milton! Se assim desejar, poderá prorrogar as primeiras parcelas do seu reembolso do Apoio Flex que estão dentro do período dessa medida (24/03 a 31/07/2020) e estas serão escalonadas para o final do seu contrato, sem cobrança de juros, multa e correções.

  13. Murilo

    Bom dia Aline, ainda tenho dúvidas: qualquer parcela que deixar de pagar entre 30/03/2020 até 30/07/2020, já está claro que não haverá cobrança de juros, multas e correções e que tenho a opção de pagar a (s) parcela (s) não quitada (s) durante a vigência do contrato. Portanto, se optar por não pagar uma ou mais parcelas durante a vigência do contrato, ela (s) será (ão) cobrada (s) no final do contrato ou será (ão) postergada (s) para mais adiante? Como exemplo: o contrato termina no dia 30/12/2020 e assim terei que pagar a (s) parcela (s) não quitada (s) exatamente no dia 30-12-2020 ou a (s) parcela (s) não paga (s) será (ão) prorrogada (s) para mese (s) subsequente (s), ou seja, 30/01/2021 e assim sucessivamente? Grato.

    • Alline Oliveira de Abreu

      Murilo, apenas parcelas abrangidas no período que foi aprovada a prorrogação (24/03 a 31/07). O escalonamento ocorrerá mês a mês nesse período, para as parcelas vencidas e não pagas, uma a uma. Estas passarão a ter novo prazo de validade para os meses subsequentes após a sua última parcela.

  14. Murilo

    Boa tarde Aline,

    Ou seja, se deixar de pagar três parcelas 30-03-2020, 30-04-2020, 30-05-2010, elas poderão ser pagas até o limite de 30-01-2021, 30-02-2021 e 30-03-2020 com o fim do con trato em 30-12-2020, correto?

  15. Ana Edwiges

    Boa tarde Aline,

    Ou seja, se deixar de pagar três parcelas 30-03-2020, 30-04-2020, 30-05-2010, elas poderão ser pagas até o limite de 30-01-2021, 30-02-2021 e 30-03-2020 com o fim do con trato em 30-12-2020, correto?

  16. RENI CONSTANTE

    Boa tarde, Devido a falta de isonomia, gostaria que fosse revista esta decisão, pois na notícia postada neste Site fala “Diretoria Executiva – DIREX aprovou a possibilidade dos associados prorrogarem as parcelas dos benefícios reembolsáveis vencidas e não pagas no período de 24 de março até 31 de julho de 2020 para o final do contrato do benefício, sem a cobrança de juros, correções e multas”. Não informava restrições para situação diversa. Só depois fomos avisados do contrário e a folha deste mês foi lançada com o desconto. Reitero o meu pedido para poder usufruir do benefício de Prorrogação das parcelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FONTES