Menu fechado

Mútua participa de Congresso de Engenharia Civil, em Florianópolis

O diretor geral, Abelardo Pereira, participou da abertura do evento, realizado pela ACE, e falou da importância da Caixa de Assistência como braço social do Sistema

Mesa de abertura do Congresso

A Mútua participou, na manhã dessa segunda-feira (7), da abertura do 4º Congresso Técnico Científico de Engenharia Civil, realizado na Associação Catarinense de Engenheiros (ACE), em Florianópolis. A instituição foi representada pelo diretor geral da Caixa-SC, Abelardo Pereira Filho.

Até esta quarta-feira (9), o evento – realizado pela ACE, com apoio da Mútua, do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e do Conselho Regional (Crea-SC) – vai debater o futuro da Engenharia Civil e as perspectivas de desenvolvimento do setor.

Além do diretor geral, a mesa de abertura contou, ainda, com a presença do presidente da ACE, Carlos Koty Nakazima, do engenheiro mecânico Wilson Floriani Jr., representando o Presidente do Crea-SC, e do engenheiro civil Roberto de Oliveira, diretor técnico da ACE e coordenador do Congresso.

Em sua apresentação, Abelardo Pereira ressaltou a importância da Mútua como braço social do Sistema e evidenciou a parceria da Caixa de Assistência com as entidades de classe. “É importante destacar que estamos sempre prontos a colaborar em eventos de natureza técnica e científica e que fortaleçam a atuação do Sistema”, defendeu.

A técnica Ana Carolina Jorge apresentou os benefícios da Mútua e o plano de previdência TecnoPrev para o público do evento

Nesta terça-feira (8), a técnica da Mútua Ana Carolina Jorge realizou uma apresentação institucional informativa sobre a Mútua, destacando a grade de benefícios da instituição, com ênfase no plano de previdência TecnoPrev. A colaboradora também ficou à disposição do público para esclarecer dúvidas dos participantes.

A palestra de abertura debateu o tema Engenharia do Futuro: Como chegar lá, com o professor de Engenharia Civil da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Roberto de Oliveira, também diretor técnico da ACE. Para ele, o futuro do setor envolve os problemas da formação profissional dentro e fora das universidades e a polêmica sobre os equívocos da gestão acadêmica e do currículo. Na apresentação, Oliveira falou, ainda, as novidades no Ensino a Distância (EaD), que vêm causando controvérsias, além de temas como a qualidade dos serviços prestados por grandes empresas, como a Arteris e a Camargo Corrêa.

Fonte: Gecom Mútua.

Foto: Caixa-SC e Crea-SC.

Post relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FONTES