Menu fechado

Gestão e estratégia: Mútua detalha no Confea temas abordados em evento institucional

A apresentação mensal da Instituição foi conduzida pelo diretor de Benefícios, Jorge Silveira, e também foi acompanhada pelo diretor de Tecnologia, Cláudio Calheiros

A partir da direita: Jorge Silveira, diretor de Benefícios da Mútua; Elizabeth Cox, coordenadora adjunta do Cden e diretora da Anest; João Bosco, conselheiro federal; e Osmar Barros, vice-presidente do Confea

Na semana passada, a Mútua reuniu seus diretores executivos e regionais, supervisores das Caixas, colaboradores da Sede e especialistas para o debate de temas pertinentes à Instituição, tais como planos de saúde, previdência, concessão de recursos e inadimplência, pesquisa de satisfação, protocolo eletrônico, Lei Geral de Proteção de Dados, entre outros.

O Encontro de Estratégia e Gestão Mútua foi realizado de 10 a 14 de fevereiro, com programação única nos dois primeiros dias e, nos demais, com atividades no 9º Encontro de Líderes Representantes do Sistema e, também, na Mútua.

Um relato detalhado do evento institucional foi feito na manhã desta terça-feira (18), no Plenário do Confea pelo diretor de Benefícios, Jorge Silveira. Também presente à Sessão Plenária, o diretor de Tecnologia, Cláudio Calheiros. Silveira explicou aos conselheiros federais que o evento foi destinado à definição de ações que visam melhorar o processo de gestão da organização, além do compartilhamento e debate sobre assuntos em voga.

O diretor de Tecnologia da Mútua, Cláudio Calheiros, também contribuiu com a apresentação

O diretor de Benefícios falou sobre cada painel, destacando os principais pontos discutidos e os convidados presentes, tais como especialistas do Serasa que trataram de concessão e inadimplência e representantes da MAG Seguros que falaram sobre a parceria com a Mútua na divulgação e comercialização do TecnoPrev e coberturas adicionais de seguro de vida.

No tocante aos planos de saúde, o diretor da Mútua enfatizou que o assunto foi amplamente debatido, inclusive em mais de um momento durante o Encontro, sendo sanadas todas as dúvidas dos diretores regionais. O mesmo ocorreu com o relatório de fiscalização do Tribunal de Contas da União (TCU).

TecnoPrev, quadro associativo, benefícios e gestão
A segunda parte da apresentação foi direcionada às estatísticas relativas à atividade da Mútua. O Tecnoprev, que está completando 15 anos e registra um desempenho acima da média, mereceu atenção especial. O diretor da Mútua indicou os números: taxa zero de carregamento; mais de 76 mil participantes; mais de 160 milhões acumulados; rentabilidade de 17,11% (12 meses), 29,75% (24 meses), 45,03% (36 meses); 73,66% (48 meses) e 408,31% em 15 anos; e figura na 14º posição na lista de planos instituídos.

“Chamo a atenção para o rendimento. Não tem nenhuma previdência no Brasil que chegue perto desse valor. Esses números mostram que não é coisa passageira, é algo constante o crescimento vertiginoso do nosso Tecnoprev, criado em 2005. O capital do TecnoPrev com seus investimentos realmente tem oferecido grandes ganhos aos participantes”, destacou Silveira.

Concluindo sua explanação, o diretor mostrou o gráfico do quadro associativo, que marca Minas Gerais com o maior número de associados do país – 29 mil – e, na sequência, São Paulo, com 26,6 mil mutualistas. Com dados dos últimos três anos, ainda foram apontados os valores e quantitativos de benefícios reembolsáveis e sociais concedidos pela Mútua, bem como os dados financeiros de receitas e custeio da Mútua.

Ao final, Silveira respondeu a questionamentos dos conselheiros sobre planos de saúde, questões administrativas, a não cobertura pelos benefícios da Mútua a associados em situação irregular no Crea, entre outros temas.

 

Fonte e fotos: Gecom/Mútua

Post relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FONTES