Menu fechado

Em todo o Brasil, diretores e colaboradores da Mútua prestam condolências

A Mútua declarou luto oficial de três dias

Portugal sempre de chapéu e, hoje, todos “tiramos o chapeu” para ele

Diretor administrativo da Mútua-ES nas gestões 2015-2018 e 2018-2020, o tecnólogo em Gestão Ambiental e técnico em Eletrotécnica Portugal Sampaio Salles faleceu nesta quinta-feira (22).

A Covid o levou, após 30 dias internado no hospital Praia da Costa, em Vila Velha, mas sua alegria e irreverência sempre serão lembradas. Sua trajetória também foi marcada por outras qualidades que ficaram evidentes em seu trabalho no Sistema Confea/Crea e Mútua, conforme lembra o diretor executivo administrativo da Mútua, engenheiro eletricista Antônio Carlos, que foi diretor regional da Mútua-RJ no mesmo período em que Portugal esteve na Diretoria da Regional capixaba. “Amigo Portugal, sua lealdade e dedicação ficarão marcadas para sempre por onde você passou e por quem teve o prazer de conviver contigo”, destaca Antônio Carlos.

O diretor executivo de Tecnologia, Cláudio Calheiros, esteve na Presidência da Mútua durante um período em que Portugal era diretor da Regional ES. “Tínhamos um excelente relacionamento, independentemente das nossas gestões, e o seu comprometimento e alegria ficarão marcados para sempre. Quem conviveu com ele, sabe da energia que sempre teve”, disse.

Natural de Campos dos Goytacazes (RJ), onde também se formou técnico em Eletrotécnica na Escola Técnica Federal da cidade, e era casado com Joceir da Silva Santos Salles e pai de William Salles. No próximo dia 20 de junho completaria 67 anos de idade. Portugal ainda atuou no Crea-ES como conselheiro e diretor financeiro. Também foi membro da Diretoria do Sindicato dos Técnicos Industriais do Espírito Santo (Sintec-ES). Trabalhou por 40 anos na EDP Espírito Santo (Empresa de distribuição de energia elétrica, anteriormente conhecida como ESCELSA – Espírito Santo Centrais Elétricas S/A). Se aposentou na Instituição, onde atuou no Centro de Operações e no departamento de Engenharia.

Nos anos em que esteve na Mútua, cultivou muitas amizades e, dessa forma, todos da Instituição, em todo o país, estão consternados com seu falecimento e “tiram o chapéu” para Portugal. O adereço é outra marca registrada do ex-diretor, que sempre estava com um exemplar em sua cabeça.

Muito tristes com a perda do amigo, os diretores regionais da Mútua-ES, engenheira geóloga e Seg. Trab. Leila Issa Vilaça, diretora geral, engenheiro eletricista Eduardo Luiz Henriques, diretor financeiro, e engenheiro agrônomo Douglas Muniz Lyra, diretor administrativo, lamentam a morte de Portugal.

Leila e Douglas, inclusive, exerceram mandatos de diretores da Caixa de Assistência ao lado de Portugal. Da mesma forma, as colaboradoras da Mútua-ES, Janayna Fantoni, Lucianna Aguiar e Mirrely Magalhães, que fazem parte da Mútua-ES há muitos anos e conviveram no dia a dia com o ex-diretor.

Ficam as memórias e boas lembranças e, neste momento, a Mútua enseja aos familiares e amigos do querido Portugal, muita paz, tranquilidade e força para superar a dor.

A Mútua decretou luto oficial de três dias em memoria do seu ex-diretor. O sepultamento ocorrerá em sua cidade natal, Campos dos Goytacazes, mas ainda não há a informação sobre o horário.

Fonte: Gecom/Mútua

Foto: Arquivo

Post relacionado

FONTES