Menu fechado

Com reentrada difícil no mercado de trabalho, associado do CE recebe benefício Pecuniário

O benefício social, antes da criação das duas novas linhas específicas de enfrentamento da crise causada pela Covid-19, já estava com prioridade na concessão

Matéria da Agência Brasil  aponta que cerca de 150 mil pessoas ficaram desempregadas em função da pandemia da Covid-19. E muitos profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua inevitavelmente estão presentes nessa estatísticas, além dos que são pequenos empresários e viram seus negócios enfraquecerem e daqueles que atuam de forma autônoma, que também foram amplamente afetados pela crise. Uma triste realidade que a Mútua, por meio de seus benefícios, tenta amenizar.

Entre os benefícios elencados pela Caixa de Assistência como prioridade para concessão logo no início da pandemia, está o Pecuniário. De caráter social, a linha destina-se ao associado carente de recursos, em evidente necessidade de sobrevivência. Auxílio financeiro mensal de até três salários mínimos vigentes no país, por período de até quatro meses, podendo ser prorrogado por igual período, até o máximo de 12 meses.

Solicitações dessa natureza, para os casos justificados em função da crise decorrente do novo coronavírus, passarão a ser atendidas pelo novo benefício social COVID-19 que, em breve, será oferecido. A nova linha de recursos estará disponível nos próximos dias, bem como o Benefício Reembolsável Especial COVID-19. Os dois estarão em vigência apenas durante o prazo do Decreto Legislativo 06/2020, que instituiu o Estado de Calamidade Pública.

Entrada no mercado de trabalho incerta

Uma pausa em sua vida profissional. Foi isso que o associado da Mútua-CE, eng. agron. Alex Antonio Silva de Melo, sentiu com a chegada da pandemia. Em meio à crise de saúde mundial, que também se desdobrou em uma crise social e econômica, o engenheiro, que já estava desempregado há alguns meses, viu sua esperança de uma recolocação no mercado de trabalho ser adiada por tempo indefinido. “Tive sérios problemas no início da pandemia, pois naquele momento estava buscando um novo trabalho, participando de seleções. Com a pandemia e a quarentena, a minha reentrada no mercado de trabalho ficou muito incerta, estou sem saber quando será e como será no pós-pandemia, o que gerou bastante preocupação com o sustento pessoal”, preocupou-se.

Os dois anos de inscrição na Mútua e com suas obrigações como associado em dia, Melo não pensou duas vezes em recorrer à sua Caixa de Assistência, tendo sido essa a sua primeira solicitação de um benefício. “O benefício da Mútua está me ajudando com meu sustento pessoal e, com o valor, eu consigo comprar itens pessoais e, também, cumprir com os compromissos que assumi antes da pandemia e antes de ter saído do meu último emprego. E isso me dá maior segurança agora, neste período”, afirma.

Com isso, é possível visualizar a materialização da missão e do papel assistencial da Mútua ao profissional do Sistema. Isso mostra que a Instituição está ao lado dos associados com o amparo necessário nas horas difíceis e, neste momento tão difícil pelo qual o país passa, reforça o seu compromisso em oferecer meios para o mutualista atravessá-lo com mais determinação.

“Avalio que a Mútua tem uma boa atuação, pois tive meu benefício aprovado quando mais precisei e em tempo oportuno. Isso nos faz ter mais segurança nesses momentos críticos. Sem sombra de dúvidas, a Mútua tem grande importância e credibilidade na vida do profissional”, ressalta o associado cearense.

CLIQUE PARA SERVIÇOS:
Central de Relacionamento Mútua
Solicitação online de benefícios
TecnoPrev 
Protocolo 
Ouvidoria

Fonte: Gecom/Mútua

Fotos: Arquivo pessoal

Post relacionado

FONTES