Menu fechado

Entidades pedem revisão de editais da Caixa para serviços técnicos

Representantes da Engenharia apontaram a necessidade de revisão dos valores mantidos pela Caixa para serviços de Engenharia, Agronomia, Arquitetura e Geologia

Em ação conjunta, na última quarta (6), o Confea, a Federação Nacional de Engenheiros (FNE), a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) e a Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (Confaeab) pleitearam, junto à Caixa, quanto à revisão de editais para contratação de serviços técnicos de Engenharia, Arquitetura, Agronomia e Geologia. As entidades foram representadas, respectivamente, pelos engenheiros João Bosco Andrade Lima Filho, José Luiz Azambuja, Fábio Resende e Kleber Santos.

“O objetivo da reunião foi requerer a alteração dos editais, corrigindo a diferença de valores da hora técnica para atividades de agronomia e demais atividades de engenharia”, comentou o presidente da Confaeab, Kleber Santos. Ele informou que a equipe da CEF apresentou suas considerações, fundamentadas em pesquisas de valores que teriam amparo legal. “Eles informaram também que tais valores vêm sendo mantidos desde 2014 e que não haveria prejuízos para os engenheiros agrônomos, uma vez que as contratações consideram dos orçamentos elaborados pelos próprios profissionais da Agronomia”, aponta.

Isonomia
Já os representantes das entidades, reforçaram o posicionamento pela isonomia, apontando que todos os profissionais da engenharia são regidos pela mesma legislação e têm as mesmas responsabilidades técnicas. “Mantivemos a solicitação pela revisão dos valores, considerando que os mesmos estariam desatualizados e que existe uma referência de valores com base na Lei 4950-A/66. Foi sugerido levar em conta tabelas de honorários atualizadas, a exemplo da tabela de honorários do Senge-RS, onde a hora técnica é fixada em 2% do salário mínimo profissional que a valores atuais chega a 180 reais”, argumentou Kleber Santos.

O grupo protocolou junto à Caixa um documento, sendo que a CEF se comprometeu a encaminhar ao setor competente uma solicitação para atualização da pesquisa que serve de base aos valores da hora técnica fixados nos editais.

A Caixa foi representada por Angélica Djenane Philippe Correa, Superintendente Nacional S.E. – Rede Executiva de Habitação; Thatiane Pales Machado, Gerente Executiva S.E – GN Padrões e Empreendimentos Críticos; Filipe Neri, Gerente Nacional da área de Contratação; e Renato Luiz Fernandes, Gerente Nacional S.E. – Fábrica de Crédito PJ e Agro.

Fonte e foto: Equipe de Comunicação do Confea

Post relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FONTES