Menu fechado

Diretores executivos e regionais da Mútua participam do 10º CEP-BA

Emanuel Alves e Jorge Silveira (segundo e terceiro a partir da esquerda). Luis Edmundo Campos (ao centro) conduziu os trabalhos da abertura

Colocar a Engenharia como protagonista do desenvolvimento do país e promover o envolvimento dos engenheiros na política. Esse foi o recado dado pelo palestrante, eng. Civil Darc da Luz Costa, na abertura do 10º Congresso Estadual de Profissionais, promovido pelo Conselho Regional de Engenharia da Bahia e Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea, realizado de 02 a 04 de agosto, em Salvador.

O evento reuniu cerca de 200 profissionais de todo o estado e discutiu propostas para o evento nacional, que ocorrerá em Palmas de 19 a 21 de setembro. Representando a Mútua, estiveram presentes o diretor de Benefícios, Jorge Silveira, e o diretor geral da Mútua-BA, Emanuel Alves. O encerramento do evento no dia 4 contou, ainda, com a presença do presidente do Confea, Joel Kruger, e do diretor de Tecnologia da Mútua, Cláudio Calheiros.

“Estratégias da Engenharia e da Agronomia para o Desenvolvimento do Brasil” foi o tema da palestra de Darc Costa, ex-vice-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), que fez um verdadeiro passeio pela história da inovação do Brasil, destacando o período de 1930 a 1980 como o mais exitoso da história e a Engenharia, segundo ele, estava diretamente envolvida no processo. “Perdemos a ideologia do desenvolvimento e abraçamos a ideologia do mercado. Precisamos unir política, estratégia e poder para que possamos voltar a crescer como Nação”, observa, destacando que apenas 5% do Congresso Nacional é formado por engenheiros e que nenhum coloca seu mandato em benefício da profissão.

Darc Costa apresentou o Painel Mútua

O presidente do Crea-BA, engenheiro civil Luis Edmundo Campos, afirmou que o CEP é uma oportunidade importante de fazer com que os profissionais preencham espaços na política e nas ações de desenvolvimento do país. O gestor, que participou da maioria dos eventos microrregionais realizados na Bahia, ficou satisfeito com o interesse dos profissionais em tentar melhorar o sistema. “O problema do Brasil é a falta de Engenharia. Vamos brigar pelo lugar que nos pertence”, ressalta.

Campos ainda chamou a atenção para a necessidade de fortalecer os profissionais do interior. “Percebi que precisamos dar ainda mais atenção ao interior, criando entidades e escritórios de engenharia pública, além de fortalecer o diálogo com todos eles”.

O coordenador da Comissão Organizadora Regional do CEP, engenheiro agrimensor Joseval Carqueija, relatou as dificuldades para a realização dos 27 encontros microrregionais e citou entre as conquistas obtidas este ano a maior participação dos profissionais. “Foram construídas 235 propostas e esperamos obter grandes resultados no Congresso Nacional”.

Cerca de 40 engenheiros baianos vão levar demandas do Estado para a 76ª Semana Oficial da Engenharia e Agronomia, que este ano será realizada de 16 a 19 de setembro, em Palmas (TO). Boa parte da comitiva da Bahia participará do Congresso Nacional dos Profissionais, que ocorrerá de 19 a 21 de setembro e terá como tema: Estratégias da Engenharia e da Agronomia para o Desenvolvimento Nacional.

A ida da comitiva da Bahia conta com o apoio da Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-BA. Como em todos os anos, os visitantes do estande da Bahia poderão participar de sorteios, ganhar brindes, garantir a fitinha do Senhor do Bonfim e fazer a foto tradicional com a baiana, maior patrimônio cultural do Estado.
Mútua – Os números da Mútua foram divulgados pelo diretor de Benefícios, Jorge Silveira e pelo diretor regional, Emanuel Alves. Ambos citaram os avanços da Caixa de Assistência, que nos últimos quatro anos cresceu em número de sócios mais do que em toda sua história. Na Bahia, foram mais 200 associados somente nesse período de realização do CEP. A novidade, apresentada por Silveira, foi plano odontológico gratuito a partir de 2020.

As propostas aprovadas no CEP passarão pela etapa de sistematização, no dia 8, e seguirão para o 10º CNP, em Palmas (TO)

 
Fonte: Crea-BA (com inserções)
Fotos: Crea-BA

Post relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FONTES