Sistema de Gerenciamento de ARTs é apresentado na 73ª Soea

Presidente da Mútua, Paulo Guimarães, realiza abertura da apresentação do SisART

Presidente da Mútua, Paulo Guimarães, realiza abertura da apresentação do SisART

Diretores regionais da Mútua, dirigentes e funcionários dos Creas, profissionais e estudantes participaram na tarde dessa quarta-feira (31) da programação da Mútua na Soea, em Foz do Iguaçu (PR), de um momento destinado à apresentação do Sistema Nacional de Gerenciamento de ART (SisART).O programa que visa padronizar nacionalmente a emissão, gestão e controle das Anotações de Responsabilidade Técnica, foi totalmente desenvolvido e concebido pela Mútua, com início das tratativas ainda na gestão anterior.

Agora, na atual gestão, o projeto está em fase de conclusão, com o programa piloto sendo aplicado no Crea-DF. Cerca de 90% das etapas no Crea-DF já foram finalizadas, e em breve outros Conselhos Regionais serão atendidos com a nova plataforma. A Mútua formulará um plano de informatização que será entregue aos Creas, com todos os passos e prazos necessários para adequação do SisART aos sistemas utilizados atualmente.

Durante a apresentação na Soea, os diretores executivos da Mútua Paulo Guimarães (presidente), Jorge Silveira (Benefícios) e Marcelo Morais (Tecnologia) e o assessor da Gerência de Tecnologia, analista de sistemas Rodrigo Santiago, expuseram as principais vantagens do SisART, mostraram a interface da plataforma e sanaram dúvidas do público.

Marcelo Morais explicou que esse projeto começou na gestão anterior da Mútua, sob a direção do então diretor de T.I Antonio Salvador da Rocha. “A ART é a razão da existência da Mútua. E se a Instituição tem a estrutura, a tecnologia e a equipe de desenvolvedores necessárias para concretização do projeto, porque não oferecer essa solução a Engenharia Brasileira?”, instigou.

Afonso Bernardes, Marcelo Moraes, Alessando Machado e Rodrigo Santiago durante apresentação na 73ª Soea

Afonso Bernardes, Marcelo Moraes, Alessando Machado e Rodrigo Santiago durante apresentação na 73ª Soea

“Utilizamos diversas fontes de dados e fizemos o mapeamento de todas as resoluções do Confea que tratam das competências dos profissionais. Além disso, temos o apoio a consultoria dos especialistas do Conselho que tratam dessa área” salientou Santigo ao enfatizar que o objetivo é corrigir as distorções existentes em diversos estados do país.

Outra questão destacada pelo analista de sistemas, foi a otimização do processo de emissão da ART com base nas características dos empreendimentos. “Dentro do perfil do empreendimento o próprio Sistema indicará o que esse empreendimento deveria ou não ter. Ressalto que o Confea e os Creas terão a competência para definir as características dos empreendimentos e incluir na plataforma, pois os critérios são dinâmicos”, afirmou.

O novo sistema visa a integração das informações de ARTs de todo o território nacional através da padronização dos formulários de preenchimento, além da centralização em uma base de dados nacional. Além disso, o SisART trará ferramentas para gerenciamento de regulamentos, monitoramento por empreendimentos, georeferenciamento, consultas e relatórios diversos, tornando-se a principal fonte de dados do Sistema Confea/Crea e Mútua.

Os conselheiros federais integrantes Grupo de Trabalho Combate, Prevenção e Repressão à Corrupção nas Engenharias e Agronomia Alessandro José Macedo Machado (coordenador do GT) e Afonso Ferreira Bernardes também acompanharam a apresentação. “Os órgãos de controle indicaram a necessidade de termos um sistema único, quanto à centralização de dados de obras e serviços e consultas públicas, e outros. O SisART vai ao encontro disso e do que temos trabalhado no GT”, ponderou.

Fonte: Gecom/ Mútua

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.