Por unanimidade, plenário elege lideranças para 2019

Novo plenário federal para o ano de 2019: unanimidade em indicações e coesão marcam início dos trabalhos

Em clima de harmonização, o presidente Joel Krüger conduziu, durante a manhã e o início da tarde desta quarta (23), nos trabalhos da sessão plenária 1.482, a eleição e a posse dos cargos de liderança que envolvem os conselheiros federais do Confea. Na sequencia, os trabalhos foram suspensos para reuniões de instalação das comissões permanentes.

“Foi feito um trabalho intenso com os 18 conselheiros e esta presidência, tanto que todas as votações foram unânimes. Fechamos essa harmonização com muita tranquilidade para que possamos trabalhar com união e consenso. Agradeço a cada conselheiro por acharmos uma forma muito serena para que tivéssemos essa unanimidade e, assim, possamos trabalhar de forma harmônica em prol das engenharias, da Agronomia, das Geociências, dos nossos profissionais do Sistema, das nossas empresas e da sociedade”.

Condução da mesa dos trabalhos será mantida para 2019 com a permanência da assistente Clécia Abrantes e do vice-presidente Edson Delgado

O conselheiro Marcos Camoeiras destacou o entendimento. “Queremos fazer esse marco histórico de união pelo Sistema, temos certeza de que esse será um grande ano e de que vamos deixar um marco para o Sistema, capitaneados pelo presidente Joel”.

Antônio Carlos Lucchesi mostrou-se feliz em “testemunhar essa harmonia no Sistema, o que facilitará muito o nosso trabalho”, disse, agradecendo a confiança dos colegas que o elegeram para a Comissão Eleitoral Federal e como coordenador da Comissão de Educação e a Atribuição Profissional (Ceap).

Edson Delgado homenageou o Mato Grosso do Sul ao tomar posse para novo mandato como vice-presidente do Confea

Reeleito vice-presidente do Confea, o engenheiro eletricista Edson Delgado também se manifestou, agradecendo a confiança do presidente Joel Krüger. “Muito me honra isso, senhor presidente. E essa honra é indissociável com o pensamento que tenho, considerando a confiança que tive de todos os profissionais do Mato Grosso do Sul para representa-los nesse casa. Aliado aos nossos pares, essa harmonização só foi possível graças ao discernimento de cada um. Aqui só podemos ser senhores de nós mesmos, em busca de uma nova engenharia”, afirmou, comprometendo-se a empenhar-se “na busca da valorização da engenharia”. “Tenho certeza de que faremos um grande trabalho com todos os conselheiros”, destacou o presidente Joel Krüger em resposta.

Eleito para a Comissão do Mérito e para a Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais), o conselheiro Carlos Laet comentou que “o trabalho conduzido pela manhã foi excelente para que possamos estar unidos em prol da engenharia nacional, uma reunião serena, bem conduzida e de forma harmônica”. Representando o Espírito Santo, mostrou-se muito satisfeito com o objetivo de seguir o trabalho de forma harmônica com os demais conselheiros .

Conselheiro Ronald Monte: aliança fraterna

O conselheiro Ronald do Monte também destacou a importância da união de todos. ”É uma aliança fraterna. Tivemos um período de turbulência, mas agora as coisas estão acomodadas, gostaria de agradecer pela confiança que me foi dada para ocupar o Conselho Diretor e a CEEP. Farei tudo de mim para não falhar em nada, buscando a melhor forma de representar esta casa no contexto nacional e internacional”.

Na sequência, o conselheiro Ricardo Araújo manifestou sua solidariedade pela harmonização conduzida pelo presidente e pelo vice-presidente do Confea. “Cada vez mais o nome da engenharia brasileira cresce. O que é o mais importante é termos uma engenharia bem representada e unida, se tivermos uma junção forte, ninguém nos impedirá de levarmos a engenharia ao topo do Brasil”.

Já o conselheiro federal João Bosco de Andrade acrescentou que “espera que essa união se propague em todo o Sistema e em seus organismos satélites. Em prol do mérito do nosso país e do bem de todos os profissionais”.

Conselheiro João Bosco de Andrade ao tomar posse como coordendor da Cais: união

Por fim, o conselheiro federal Inarê Poeta ressaltou a importância da união de todo o plenário. “Devemos trabalhar todos com o mesmo objetivo, de forma integrada, e lutarmos pelos profissionais do nosso Sistema”.

Indicações unânimes
Com manifestação de voto em apoio por parte do conselheiro federal Marcos Camoeiras e por unanimidade, o engenheiro eletricista Edson Delgado foi reeleito vice-presidente do Confea, por indicação do presidente Joel Krüger. “Delgado nos deu um apoio muito grande nessa gestão, e estamos propondo ao plenário a continuação do conselheiro Delgado como vice-presidente”.

Sessão transcorreu com tranquilidade e expectativa de muita integração entre os conselheiros

Também por unanimidade, como em todas as demais votações de indicação de membros do Conselho Diretor e das comissões, Clécia Abrantes foi reconduzida à assistência da mesa diretora do plenário. “É o nosso anjo da guarda, conhece todo o regimento e mantém muito cuidado com o nosso plenário”, considerou o presidente Joel Krüger, estendendo o cumprimento a todo o quadro funcional da casa. “Todo o empenho nosso vem apoiado pela excelência de uma grande equipe formada por todos os colegas que integram o Confea”.

Conselho Diretor e Comissões
Foram indicados para o Conselho Diretor os seguintes conselheiros federais: Evandro Martins, Osmar Barros Júnior, Zerisson de Oliveira Neto, Ronald Monte e Ricardo Araújo.

Conselho Diretor: da esquerda para a direita, Ronald Monte, Evandro Martins, Ricardo Araújo, presidente Joel Krüger, Zerisson de Oliveira Neto, Osmar Barros Júnior e vice-presidente Edson Delgado

Para a Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais), os membros indicados foram os conselheiros: Carlos Laet, João Bosco de Andrade (coordenador), Zerisson de Oliveira Neto e Waldir Duarte.

Os membros indicados para a Comissão de Controle e Sustentabilidade do Sistema (CCSS) foram os seguintes: Marcos Camoeiras, Laércio Aires, Modesto Santos (coordenador) e Carlos Vilhena.

A indicação para a Comissão de Educação e Atribuição Profissional (Ceap) aprovou os seguintes membros: Jorge Bitencourt, Luiz Antônio Lucchesi (coordenador) e Osmar Barros Júnior.

A composição da Comissão de Ética e Exercício Profissional (Ceep) terá os seguintes membros: Annibal Margon (coordenador), Edson Delgado e Ronald Monte.

Os conselheiros federais André Schuring (coordenador), Evandro Martins, Inarê Poeta e Ricardo Araújo foram indicados e eleitos para a Comissão de Organização Normas e Procedimentos (Conp).

A Comissão Eleitoral Federal (CEF) terá os seguintes membros titulares: Annibal Margon (coordenador), Marcos Camoeiras, Edson Delgado, Evandro Martins e Luiz Antônio Lucchesi. Os suplentes serão: Modesto Santos, André Schuring, Carlos Laet, Laércio Aires dos Santos e Osmar Barros Júnior, que poderão assumir os cargos nesta sequencia de convocação.

Conselheiro Annibal Margon será o novo coordenador da Comissão de Ética e Exercício Profissional

A Comissão do Mérito será constituída pelos conselheiros federais: Inarê Poeta, Laércio Aires dos Santos, Carlos Laet, João Bosco de Andrade e Zerisson de Oliveira Neto (chanceler).

Como representante do plenário para o Conselho de Comunicação e Marketing foi eleito o conselheiro Ronald Monte. Para o Programa de Desenvolvimento Sustentável (Prodesu) foram indicados como representante do plenário e seu suplente, respectivamente, os conselheiros Inarê Poeta e Laércio dos Aires Santos.

Fonte: Confea
Fotos: Mark Castro/Confea

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.