Lideranças das áreas tecnológicas prestigiam posse do novo presidente do Crea-PR

Em cerimônia marcada pela presença de lideranças da Engenharia, Agronomia e Geociências, foi realizada ontem (22), a Posse Solene do presidente do Crea-PR, engenheiro civil Ricardo Rocha de Oliveira. Na oportunidade foram empossados ainda os diretores geral e administrativo da Mútua-PR, engenheiro civil Julio Cesar Vercesi Russi e engenheiro químico Luiz Eduardo Caron e os novos conselheiros titulares e suplentes do Colegiado 2018.

O evento realizado na UniBrasil contou com a presença do presidente do Confea, engenheiro civil Joel Krüger, do presidente da Mútua, engenheiro civil Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, e dos secretários estaduais de Infraestrutura e Logística, engenheiro civil José Richa Filho, e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes. Também presentes na mesa de autoridades a pró-reitora de Graduação do UniBrasil Centro Universitário, professora Lilian Pereira Ferrari, o presidente da Associação Brasileira dos Engenheiros Agrícolas – Seção Paraná (ABEAG-PR), engenheiro agrícola Valmor Pietsch, a engenheira agrônoma e conselheira do Crea-PR, Marcia Helena Laino e o reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), engenheiro civil Carlos Luciano Sant’Ana Vargas.

Os diretores da Mútua-PR receberam seus termos de posse do presidente da Mútua, Paulo Guimarães

Prestigiaram o evento os presidentes de gestões anteriores do Crea-PR, o arquiteto e urbanista Armando Strambi, o engenheiro civil Orlando Maciel Strobel e o engenheiro agrônomo Álvaro Cabrini Junior.

Feliz pelo momento que marca o início de sua gestão como presidente do Crea-PR, Rocha de Oliveira destacou em sua fala a principal marca do Conselho, que é a fiscalização e valorização do exercício profissional. “Vamos realizar ações para promoção de processos de fiscalização ainda mais assertivos, dinâmicos e participativos. Para isso, estamos propondo ampliar o trabalho desenvolvido nas últimas gestões do Crea-PR, investindo ainda mais na inovação tecnológica para potencializar a ação fiscalizatória, atuando em conjunto com as diretrizes das Câmaras Especializadas e o apoio de nossos inspetores em todo o estado. Pretendemos, ainda, intensificar o processo de modernização e melhoria contínua do programa de capacitação e atualização de conhecimento ao corpo funcional do nosso Conselho”, disse o presidente do Crea-PR.

Sobre as entidades de classe, ele afirmou que a gestão “vai promover políticas de apoio à manutenção, criação e resgate destas instituições, para que continuem atuantes e exerçam seu papel político na defesa das profissões, no Sistema Confea/Crea e Mútua e na sociedade em geral”. Como professor universitário e ex-reitor da Unioeste que conhece bem o trabalho já desenvolvido pelo Crea-PR, afirmou que “a gestão também tem o compromisso de aproximação como nossas instituições de ensino de todo o estado”.

Desafios no Confea
Bastante aplaudido pelos presentes, o presidente do Confea, Joel Krüger, que foi presidente do Crea-PR de 2012 a 2017, afirmou que “o período que esteve à frente do Regional foi pautado em pilares fundamentais na história do Conselho: planejamento, compromisso, dedicação e continuidade dos trabalhos executados nas gestões anteriores”. Ele citou projetos e eventos idealizados e iniciados por presidentes de gestões anteriores, que ainda são muito importantes, como o Encontro Paranaense de Entidades de Classe, o Fórum de Docentes e o Colégio Empresarial. “No Crea-PR temos compromisso com as profissões afetas ao Sistema e nesse espirito avançamos em nossa gestão. Agora passamos esse compromisso para o presidente Ricardo, para que possa continuar todo o trabalho e avançar cada vez mais”, disse Krüger. Ele agradeceu a cada um dos conselheiros, diretores, entidades de classe, instituições de ensino e empresas que acompanharam os seis anos de gestão no Paraná, e enalteceu o corpo funcional “pelo profissionalismo e dedicação ao Crea-PR e pela causa da Engenharia, da Agronomia e das Geociências”. O presidente afirmou que a gestão do Conselho Federal será de compromisso com a ética, a mudança e a modernidade. “Trataremos de importantes temas nacionais, que são grandes desafios e precisamos de transparência e ética em todas as ações realizadas”, disse.

Parceria com a Mútua
O presidente da Mútua, Paulo Guimarães, parabenizou todos os empossados e afirmou que “a Mútua temos grandes objetivos a realizar ainda nessa gestão. Acreditamos que o desenvolvimento do Brasil e a qualificação dos profissionais da Engenharia nacional se dão através da educação e nessa área temos alguns projetos a realizar em parceria com o Confea na nova gestão”. Ao presidente Ricardo Rocha “desejo êxito em seu trabalho e grandes parcerias com a Mútua, como sempre tivemos com o Crea-PR”, disse Paulo.

Os novos conselheiros do Crea-PR assumiram seus mandatos nos cargos honoríficos, para dedicar-se à defesa e ao fortalecimento das profissões das Engenharias, da Agronomia, das Geociências, das tecnológicas e técnicas. Os empossados representam 17 instituições de ensino e 54 entidades de classe, e junto com os outros 2/3 do Colegiado representam cerca de 90 mil profissionais registrados no Crea-PR. A conselheira engenheira agrônoma Marcia Laino realizou a leitura do termo de posse, representando todos os conselheiros.

 

Fonte e fotos: Crea-PR

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.