Engenheiros ambientais: compromisso social para um melhor viver no mundo

A importante profissão é destaque nesse 31 de janeiro, Dia do Engenheiro Ambiental

Um profissional cidadão, que contribui com técnicas para um melhor viver no mundo. É assim que a presidente da Associação Catarinense de Engenheiros Sanitaristas e Ambientais (Acesa), eng. amb. e sanit. Thaianna Elpídio Cardoso, explica o papel dos engenheiros ambientais. “Nós, engenheiros ambientais e sanitaristas, temos as técnicas e mecanismos para nortear as relações das pessoas com o meio ambiente. Gosto de citar uma frase impactante para ilustrar isso: A Engenharia Ambiental e Sanitarista é uma profissão que tira as pessoas do sofrimento. Digo isso porque garantimos água de qualidade, o saneamento adequado, a drenagem urbana para que não haja alagamentos, entre outros fatores sociais”, afirma.

A profissional ressalta que, apesar da notória missão, a área ainda tem grandes desafios, principalmente no que diz respeito às mudanças de cultura e pensamento das pessoas. O presidente da Associação Baiana de Engenharia Ambiental (Abena) e vice-presidente da Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais (Aneam), eng. amb. Victor Menezes Vieira, reforça enfatizando que uma das principais lutas da categoria a nível nacional é a maior disseminação da missão dos engenheiros ambientais.

“O mercado e a sociedade precisam conhecer melhor nossa profissão. Precisam entender as nossas possibilidades de atuação, quando e porquê contratar um Engenheiro Ambiental e como podemos ajudar”, ressalta Vieira ao também defender uma melhor definição das atribuições dos engenheiros ambientais: resguardar o meio ambiente e o planeta, garantindo qualidade de vida para a população e a saúde dos recursos naturais a curto e a longo prazo. Para Vieira isso também diz muito sobre a profissão. “Quando surgiu a Engenharia Ambiental a profissão nasceu como profissão de futuro. Hoje, já vemos que temos grandes profissionais em importantes cargos e deixando relevantes realizações para a sociedade, tanto em termos ambientais, quanto sociais. A Engenharia Ambiental é uma profissão de futuro, mas, também, do presente. Creio que é uma tendência que mais e mais pessoas que desejam ser engenheiros busquem a área”, conjectura o presidente da Abena.

A Aneam está engajada na valorização dos profissionais para que, cada vez mais, a Engenharia Ambiental cresça, conforme conta o vice-diretor de Comuniação da entidade, eng. amb. Bernard Felipe Batista. “Por ser uma profissão relativamente nova, ainda há um certo desconhecimento. Muita gente desconhece a enorme gama de segmentos que o engenheiro ambiental pode atuar. Normalmente a academia forma profissionais de acordo com a demanda regional. Enquanto em determinada área os profissionais estão mais direcionados à indústria, fazendo o gerenciamento de energia ou de resíduos, em outra localidade os engenheiros ambientais podem atuar na área rural, com a questão do Cadastro Ambiental Rural, por exemplo. As pessoas precisam saber mais sobre a profissão para contratar profissionais e a Aneam tem trabalhado intensamente nessa valorização dos engenheiros ambientais”, pondera.

 

Fonte: Gecom/Mútua

Fotos: arquivo

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.