Confea critica forma e conteúdo de Consulta Pública sobre Diretrizes Curriculares Nacionais de graduação em Engenharia

O Conselho Nacional de Educação (CNE), por meio da Câmara de Educação Superior (CES), divulgou na última sexta-feira (24), para Consulta Pública, documento referente às Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia. O presidente do Confea, engenheiro civil Joel Krüger, lamentou o curto prazo disponibilizado pelo CNE para a consulta pública e criticou que as sugestões encaminhadas pelo Confea por meio da Comissão de Educação e Atribuição Profissional (CEAP) e por um grupo de especialistas para a reformulação das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) da Engenharia tenham sido completamente ignoradas pelo órgão. Sugestões ao texto poderão ser encaminhadas para o endereço eletrônico: dcnengenharia.cne@mec.gov.br, apenas até esta sexta-feira, dia 31 de agosto de 2018.

“Dialogamos com o Ministério da Educação e principalmente com o presidente da Câmara de Educação Superior do CNE, Luiz Roberto Liza Curi, no sentido de contribuir com o texto referencial. Destacamos três pontos fundamentais, que são a carga mínima de 3.600 horas, que as atividades práticas sejam obrigatoriamente presenciais e que no projeto pedagógico do curso conste especificamente qual a atribuição profissional almejada. As sugestões que consideramos fundamentais para o mínimo de qualidade na formação dos profissionais em Engenharia foram simplesmente ignoradas no projeto de resolução que está disponível para consulta pública. Lamentamos profundamente a postura do CNE e peço que todos os profissionais interessados na melhoria da qualidade dos cursos de Engenharia enviem as manifestações ao órgão”.

O parecer proposto e o respectivo projeto de resolução estão disponíveis para Consulta Pública.

 Saiba mais

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.