Mútua - Displaying items by tag: confea

Em 2016, a Campanha da Fraternidade Ecumênica tem a participação do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) que dá destaque em seus canais de comunicação ao tema “Casa Comum, nossa responsabilidade”. 

A iniciativa também reforça a necessidade de ampla reflexão da sociedade brasileira no sentido da responsabilidade de cada um para viver em um ambiente comum e saudável, como afirma o presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu da Silva. “É fundamental que se promova uma política de saneamento básico que contemple saúde para todos, independentemente de classe social, garantindo água potável, esgoto sanitário, drenagem das águas de chuva, manejo de resíduos sólidos, limpeza urbana, bem como o controle efetivo de vetores transmissores de doenças, visando, assim, à promoção de melhor qualidade de vida humana em todo o ambiente universal”, alerta o presidente em seu artigo dedicado especialmente ao tema (leia mais).

Para José Tadeu, é fundamental ainda “conscientizar e sensibilizar as autoridades públicas e os governantes do Brasil sobre a importância do desenvolvimento de políticas públicas urgentes que garantam saneamento básico e saúde para todos, utilizando a engenharia como meio para alcançar esses objetivos essenciais à vida humana”.

Em apoio à campanha da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o presidente do Conselho Federal faz um chamamento aos milhares de profissionais e centenas de empresas registrados no Sistema Confea/Crea para que se envolvam nessa ação. “Vamos cumprir com nossa responsabilidade para atender a essa demanda da sociedade e do nosso país. Vamos construir nossa casa comum”, convoca José Tadeu. 

A Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016 será lançada, oficialmente, no dia 10 de fevereiro. O tema é “Casa Comum, nossa responsabilidade”. Já o lema aborda o trecho bíblico: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”. (Am 5.24)

A proposta é chamar atenção para a questão do direito ao saneamento básico para todas as pessoas, buscando fortalecer o empenho, à luz da fé, por políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro da casa comum, ou seja, do planeta Terra.

A campanha é realizada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic) e neste ano terá dimensão internacional, pois será realizada em parceria com a Misereor – entidade da Igreja Católica na Alemanha que trabalha na cooperação para o desenvolvimento na Ásia, África e América Latina.

 

Fonte: Confea

Em 2016, a Campanha da Fraternidade Ecumênica tem a participação do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) que dá destaque em seus canais de comunicação ao tema “Casa Comum, nossa responsabilidade”. 

A iniciativa também reforça a necessidade de ampla reflexão da sociedade brasileira no sentido da responsabilidade de cada um para viver em um ambiente comum e saudável, como afirma o presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu da Silva. “É fundamental que se promova uma política de saneamento básico que contemple saúde para todos, independentemente de classe social, garantindo água potável, esgoto sanitário, drenagem das águas de chuva, manejo de resíduos sólidos, limpeza urbana, bem como o controle efetivo de vetores transmissores de doenças, visando, assim, à promoção de melhor qualidade de vida humana em todo o ambiente universal”, alerta o presidente em seu artigo dedicado especialmente ao tema (leia mais).

Para José Tadeu, é fundamental ainda “conscientizar e sensibilizar as autoridades públicas e os governantes do Brasil sobre a importância do desenvolvimento de políticas públicas urgentes que garantam saneamento básico e saúde para todos, utilizando a engenharia como meio para alcançar esses objetivos essenciais à vida humana”.

Em apoio à campanha da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o presidente do Conselho Federal faz um chamamento aos milhares de profissionais e centenas de empresas registrados no Sistema Confea/Crea para que se envolvam nessa ação. “Vamos cumprir com nossa responsabilidade para atender a essa demanda da sociedade e do nosso país. Vamos construir nossa casa comum”, convoca José Tadeu. 

A Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016 será lançada, oficialmente, no dia 10 de fevereiro. O tema é “Casa Comum, nossa responsabilidade”. Já o lema aborda o trecho bíblico: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”. (Am 5.24)

A proposta é chamar atenção para a questão do direito ao saneamento básico para todas as pessoas, buscando fortalecer o empenho, à luz da fé, por políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro da casa comum, ou seja, do planeta Terra.

A campanha é realizada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic) e neste ano terá dimensão internacional, pois será realizada em parceria com a Misereor – entidade da Igreja Católica na Alemanha que trabalha na cooperação para o desenvolvimento na Ásia, África e América Latina.

 

Fonte: Confea

O Fórum dos Conselhos Federais de Profissões Regulamentadas teve solenidade de posse de seu novo Comitê Gestor na manhã desta quinta-feira (28/1), na sede do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci). O presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu da Silva, faz parte do Comitê junto de Ailton Diogo Morilhas (Conselho Federal de Odontologia), de Carlos Alberto Assis (Conselho Federal dos Despachantes Documentalistas do Brasil) e de Silvio Cecchi (Conselho Federal de Biomedicina). Em novembro, o vice presidente do Cofeci foi reconduzido ao cargo de coordenador do Fórum.

 

Fonte: Confea

O Conselho Diretor do Confea realizou, nesta quarta-feria (6), a primeira reunião de 2016. Sob a presidência do engenheiro civil José Tadeu da Silva, o Conselho discutiu a pauta de trabalho e as prioridades para o ano. Dentre os assuntos tratados, destacam-se a realização do 5º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua, previsto para ocorrer de 24 a 26 de fevereiro, e ainda os preparativos para a 73ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea) e para o Congresso Nacional de Profissionais (CNP), ambos na cidade de Foz do Iguaçu (PR), a partir de 29 de agosto. Também foram avaliados os relatórios de 2015 do Programa de Desenvolvimento Sustentável (Prodesu).

Participaram da reunião os diretores Antônio Carlos Albério, Paulo Laércio Vieira e Célio Moura.

Fonte: Confea


Flávio Correia, José Tadeu, Paulo Guimarães e Clotilde Paião: Seminário de Ouvidores do Sistema busca atuação unificada

Com a finalidade de debater experiências pertinentes à área de ouvidorias, é realizado hoje e amanhã (6 e 7 de outubro), na Sede do Confea, em Brasília (DF), o VI Seminário Nacional de Ouvidores do Sistema Confea/Crea e Mútua.

A iniciativa visa fortalecer o canal de comunicação, que é de extrema relevância para um atendimento de excelência à sociedade. O Seminário também representa uma oportunidade compartilhamento de conhecimentos e troca de experiências entre toda a equipe nacional de ouvidores dos Creas, do Confea e da Mútua, buscando sempre maior transparência, eficácia e ética no retorno às demandas da sociedade e dos profissionais do Sistema.

A abertura oficial do encontro foi realizada na manhã desta terça-feira, com a presença do presidente da Mútua, eng. civ. Paulo Guimarães, do presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu, do presidente do Crea-DF, eng. civ. Flávio Correia, e da ouvidora do Confea, Clotilde Paião. O presidente da Mútua, desejando sucesso aos trabalhos do Seminário, disse que são sempre muito importantes momentos como este, “de interação e união entre as instituições do Sistema” e que dividir conhecimento e experiência resulta na disseminação de boas práticas. “Um seminário de ouvidores reforça a postura do nosso Sistema de atuação unificada em prol, sempre, de melhorias para os profissionais e para a sociedade”, enfatizou Paulo Guimarães.

Na sequencia, foi promovida palestra motivacional do consultor Márcio Gustavo Padilha da Costa, encerrando o primeiro período do Seminário. Agora, no período da tarde, e amanhã estão previstas diversas palestras, como a do ouvidor externo do Banco do Brasil, Milton Teles, sobre “Gestão e formação de ouvidores e ouvidorias”; a do advogado e representante da Câmara dos Deputados no Conselho Nacional de Justiça, Emmanuel Campelo, e de representantes da Ouvidoria do Confea, sobre “Casos especiais tratados pelas ouvidorias do Sistema Confea/Crea e Mútua”. Uma apresentação do gerente de Tecnologia da Informação do Confea, Cristiano Oliveira, trará aos profissionais participantes informações acerca da nova carteira profissional a ser adotada pelo Sistema.

 

Fonte: Acme/Mútua (com informações do Confea)

Foto: Confea

Published in Mútua


À mesa de condução dos trabalhos: eng. flor. Glauber Márcio Sumar Pinheiro, coordenador da coordenadoria da Câmaras Especializadas da Engenharia Florestal (representando todas as coordenadorias de câmaras), eng. civ. José Tadeu da Silva, presidente do Confea, eng. civ. Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, presidente da Mútua, e Angelo Petto Neto, presidente da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil – Confaeab (representando as entidades de classe)

A Sessão Plenária do Confea do mês de agosto começou nesta quarta-feira (26) com a tradicional apresentação do relatório da Mútua. O novo presidente da Caixa de Assistência, eng. civ. Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, compôs a mesa dos trabalhos, saudando os presentes e informando como está o andamento dos trabalhos da nova Diretoria nesse segundo dia de gestão. “Os diretores estão tomando conhecimento das áreas e das rotinas da Instituição”, disse ele, que convidou o ex-presidente eng. agr. Cláudio Calheiros para fazer a apresentação do relatório de sua gestão, triênio 2012/2015.

Para acompanhar os trabalhos do Plenário, ainda estiveram presentes os diretores da Mútua eng. civ. Gerson Taguatinga, diretor financeiro, eng. mec., civ. e de Seg. Trab. Júlio Fialkoski, diretor administrativo, e eng. civ. Marcelo Morais, diretor de Tecnologia, além do ex-diretor financeiro, da gestão 2012-2015, téc. Em Edif. Lino Gilberto da Silva, e os gestores Lúcio Aparecido dos Anjos (Tecnologia) e Rodrigo Barbosa Castilho (Previdência).


Os diretores da Mútua Júlio Fialkoski e Marcelo Morais


Também presente Gerson Taguatinga, diretor financeiro da Mútua

Crescimento da Mútua: trabalho em conjunto

“O trabalho desenvolvido pelos diretores executivos, diretores regionais, gestores e colaboradores da Sede e das Caixas, com o apoio desse Plenário, do presidente José Tadeu, dos presidentes de Creas e de entidades de classe, foi fundamental para alcançarmos as metas estabelecidas para a gestão”, disse Calheiros ao iniciar a exposição do relatório.

Calheiros pontuou as principais metas alcançadas no período, enfatizando o grande crescimento da Mútua, essencialmente nos quesitos de concessão de benefícios, associatividade, reformulação dos regulamentos dos benefícios e criação de novos, modernização dos sistemas e equipamentos de informática, no controle e na gestão financeira, ampliação da qualificação dos colaboradores e implantação do plano de cargos e salários, fortalecimento e aumento dos convênios com Creas e entidades, entre outros. “Cada diretor conduziu com dedicação e primazia as ações de sua pasta, contribuindo para o sucesso da Mútua como um todo”, avaliou.


Calheiros fez a apresentação do relatório de sua gestão

Ele mais uma vez agradeceu a confiança dos conselheiros, destacando a responsabilidade e o empenho com que o Plenário aprovou as propostas de sua Diretoria Executiva, como os novos seis benefícios reembolsáveis que a Mútua passará a oferecer a seus associados. Ao indicar os números do período, o ex-presidente informou diversos dados, como o número de benefícios concedidos (sociais e reembolsáveis), valores renegociados, disponibilidade financeira, investimentos, entre outros. Citando o quantitativo de concessões do benefício social “Pecuniário”- que girou em torno de 307 mil entre agosto de 2012 (início da gestão) e maio de 2015 - Calheiros reforçou a importância desse auxílio. “É um Desafio para a nova Diretoria aumentar a concessão desse benefício, fazendo com que ele chegue cada vez mais aos associados que necessitam, porque esse é o papel primordial da Mútua, amparar aquele profissional em necessidade”. O Pecuniário tem caráter não reembolsável e se destina a conceder auxílio financeiro mensal ao associado carente de recursos, em evidente necessidade de sobrevivência.

Ao concluir, o engenheiro agrônomo alagoano desejou sucesso aos novos diretores, almejando que a Mútua continue no caminho de prosperidade e que, cada vez mais, os profissionais compreendam a missão da Instituição e se unam em torno do sentimento do mutualismo. Foram entregues, ainda, exemplares da publicação " Mútua - Relatório de Gestão 2012-2015" com todos os dados e informações referentes às atividades da organização no triênio.


Lino Gilberto e Rodrigo Castilho
 


Conselheiros Federais cumprem a programação dessa 1422ª Sessão Plenária Ordinária, que tem encerramento na sexta-feira (28)


Fonte: Acme/Mútua

Fotos: Alline Abreu (Acme/Mútua)

Published in Mútua

Teve início no domingo (2), o XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, com o tema “O Solo e suas Múltiplas Funções”, no Centro de Convenções de Natal. O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), eng. civ. José Tadeu da Silva, foi  representado  pelo conselheiro federal, eng. agr. Mário Varela Amorim.
Na manhã desta segunda-feira (3), dois temas foram discutidos em simpósio e conferência. O especialista australiano Alexander Mac Bratney tratou das dimensões e segurança do solo e, em seguida, a conferencista Regina Alvalá abordou o tema “Solos urbanos e vulnerabilidades das cidades às mudanças climáticas”. À tarde estão sendo realizados três simpósios: “Funções do solo e mudanças climáticas”; “Inoculantes não tradicionais da agricultura: novos rizóbios e não leguminosas” e “Estratégias de suprimento eficiente de nutrientes para mitigação de emissões de gases de efeito estufa de solo em sistemas agrícolas”.
Amanhã (4), segue mais um dia de atividades com temas variados, começando às 8h30, com dois palestrantes estrangeiros, da França e da Alemanha. À tarde também serão discutidos temas, como “Estoques e fluxos de carbono no sistema solo-planta no Bioma Caatinga” e “A utilização física para a ciência do solo”. Também será iniciada a apresentação de e-pôsteres sobre Fertilidade, Microbiologia, Física e Poluições.
As palestras e conferências estão sendo ministradas por grandes nomes nacionais e internacionais, de países como Estados Unidos, França, Alemanha e Austrália. O Congresso é promovido pela Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, com apoio da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte S/A (EMPARN) e correalização da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) e Embrapa Solos, além do apoio de diversas entidades e instituições públicas.

Participação do Confea
Até sexta-feira (7), o Conselho Federal recepciona em seu estande institucional os mais de três mil participantes que são esperados na edição deste ano. No espaço será divulgado o trabalho desenvolvido pelo Conselho, esclarecidas dúvidas de visitantes e distribuído material informativo de interesse dos profissionais e da sociedade.

Fonte: Confea

Ao decidir dilatar o prazo, até novembro deste ano, para o  Grupo de Trabalho Equidade de Gênero, do Confea, apresentar o relatório final sobre as atividades de 2014, - Decisão Plenária 1407/2014, tomada na Sessão 1407 -, os conselheiros federais permitiram que o GT continuasse atuando para alcançar um de seus objetivos: obter o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, emitido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR), órgão ligado diretamente à Presidência da República.
Nesse sentido, um Termo de Compromisso assinado entre Eleonora Menicucci de Oliveira, ministra-chefe da SPM/PR e o presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu da Silva, “é mais um passo para alcançarmos o selo, o que deve acontecer em novembro próximo”, anuncia Ineivea Farias, Superintendente de Estratégia e Gestão (SEG), do Confea, e coordenadora do Comitê Interno responsável pela implantação de ações que visam à equidade entre funcionários e colaboradores do Conselho Federal.
Mais que acertada, a decisão do plenário atesta a defesa feita pelo presidente do Confea, José Tadeu da Silva, para quem: “É inadmissível, inaceitável qualquer tipo de discriminação de raça, credo, cor e gênero”, afirmou na manhã da quinta-feira (30), ao receber o Termo de Compromisso das mãos da coordenadora do GT, a vice-presidente do Confea, Ana Constantina Sarmento.

Avanços 
Ana Constantina, por sua vez, não escondia a alegria de ver no gabinete da presidência do Confea, “a vida e o movimento natural gerado pelas mulheres no ambiente de trabalho”. Ela ressaltou a importância do selo: “O selo é uma formalidade, mas que atesta o quanto avançamos nas discussões e incentivos para aumentar a  representação feminina dentro do Sistema Confea/Crea e Mútua”. 
Ana já anunciou que na próxima Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (72ª Soea), a ser realizada em setembro próximo, em Fortaleza (CE), haverá um fórum especialmente dirigido à questão da equidade de gênero.
“Queremos manter o interesse revelado na Soea anterior, realizada em Teresina, quando uma tarde inteira de palestras e debates atraiu 2.800 dos seis mil participantes da Semana”, anunciou.

Fonte: Confea


Criar novas resoluções que atualizem a regulamentação da composição plenária dos Creas e dos registros de instituições de ensino e de entidades de classe: essa tem sido a prioridade da Comissão de Organização, Normas e Procedimentos (Conp) do Confea. Atualmente, esses temas são regulamentados pelas Resoluções nº1.018 e 1.019, ambas de 2006.
Entre outubro de 2013 e março de 2014, as propostas de novos documentos receberam contribuições da sociedade, por meio de audiência pública virtual, totalizando cerca de 140 sugestões. “Agora, estamos verificando a aplicabilidade dessas contribuições à técnica legislativa e aos textos”, explicou o coordenador da Comissão, conselheiro federal Mário Varela Amorim. 
Além de Amorim, a comissão é composta pelos conselheiros Jolindo Rennó e Antônio Carlos Albério. Também auxiliam no trabalho a gerente Técnica do Confea, Carla Camila Rocha, a gerente de Conhecimento Institucional, Wanessa Almeida, e a assessora da Conp Ana Luiza Queiroz.


Fonte: Confea 


No Ano Internacional dos Solos, o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia marca presença em renomado congresso sobre o tema, que irá reunir em Natal (RN) professores, pesquisadores, extensionistas, estudantes de graduação e pós-graduação, empresários e profissionais liberais para debater aspectos agrícolas, ambientais, ecológicos, sociais e econômicos ligados à Ciência do Solo.
O presidente do Confea, engenheiro civil José Tadeu da Silva, estará representado, na abertura do XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, pelo conselheiro federal, eng. agron. Mário Varela Amorim, no dia 2 de agosto, às 19h, na Sala Mateus Rosas Ribeiro, do Centro de Convenções de Natal.
Até o dia 8, o Conselho Federal recepciona em seu estande institucional os mais de três mil participantes que são esperados na edição deste ano. No espaço será divulgado o trabalho desenvolvido pelo Conselho, esclarecidas dúvidas de visitantes e distribuído material informativo de interesse dos profissionais e da sociedade.

O evento
O XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo é realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte S/A (EMPARN) e tem como tema central “O solo e suas múltiplas funções”.
A escolha do tema une dois eixos temporais. Um deles se inicia com a ideia central do XXXIV CBCS, realizado em Florianópolis no ano de 2013, “Ciência do Solo: para que e para quem”, e outro que se dirige ao XXI Congresso Mundial de Ciência do Solo, a ser realizado pela primeira vez no Brasil em 2018, na cidade do Rio de Janeiro, com o tema “Solo para alimentar e abastecer o mundo".
No congresso de Natal, será seguida essa linha na qual a discussão em Ciência do Solo deve abranger sua multifuncionalidade, provocando e convocando todos os setores da sociedade, bem como as ciências afins, para a discussão do solo dentro de uma visão ampla e multidisciplinar.

Fonte: Confea

Pagina 1 de 42

Publicações populares

Endereço

Mútua SEDE
SCLN 409, Bloco E, Asa Norte, CEP:70857-550, Brasília - DF

Central de Relacionamento Mútua

0800 61 0003, Tel.: (61) 3348-0200

Ouvidoria da Mútua

Acessos do Colaborador

Redes Sociais

Facebook Twitter Youtube

Mútua nos Estados