Colégio de Presidentes elege Giucelia Figueiredo e Jorge Silveira para Diretoria da Mútua

Apuração: total de 27 votos, sendo 27 para Giucelia Figueiredo, 26 para Jorge Silveira e 1 para João Oliva. O candidato Carlos Alberto Kita desistiu do pleito, na manhã desta quinta (28)

Em reunião extraordinária, 27 presidentes de Creas elegeram a engenheira agrônoma Giucelia Figueiredo e o engenheiro civil Jorge Silveira para compor a nova Diretoria da Mútua, Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea.

Os diretores da Mútua, em número de cinco, são eleitos pelo Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua (2 membros) e pelo Plenário do Confea (3 membros). Dentre os 5 eleitos, o Plenário do Confea elege, ainda, aquele que será o diretor-presidente da Mútua. Esse pleito será no próximo dia 3 de julho, na sede do Federal.

O mandato dos diretores executivos da Mútua terá início em 25 de agosto de 2018, se encerrando em 24 de agosto de 2021. A posse aos eleitos será durante a 75ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), em Maceió (AL), no dia 24 de agosto.

 

Eng. agr. Giucelia Figueiredo: currículo e o plano de trabalho

“Estou honrada com a demonstração de confiança do Colégio de Presidentes. Isso aqui é o resultado da democracia interna do Sistema, que é necessária. Quero agradecer e parabenizar a condução dos trabalhos pelo CP, pela Comissão Eleitoral Federal, pela presença constante do presidente do Confea, Joel Krüger, que de forma republicana deixou que todo o processo fosse construído de modo transparente. Também quero fazer o seguinte registro: depois de mais de 20 anos vou ser mais uma mulher a participar da Diretoria da Mútua. Isso é uma quebra de paradigma e faz parte do processo de empoderamento da mulher na Engenharia, do processo de protagonismo delas nos espaços de decisão no Sistema. Quero dedicar essa minha vitória a todas engenheiras. Vou trabalhar com foco, compromisso e com base na experiência que tive no Crea-PB. Os três principais compromissos que estarão em minha agenda de trabalho serão: comunicação, sustentabilidade e transparência. Precisamos ter uma Mútua sintonizada com a modernidade e, para que isso aconteça, precisamos ter política de comunicação para nos apresentarmos à sociedade. Vou focar na sustentabilidade dos Creas também, pois estarei na Mútua representando o CP, neste momento em que estamos passando por sérias dificuldades, do ponto de vista da Engenharia nacional e do desemprego. A transparência se dará pela intensificação da oferta de benefícios aos profissionais.”

Eng. civ. Jorge Silveira: currículo e o plano de trabalho

“Estou satisfeito com o resultado, que comprova que o trabalho que eu estava fazendo nesses três anos na diretoria da Mútua foi aprovado por todos os presidentes dos Creas. Nessa nova gestão, vou focar na oferta de empregos para profissionais. Será oferecido a eles um site de busca de oportunidade de trabalho. Também terá a opção de procura por atividades. Essa alternativa será para as pessoas, como síndicos, localizarem contatos de profissionais por tipo de serviço, por exemplo, saneamento, água, estruturas e concreto. Dentro do Sistema Confea/Crea, vamos nos integrar em uma tríplice aliança, com Mútua, Confea e Creas, para conseguir resolver as questões mais pendentes, como a legislação do setor.”

MAIS INFORMAÇÕES NA PÁGINA DA CEF

Mesa dos trabalhos (esq. p/ dir.): presidente do Crea-SE, Arício Resende (coord. adj. do CP); presidente do Crea-GO, Francisco Almeida (coord. do CP); conselheiros federais Luciano Camoeiras (coord. da CEF), Ricardo Augusto Melo de Araújo e Ronald do Monte Santos

 

Da esq. p/ dir.: Joel Krüger, Carminda Pinheiro (Crea-AC), João Valente (Crea-MT), Giucelia, Silveira, Arício Resende (Crea-SE)

 

Reunião extraordinária do CP na sede do Confea, em Brasília, no dia 28 de junho

Fonte e fotos: Confea

 

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.