Colaboradora da Mútua participa de cerimônia com presidente Temer

Keila da Silva Costa foi selecionada para representar os empregados de empresas privadas de todo o país, no lançamento de uma nova modalidade de empréstimo consignado, no Palácio do Planalto

O presidente da República Michel Temer cumprimenta Keila, que representa os trabalhadores de empresas privadas, na cerimônia de lançamento do crédito consignado para celetistas

A colaboradora Keila da Silva Costa, analista financeira na Sede da Mútua, em Brasília, esteve na cerimônia de lançamento do empréstimo consignado para os trabalhadores de empresas privadas, que ocorreu no Palácio do Planalto, em 26 de setembro, na presença de ministros de Estado e do presidente da República Michel Temer.

Durante o evento, o presidente Temer cumprimentou Keila, que representou todos os trabalhadores celetistas de empresas do Brasil, beneficiários potenciais dessa nova modalidade de crédito, utilizando o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) como seguro para as transações.

Keila foi escolhida por se enquadrar nos pré-requisitos necessários para a obtenção desse crédito consignado. “Eles pesquisaram pessoas com conta na Caixa Econômica Federal e com saldo no FGTS, aptas a receber crédito, para divulgar esse novo tipo de empréstimo. Eu fui escolhida entre os clientes da agência na qual tenho conta corrente, agência que também foi envolvida com a organização do evento junto com à Superintendência da CEF no DF”, explica a colaboradora.

A cerimônia foi prestigiada pela imprensa e por autoridades do governo e da Caixa Econômica Federal

Keila declara que se sentiu realizada por representar todos os trabalhadores celetistas em uma cerimônia com tantas autoridades importantes e por ter sido recebida e cumprimentada pelo presidente da República Michel Temer. “Não é algo que acontece todo dia. Meu nome foi citado várias vezes no evento como representante dos trabalhadores brasileiros, o que é muito satisfatório; uma honra, mesmo”, conta.

“Adoraria ter podido citar e divulgar a Mútua, já que somos uma Caixa de Assistência que atua na concessão de crédito bastante em conta para o nosso público de associados. Mas não foi possível e é compreensível, já que eu estava lá como trabalhadora brasileira, e não pela Mútua”, explica Keila.

A colaboradora, que está na Casa há 20 anos e atua na área financeira, ressalta a importância de se buscar empréstimos mais baratos, “e fugir das modalidades mais comuns e mais caras, como cheque especial e cartão de crédito”, orienta. E recomenda àqueles que têm registro no Crea ou são colaboradores do Sistema Confea/Crea e que ainda não sejam associados, que se tornem mutualistas.
O presidente da Mútua, Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, também destacou o fato e parabenizou Keila. “É um orgulho e fico muito honrado, em nome de todos da Mútua, em ter entre nossos colaboradores uma pessoa que pôde representar todos os trabalhadores do país”.

 

 

 

 

 

 

 

Keila: “Receber o aperto de mão do presidente não é algo que acontece todo dia”

Novo empréstimo consignado

O empréstimo consignado para celetistas depende de alguns fatores, como a existência de convênio entre a empresa e a CEF. Nessa modalidade de empréstimo, é usado como garantia da operação o saldo do FGTS do trabalhador. O resultado disso é a redução da taxa de juros. O saldo do FGTS, entretanto, apenas será utilizado em caso de demissão do empregado.

A medida, segundo a Caixa Econômica, pode beneficiar 27 milhões de trabalhadores de todo o país. O governo acredita que o novo crédito consignado possa injetar R$ 37 bilhões na economia.

Fonte: Gecom/Mútua
Fotos: Arquivo pessoal e Agência Brasil – EBC
Com informações da Caixa Econômica Federal

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.