“Se um dom especial… É dado pra alguém… É pra ajudar o bem… Na luta contra o mal”. Foi ao som da música Além do olhar Olhar e com a apresentação da Associação Elos da Vida – associação que tem como missão contribuir para o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens com prioridade para pessoas com necessidades especiais que vivem em situação de vulnerabilidade pessoal e social – que a abertura do Fórum de Acessibilidade cantou e encantou os participantes da 72ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia – Soea na tarde de hoje.

 

O médico Baldur Schubert, representante no Brasil da OISS – Organização Ibero-americana de Seguridade Social, afirmou que, por ano, cerca de 3 milhões de pessoas morrem vítimas de acidente de trabalho. “Uma das nossas estratégias é promover uma cultura preventiva com ações, e diagnósticos das condições de trabalho e apoio a países e instituições”, explanou o médico. Ainda de acordo com o representante da OISS, a instituição também desenvolve programas para a terceira idade. “Trabalhamos para melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas, estimulando o envelhecimento ativo e com dignidade”, diz.

Convidada para fazer parte do debate, a diretora do Centro Ibero-americano de Autonomia Pessoal e Ajudas Técnicas (Ciapat), Lidia Neira, destacou a importância do trabalho realizado pelo Ciapat. “Nossa missão é contribuir para fazer efetivos os direitos das pessoas com deficiência e idosos através da acessibilidade integral, dos produtos e tecnologias de apoio e do design pensado para todas as pessoas”, explanou Lidia.

A terapeuta ocupacional do Ciapat, Daniele Carletti, destacou o catálogo de produtos de apoio disponíveis no Centro. “Temos vários produtos, normalizados pela ISO 9999, especialmente produzidos para prevenir, compensar, aliviar ou até neutralizar deficiências. Oferecemos pequenas soluções para atender grandes necessidades. É necessário que as pessoas tenham consciência que a acessibilidade deve ser igual para todos. Uma rua deve ser acessível para todos igualmente, assim como os prédios e outros”, afirmou Daniele.

Durante sua participação no fórum, o engenheiro civil Osvaldo Luiz Valinote destacou a importância do termo de cooperação entre o Sistema Confea/Crea e Mútua e o Ministério Público. “Esse termo prevê a adaptação dos prédios públicos à Lei de Acessibilidade (10.048/2000). A adesão dos Creas é importante para todos. É necessário que os profissionais tenham ciência desse termo e cobrem que os presidentes dos Creas de seus estados assinem e participem”, apontou. Ao final da sua participação, o engenheiro civil, que é cadeirante, brincou: “estou aqui hoje porque eles precisavam de um cadeirante para compor a mesa. Também recebi o convite para participar da atração cultural, mas não conseguimos acertar o valor do cachê”.

 

 

Ao final, o engenheiro civil Jary Castro, autor do livro Ir e vir – acessibilidade, compromisso de cada um, relatou sua relação com a acessibilidade e destacou a importância da sociedade no contexto social. “Minha relação com acessibilidade começou na infância, quando minha tia precisou amputar uma perna e ficou na cadeira de rodas. Depois de alguns anos sofri um acidente e fiquei em uma cadeira de rodas por um tempo e tive a oportunidade de conhecer de perto a realidade de ser cadeirante. Desde aquele momento, percebi que precisava fazer algo diferente, algo que pudesse ajudar outras pessoas e foi assim que escrevi o livro, em que mostro o trabalho de dentistas, médicos, psicólogos, educadores, advogados e empresários e como cada um deles faz da acessibilidade um compromisso de vida”, finalizou Castro.

 

Fonte: soea.org.br

 

 

Terça, 22 Setembro 2015 16:40

Energias alternativas em pauta na 72ª Soea

China investe hoje em desenvolvimento de fontes alternativas de energia representa muito mais do que é feito   por grandes países do mundo. A questão é que os chineses decidiram diminuir importações de combustível   fóssil e encontraram nas outras fontes um ‘filão’ de inúmeras possibilidades e oportunidades. O assunto foi   abordado na palestra magna desta quinta-feira (17), sobre energia, abrindo as atividades do terceiro dia da 72ª   Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), que acontece na capital cearense.

O palestrante, professor Marcos Troyjo, economista, cientista político e diretor do Centro de Estudos sobre Governança Global da Universidade de Columbia, traçou um panorama das megatendências no mundo e os   desafios relacionados à questão energética, destacando evoluções e também retrocessos ocorridos no Brasil.   A palestra foi mediada pela conselheira federal, eng. eletric. e de seg. trab. Ana Constantina Sarmento de Azevedo, a primeira mulher a assumir a vice-presidência do Confea; além da participação, como debatedores, de Jurandir Picanço, especialista em Energia e coordenador do Núcleo de Energia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec); e de Renato Walter Rolim Ribeiro, engenheiro eletricista e secretário-adjunto de Infraestrutura, Energia, Minas e Telecomunicações do Ceará (Seinfra).

  

Marcos Troyjo alertou os países que construíram sua prosperidade baseados na extração e comercialização do combustível fóssil, como Venezuela e Rússia, pois sofrerão impacto diante da crescente utilização de fontes de energia alternativas e não convencionais, citando como exemplo o gás de xisto. “Houston, nos Estados Unidos, está se tornando uma nova ‘Meca’, a capital do gás de xisto”, comentou. “Os argentinos voltaram a ter confiança em relação ao seu futuro porque no Sul daquele país encontram-se algumas das maiores reservas de gás de xisto do mundo. Porém, eles não têm nem engenharia e nem capital para extrair esse recurso do solo, e ao lado dessa constatação, percebe-se a ‘onipresença’ dos chineses na Argentina”, salientou.

O gás de xisto, também conhecido como gás não convencional, tem assegurado nos últimos anos um grande número de defensores, que acreditam na sua utilização para a redução de custos. Conforme sites especializados, o gás é encontrado em uma rocha porosa de mesmo nome e se encontra comprimido em pequenos espaços dentro da rocha.

 

Brasil

Em relação ao Brasil, Troyjo lembrou um dos grandes programas bem-sucedidos de substituição em larga escala dos derivados de petróleo, o ProÁlcool, desenvolvido para diminuir a dependência do petróleo adquirido no exterior e, consequentemente, evitando que o Brasil ficasse vulnerável aos choques de preços dos barris de petróleo. “Foi um programa que possibilitou que o Brasil chegasse ao século 21 com oito em cada dez veículos sustentados por outro tipo de motor movido a combustível Flex (etanol ou gasolina)”.

Entretanto, apesar de ter avançado em determinados campos, o Brasil ainda permanece “sem evolução” em outras áreas. “Quando sediamos a Copa do Mundo em 1950, a renda per capita do brasileiro equivalia a 1/5 da de um norte-americano; em 1970, quando o Brasil foi campeão no México, permanecia a mesma diferença; no ano passado, quando ocorreu a Copa do Mundo em nosso país, a renda per capita do brasileiro continua sendo 1/5 da renda per capita de um norte-americano, ou seja, ao longo de um período grande de tempo, nós não fomos capazes de melhorar a nossa competitividade, que viesse a encurtar a distância para países como os Estados Unidos, que lideram o mundo do ponto de vista econômico e tecnológico”, informou.

Para Troyjo, energia, água e inovação são temas que acontecem dentro de um quadro maior, sendo considerados como “tendências globais”. “Para tomarmos decisões específicas, precisamos saber que medidas as grandes tendências dos próximos 20 anos vão tornar nossas credenciais melhores ou mais difíceis para conduzirmos o nosso desenvolvimento”, disse.

Do ponto de vista energético, na avaliação do economista, o cenário mudou muito, pois uma série de tecnologias de energia passou a se tornar “reais alternativas” de desenvolvimento nas últimas décadas. “Muitas decisões estratégicas que se faziam anteriormente mudaram, porque a crise energética teve reflexos; hoje, de cada dez barris de petróleo que os EUA importam, apenas um vem do Oriente Médio; de cada dez que a China importa, apenas a metade vem dessa região do planeta; então, aqueles países como Irã, Iraque, Arábia Saudita, para quem eles passaram a ser mais estratégicos”, levantou o questionamento para a plateia. “Isso muda não apenas o papel energético, mas também a questão geopolítica”, completou.

 

Debates

Os debatedores discutiram questões relacionadas à adoção de políticas equivocadas que prejudicaram o desenvolvimento de projeto voltado às energias renováveis. “O Nordeste detém o maior potencial de energia eólica do país, e é preciso transformar esses recursos naturais em oportunidades competitivas”, comentou o engenheiro eletricista Renato Walter Roli Ribeiro, que atuou como debatedor na palestra.

Para o conselheiro Dario Gutierrez, do Crea-AM, “o tema de hoje mostrou uma excelente visão da geopolítica global, mudanças e tendências, e como o mundo tem evoluído na substituição dos combustíveis fósseis”. Um dos pontos que chamou a atenção do conselheiro foi o investimento pesado feito pela China em energia renovável. “Para diminuir a dependência de combustível fóssil, a tendência com as novas tecnologias é a diminuição do preço de petróleo e até questionamentos quanto ao nosso pré-sal. Precisamos fomentar a inovação, por meio da competência, do empreendedorismo e atitudes, e isso não pode ser feito somente a partir de uma iniciativa do Estado”, completou.

 

Fonte: soea.org.br/

Quem circula pela ExpoSoea tem a oportunidade de fazer um verdadeiro passeio pelo Brasil. Os   Creascapricharam na ambientação dos seus estandes, montados em cavacos de madeira reciclada, trazendo   um pouquinho da cultura, belezas naturais e história de suas regiões. Cada ano, as equipes se esmeram para   poder extrair o que há de melhor nos seus estados, garantindo o sucesso da ExpoSoea 2015.

 

 

 

 Repetindo o sucesso de 2014, a Bahia trouxe seus mais famosos quitutes: acarajé, abará e cocada e a  elegância da  baiana, maior figura folclórica do estado. Também chamou atenção para a Campanha 10  Medidas Contra a  Corrupção, deflagrada pelo Ministério Público Federal, colocando à disposição dos  visitantes, a lista de  assinaturas. Todo o estande do Crea-BA faz uma homenagem aos 150 anos do  engenheiro civil Arlindo Fragoso,  criador da Escola Politécnica e da Academia de Letras da Bahia, que teve    nome escrito no Livro do Mérito da  Engenharia do Sistema Confea/Crea e Mútua.

 

Presidente do Confea recebe fitas do Bonfim

              no estande do Crea-BA

 

Quem gosta de apreciar uma boa cachaça não pode deixar de visitar o estande do Crea-RN. De acordo com a chefe de gabinete, Dulcimar Medeiros, o aguardente que tem chamado a atenção dos participantes da Soea vem do município de Caicó. “Estamos também divulgando nossa revista com matérias sobre a energia eólica e uma cartilha com informações técnicas”, acrescenta.

Frevo e colorido – Pernambuco investiu no frevo e na história do artista Romero Britto, considerado um dos artistas mais prestigiados do mundo. Por lá, os visitantes podem saborear o tradicional bolo de rolo e um mix de castanhas, passas e amendoim, além de queijos de cabra.

O Crea-AC investiu em várias guloseimas: rosquinhas, doces, biscoitos, café, castanhas e farinha. A simpatia do povo do Acre é um atrativo a mais para os visitantes.

O colorido do Amazonas está bem representado por meio de cocares indígenas, pulseiras e  pau de cabelo. Os adereços estão sendo sorteados entre os visitantes do estande. A assistente de Gabinete Marília Araújo apresentou o “pega-moça”, instrumento utilizado para moer macaxeira, que também é usado como uma espécie de brinquedo para prender o dedo das pessoas. “Também trouxemos balas de cupuaçu e de castanha e pó de guaraná”, acrescenta.

 Memorial Confea/Crea mantém e alimenta a história do Sistema

 Jornais, revistas, fotos memoráveis – uma delas da segunda edição da Soea –, galeria de ex-presidentes,  banners,  um deles reproduzindo o Decreto 3001, de 1880, assinado pelo Barão Homem de Melo – definindo “os requisitos  para engenheiros civis, geógraphos, agrimensores e os bacharéis formados em mathemáticas,  nacionais e  estrangeiros, exercerem empregos de nomeação do Governo” – compõem o espaço Memorial  Confea/Crea-CE,  que resgata a história de uma das instituições mais antigas do país.

 Centenas de peças guardadas durante o ano na biblioteca do Confea, sob responsabilidade de Socorro Ferro e  Sônia Spinola, estão nos expositores. Entre condecorações doadas pela família de Adolfo Morales de Los Rios Filho, criador do Sistema Confea/Crea, em 1933, exemplares antigos da Medalha do Mérito, as primeiras carteiras de registro profissional, o público tem uma visão histórica, do desenvolvimento do Sistema, antes dividido por regiões e também da participação da instituição em momentos decisivos do país. Exposto a cada ano durante as Semanas, o acervo ocupa um estande montado em cavacos de madeira reciclada.

 

Estande da Mútua na ExpoSoea traz o conceito de sustentabilidade

O estande da Mútua, neste ano, trouxe a temática “Energias Renováveis”, utilizando o slogan ‘Benefícios que   renovam suas energias’, em referência à importância dos produtos e serviços oferecidos pela Caixa de   Assistência   para a qualidade de vida dos profissionais. No espaço da Mútua, os participantes da 72ª Soea   podem realizar suas   inscrições e conhecer mais sobre o trabalho da instituição. Os associados contam com   atendimento para emissão   de boletos, simulação de benefícios, atualização cadastral, entre outros. O   profissional de Santa Catarina Roberto Susin procurou o estande para se associar: “Já ouvi falar da Mútua,   mas não conhecia muito bem o trabalho que ela desenvolve. Estou participando da 72ª Soea e, por indicação do meu colega Marconi Salvati, que já é sócio, passei aqui no estande para me inscrever e obter informações sobre os benefícios”, relatou o novo mutualista.

Participam do estande da Mútua parceiros locais da Caixa-CE, como o Grupo Hotéis Seara, o Hotel Holiday Inn, o Beach Park e a JMG Veículos. Já uma parceria nacional com a Qualicorp disponibiliza atendimento referente aos planos de saúde oferecidos pela administradora de saúde. Outras ações ainda são realizadas pela Mútua na ExpoSoea, como o “Espaço Mútua de Saúde”, com sessões de massagem express, aferição de pressão arterial e verificação da taxa de glicose. Também na ExpoSoea foi lançado o novo vídeo institucional da Mútua, com informações sobre os benefícios reembolsáveis e sociais, previdência complementar e convênios.

Expoconstruir

Paralelamente à Soea, também é realizado no Centro de Eventos do Ceará a ExpoConstruir 2015, evento promovido pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), que reúne autoridades do setor com palestras técnicas e comerciais. Visitante da Feira, o presidente do Confea, José Tadeu da Silva, manifestou que a ExpoConstruir representa um momento de colocar em prática os exercícios desenvolvidos por todos os que integram os setores relacionados às tecnologias da construção civil. “A construção civil alavanca a economia, e seus problemas refletem em toda a cadeia produtiva do país, na distribuição da renda e do emprego”, afirmou.

 

Fonte: soea.org.br/

O maior encontro dos profissionais da área Tecnológica nacional, a Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), terá sua 72ª edição promovida pelo sistema Confea/Crea e Mútua, de 15 a 18 de setembro no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.

Com expectativa de receber mais de três mil pessoas e sob a ótica do tema “Sustentabilidade: Água, Energia e Inovação Tecnológica”, o evento trará debates sobre soluções para questões ligadas ao desenvolvimento nacional, sustentabilidade e as profissões do Sistema.

O diretor-presidente da Mútua, eng. civ. Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, explica a relevância da Soea para a Mútua: “É o momento em que podemos apresentar para os participantes as inovações, novos benefícios e o quanto a Mútua tem evoluído desde sua criação, principalmente nos últimos 12 anos. Nesse sentido, essas conquistas serão apresentadas no nosso estande e também nas reuniões que realizaremos com nossos diretores regionais e com as delegações dos Creas e Caixas”.

Sendo essa a primeira Soea da nova Diretoria Executiva da Mútua, e aproveitando também que estarão presentes todos os diretores de Caixas, Paulo Guimarães explica que a Semana também servirá para o levantamento de propostas das Regionais. “Posteriormente essas propostas serão analisadas para definirmos o que pode ser incorporado nesses três anos da gestão”, ressalta o presidente da Mútua.

“A 72ª Soea será o marco inicial dessa nova Diretoria Executiva da Mútua. Vamos começar com o pé direito, pois já na terceira semana da gestão estaremos na Soea em contato com todas as pessoas que podem nos ajudar a alcançar nossos objetivos para a Mútua no triênio”, comenta o diretor de Benefícios da Mútua, eng. civ. Jorge Silveira. Para ele, outro ponto que deve ser lembrando ao se falar de Soea é novo perfil do evento: “Seguiremos este ano com o novo modelo de Soea, iniciado no ano passado em Teresina, e tenho certeza que o evento este ano também será um sucesso pelo belo trabalho desenvolvido por toda a equipe da organização e pela a estrutura do Centro de Convenções do Ceará”, avalia Jorge Silveira.

Pela participação maciça dos profissionais e estudantes da área tecnológica, o diretor financeiro da Mútua, eng. civ, Gerson Taguatinga acredita que a Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia é o principal espaço de debate dos tema mais expressivos do Sistema. “Para a Mútua, a Soea representa uma vitrine dos seus produtos e serviços e, também, um momento em que a Caixa de Assistência pode estar mais próxima dos profissionais - mutualistas ou não -, recebendo, inclusive, o retorno deles sobre o seu trabalho e também as demandas de cada um”, completa Taguatinga.

A expectativa de que a 72ª Soea seja um evento agregador de conhecimentos e uma oportunidade de troca de experiências, também foi reforçada pelo diretor administrativo da Mútua, eng. civ., mec. e de Seg. do Trab. Julio Fialkoski. Salientando o papel assistencial da Instituição, o diretor mencionou que espera receber muitos congressistas no estande da Mútua na ExpoSoea e deseja que todos saiam de lá satisfeitos. “Nós da Mútua estaremos presentes para atendimento aos profissionais, ampliando nosso quadro associativo e demonstrando nossa capacidade de apoio e amparo às suas necessidades, conforme preceitua a Lei 6496”, afirma Fialkoski.

Mostrando sincronia com os demais diretores executivos, o diretor de Tecnologia da Mútua, eng. civ. Marcelo Morais, também enfatiza que a 72ª Soea servirá para a Mútua compilar sugestões e projetos que poderão compor o plano de trabalho dessa gestão. Conforme ele assinalou, a expectativa é “colher as observações dos mais de 3 mil participantes do evento, para que sejam incorporadas ao dia a dia da Instituição.” Marcelo Morais foi um dos anfitriões da edição passada da Soea e acredita que o sucesso se repetirá neste ano. “Fui um dos propositores para que a 71ª Soea fosse realizada no Piauí e tivemos um grande evento, que foi bastante elogiado. Tenho certeza que neste ano, no Ceará, vamos ter uma Semana de Engenharia ainda melhor, devido à estrutura da cidade e do Centro de Convenções”, avalia.

Benefícios que renovam suas energias

A Mútua mais uma vez participa de toda a programação do evento com sua delegação, que será composta pelos cinco diretores executivos da Instituição e os 81 diretores regionais das Caixas de todos os estados. A Mútua também integrará a ExpoSoea com estande especial, de 200 metros.

Abordando a temática “Energias Renováveis”, a Mútua levará para a feira  o slogan “Benefícios que renovam suas energias”, reforçando a importância de seus benefícios para a qualidade de vida dos profissionais. O mote do estande da Mútua também segue à premissa central da Semana, com o conceito energias renováveis. Através da disseminação de novas ideias, do debate e da valorização do profissional, a Mútua acredita é possível o desenvolvimento sem que haja prejuízos para a sociedade. 

No estande da Mútua estarão disponíveis todos os serviços para quem já é associado, além de promoções disponibilizadas por parceiros, cortesias e muito mais. Para os profissionais que ainda não são mutualistas será possível a efetivação da inscrição na Caixa de Assistência.

O estande da Mútua receberá o ex-diretor da Instituição, eng. agr. Ricardo Veiga, para lançamento especial do seu livro “FCA, 50 ANOS – Reminiscências”, com relatos dos principais fatos da história da Faculdade de Ciências Agronômicas do Campus de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Solenidade de posse da Nova Diretoria Executiva da Mútua

Também será realizada a  posse solene dos novos diretores executivos da Mútua, durante a abertura da Soea. Ainda na programação específica da Mútua, será promovida reunião entre as delegações dos Creas e das Caixas, que vão para o evento com o apoio de convênios com a Mútua, e a Diretoria Executiva da Instituição. Na ocasião, os diretores apresentarão as propostas de cada área, projetos regionais das Caixas de Assistência, bem como melhorias nos benefícios para os associados.

Mútua firma convênios com Creas para viabilizar participação de profissionais na 72ª Soea

A Mútua firmou convênios com os Creas para incentivo à participação de profissionais na 72ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea).

Pela parceria, a Mútua disponibiliza verba aos Creas para despesas com custeio de deslocamento e diárias de sua delegação no evento e, em contrapartida, o Conselho realiza ações de divulgação da Mútua.

Contecc

A Semana Oficial terá ainda, a segunda edição do Contec (Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia), evento que busca divulgar os trabalhos científicos desenvolvidos nas mais diversas instituições brasileiras. Com o apoio da Mútua, o Contecc integra sessões com trabalhos técnico-científicos, conferências e palestras de especialistas, entre outras reuniões o evento é uma oportunidade a para troca de experiências e discussões sobre as oportunidades profissionais voltadas à Engenharia e à Agronomia.

 

Fonte: Acme/Mútua

Published in Mútua
Terça, 02 Junho 2015 09:47

Abertas as inscrições para a 72ª Soea

Estão abertas as inscrições para a 72ª edição da Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), que acontece de 15 a 18 de setembro em Fortaleza (CE). Os interessados podem acessar o site oficial do evento para se inscrever. Neste ano, os profissionais registrados no Sistema irão pagar R$ 450, sendo que os registrados no Crea-CE terão desconto de R$ 50. Para estudantes e acompanhantes, a taxa de inscrição é de R$ 150. Esses valores serão cobrados até 31 de julho. Após essa data, serão reajustados para R$ 550 (profissionais), R$ 500 (registrados no Crea-CE) e R$ 200 (estudantes e acompanhantes).

Clique aqui e faça sua inscrição

De acordo com a deliberação da Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais), do Confea, “o aumento dos valores não foi baseado em índices financeiros, mas na média da expectativa de arrecadação para atendimento das demandas da 72ª Soea que não poderão ser contempladas ou pagas com recursos do Sistema, conforme estipulado pela Controladoria Geral da União”. O reajuste também levou em consideração o atual quadro de recessão do País e a dificuldade do Sistema em adquirir patrocínio para a Semana Oficial.

Maior evento do Sistema Confea/Crea e Mútua

Com o tema “Sustentabilidade: água, energia e inovação tecnológica”, a 72ª Semana Oficial promoverá eventos simultâneos, além da ExpoSoea, onde estará instalado o tradicional estande da Mútua, com atendimento aos participantes, atrações especiais e, ainda, a presença de empresas parceiras da Caixa de Assistência.

A exemplo do ano passado, a 2ª edição do Congresso Técnico Científico da Engenharia e Agronomia (Contecc) será realizada durante a Soea, com a proposta de incentivar a apresentação de trabalhos, artigos científicos, trabalhos técnicos e debates sobre as mais variadas experiências na área da Engenharia e da Agronomia em todo o Brasil.

Para mais informações sobre a 72ª Semana Oficial acesse www.soea.org.br

 

Fonte: Confea

Published in Mútua

A reportagem, feita pelas equipes de comunicação do Confea e do Crea-CE, reúne imagens da solenidade de lançamento da 72ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea) e entrevistas com lideranças do Sistema, entre elas o diretor-presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros, que falou sobre as expectativas para o evento e a participação da Mútua em toda a programação da Soea.

Clique na imagem e assista no canal da Mútua no YouTube.

 

Fonte: Acme/Mútua

 

 

Published in Mútua
Segunda, 27 Abril 2015 16:52

Foz do Iguaçu sediará a 73ª Soea

 

A cidade de Foz do Iguaçu (PR) foi escolhida na Reunião do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua como sede da 73ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea) que acontecerá em 2016. A escolha foi feita por aclamação, pelos presidentes dos Creas, durante a 2ª Reunião do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua realizada entre 22 e 24 de abril, em Fortaleza.
Em sua apresentação, o presidente do Crea-PR, engenheiro civil Joel Krüger, destacou a capacidade da cidade de Foz do Iguaçu em receber grandes eventos, o apoio da Diretoria e a qualidade do corpo funcional do Conselho. “A cidade de Foz do Iguaçu possui uma excelente capacidade de infraestrutura para grandes eventos, como é a Soea. Além disso, contamos com o apoio da Diretoria do Conselho, que inclusive esteve presente nessa reunião”, citando o 1º vice-presidente, Orley Jayr Lopes, a 2ª vice-presidente, Célia Rosa, o 1º secretário, Sérgio Cequinel Filho, o 3º secretário, Paulo Domingues, e o coordenador estadual do Colégio de Entidades Regionais, Nilton Baptista Prado. Ele agradeceu, também, a presença do diretor da Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos, Marcos Marcon, representando as entidades de classe do Estado e do presidente da Associação dos Engenheiros Ambientais do Paraná (Apeam), Renato Muzzolon Jr., representando todos os conselheiros do Estado.
O presidente do Crea-PR agradeceu todos os presidentes pela escolha, em especial os presidentes do Crea-MG, Jóbson Andrade e ao presidente do Crea-ES, Hélder Carnielli, que abriram mão de suas pré-candidaturas, o que tornou Foz do Iguaçu uma  escolha unânime. “Tenho certeza de que com o apoio de nossa diretoria, conselheiros, inspetores e do nosso corpo funcional comprometido e qualificado, vamos realizar uma grande Soea, colaborando com a valorização das engenharias, da agronomia e geociências, assim como realizamos em 2001, último ano que o Paraná sediou uma Soea”, ressaltou.
O Iguassu Convention & Visitors Bureau (ICBV) participou da apresentação e destacou os motivos para a escolha de Foz do Iguaçu, ressaltando a qualidade da rede hoteleira, a capacidade de receber grandes eventos e as belezas naturais da cidade, famosa pelas Cataratas do Iguaçu e pela Usina Hidrelétrica de Itaipu. Outro ponto destacado foi a ausência de tráfego pesado na cidade, o que facilita os deslocamentos. 

Fonte: Crea-PR


Dispositivo de honra

O lançamento da 72ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea) levou cerca de 300 pessoas ao Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, na noite dessa quinta-feira, 23. Entre as autoridades, o secretário adjunto de Infraestrutura do estado, Antônio José Câmara Fernandes, e o diretor do Instituto de Planejamento de Fortaleza, Mário Fracalossi, marcaram presença ao lado das lideranças do Sistema Confea/Crea e Mútua, como José Tadeu da Silva, Victor César da Frota Pinto, e Cláudio Calheiros, respectivamente presidentes do Conselho Federal (Confea), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE), e da Mútua, Caixa de assistência.

Todos acompanharam a projeção do vídeo convidando para a 72ª Soea que será realizada de 15 a 18 de setembro próximo, no mesmo Centro de Eventos, o lançamento do selo e do carimbo alusivos à Semana, e do site oficial do evento.

As boas vindas do anfitrião e o anúncio da ExpoFitec

Para o anfitrião, Victor César, a quarta vez em que a Soea será realizada em Fortaleza – a última foi em 1996 – “tem o significado especial de acontecer no momento em que se destaca a necessidade de discutir mudanças no ensino e na formação superior visando a valorização do mestre e do formando”.

Dando as boas vindas, Victor saudou a todos na pessoa de José Osvaldo Fonseca, 95 anos, o engenheiro civil e eletrotécnico com 65 anos de registro no Crea-CE e anunciou que a Semana em Fortaleza terá uma novidade: “a realização da ExpoFitec, uma feira com produtos tecnológicos que dará uma feição moderna à tradicional Soea”. Para ele, “inovação e moderninade é o que o Sistema Confea/Crea vivencia”.

Parceria que agrega valor


Calheiros e Haroldo Aragão, diretor regional dos Correios
 

Cláudio Calheiros, por sua vez, destacou a parceria que Mútua e Confea vêm intensificando nos últimos anos. Para ele, a Soea “é uma oportunidade ímpar para que a Mútua divulgue seus produtos junto aos profissionais do Sistema e participe das discussões sobre a valorização dos profissionais e das instituições”. O presidente da caixa de assistência, também falou da realização do Contecc (Congresso Técnico Científico) que terá sua segunda edição na Soea de Fortaleza. “Uma experiência que agrega valor à Semana”. Calheiros conclamou as lideranças do Sistema Confea/Crea e Mútua a se mobilizar e trazer profissionais e estudantes a participar da Semana. Para ele, “o sucesso depende da nossa mobilização”.

Ceará: seara e celeiro

Antônio José Câmara Fernandes, em nome do governador Camilo Santana, lembrou que “o Ceará é o local ideal para a discussão sobre inovações tecnológicas" e onde há muito a se fazer em com relação aos recursos hídricos do estado. Dirigindo-se aos  participantes do lançamento, afirmou que o tema central da Soea (Sustentabilidade: água, energia e inovação tecnológica) “são os vetores da atualidade” e que “a Semana resultará em boas ideias e iniciativas”. Mário Fracalossi deu as boas vindas de Fortaleza dizendo que a cidade está de braços abertos para o “futuro que a Semana pode sinalizar”.

“Semana reunirá o que a área tecnológica tem de melhor”

Encerrando a cerimônia, José Tadeu da Silva afirmou que “a 72ª Soea reunirá o que a área tecnológica brasileira e internacional tem de melhor no presente e o que projeta para o futuro”. O presidente Tadeu, como é chamado, lembrou da Soea de 1996: “aquela Semana foi marcante para os participantes” e confessou que “naquela época não imaginava que um dia voltaria para Fortaleza como presidente do Confea para lançar a 72ª Soea”.

Para ele, “o evento que é o maior  da engenharia brasileira procura refletir sobre o tema que será a locomotiva que puxará os vagões do desenvolvimento”. José Tadeu afirmou que “a definição do tema central da Semana é a pedra de toque que define e reflete com o que os profissionais da área tecnológica estão preocupados”.

De acordo com Tadeu da Silva, a responsabilidade dos que atuam nas profissões reunidas pelo Sistema Confea/Crea está definida no artigo 1º da lei 5.194, de 1966, que define como ações de interesse social e humano as atividades dos engenheiros e agrônomos. “Por aí passa a sustentabilidade que reflete o exercício profissional; sustentabilidade econômica social e ambiental. A água é a fonte da vida, e a sustentabilidade é garantia da vida que está na agua, fonte de energia e riqueza de um país”, completou. 

Destacando que água e energia são itens obrigatórios na pauta dos governos de todos os países, o presidente do Confea afirmou que “água e energia são temas que precisam ser pensados, discutidos por essa massa de profissionais que o compõem  o Sistema – cerca de um 1,2 milhão e mais de 1,2 mil empresas".

Ao projetar o sucesso da 72ª Soea, José Tadeu falou da “certeza que como em 1996, a Soea de 2015 será marcante e uma das mais participativas já realizadas”.

Direx da Mútua prestigia solenidade

Os demais diretores executivos da Mútua, Ricardo Antonio de Arruda Veiga (diretor de Benefícios), Lino Gilberto da Silva (diretor financeiro), Luiz Alberto Freitas Pereira (diretor administrativo) e Antonio Salvador da Rocha (diretor de Tecnologia) também prestigiaram o lançamento da 72ª Soea. Também presente, o superintendente da Mútua, Paulo Roberto de Queiroz Guimarães.

Dispositivo de honra

O dispositivo de honra da cerimônia de lançamento da 72ª Soea foi composto pelos presidentes do Confea, José Tadeu da Silva, do Crea-CE, Victor Cesar da Frota Pinto, da Mútua, Cláudio Calheiros, e do Crea-BA, Marco Antonio Amigo, que, na condição de coordenador do Colégio de Presidente, representou os dirigentes dos demais Creas. Antônio José Câmara Fernandes e Mário Fracalossi, respectivamente, secretário adjunto de Infraestrutura do Ceará, e do Instituto de Planejamento de Fortaleza, representaram o governador Camilo Santana e o prefeito Cláudio Roberto. O conselheiro federal Mário Amorim e os coordenadores do Colégio de Entidades Nacionais, Jorge Ney Brito, e de Câmaras Especializadas de Agrimensura, Francisco de Sales Vieira de Carvalho, completaram o dispositivo.

Selo e Carimbo reproduzem logomarca

A obliteração do Carimbo foi feita pelo diretor regional dos Correios, Haroldo Aragão, e é uma das tradições da Semana. Juntamente com o carimbo, um selo será aplicado nas correspondências do estado em 2015. Para Haroldo, as peças que reproduzem a logomarca da 72ª Soea, “representam mais que a cultura do povo do Ceará, representa a alma de todos os profissionais da área tecnológica que participam do desenvolvimento do país”.

www ponto com

No site da 72ª Soea, www.soea.org.br, criado para ser fonte de informações e consultas para os mais de quatro mil participantes esperados, é também por onde serão feitas as inscrições. As cinco primeiras já foram realizadas, são do governador Camilo Santana, do presidente do Confea,  José Tadeu da Silva, do presidente do Crea-CE, Victor Cesar da Frota Pinto, de Cláudio Calheiros, presidente da Mútua, e de Antonio José Câmara Fernandes, secretário adjunto de Infraestrutura do Ceará.

Reconhecimento e homenagem


Victor Frota, José Tadeu e Thereza Neumann

Thereza Neumann Santos de Freitas, presidente do Senge-CE (Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará), quebrou o protocolo da cerimônia de lançamento da 72ª Soea ao entregar uma placa em reconhecimento pelo trabalho que os presidentes do Confea e do Crea-CE, José Tadeu da Silva e Victor César Frota Pinto têm desenvolvido à frente das entidades.

“Sustentabilidade: Água, Energia e Inovação Tecnológica” é tema central da programação

Da programação da 72ª Soea - elaborada com base no tema central “Sustentabilidade: Água, Energia e Inovação Tecnológica” – constam o Contecc 2015 (Congresso Técnico e Científico), com trabalhos elaborados por estudantes, professores, pesquisadores e cientistas de todo o país e que este ano terá como parceira a Anprotec (Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores). Mesas redondas, debates e mini-cursos sobre formação, atuação,  legislação e fiscalização profissional, empreendedorismo e meio ambiente, modernização do ensino superior das engenharias e sobre o desenvolvimento tecnológico nacional, também estão programados.

A ExpoSoea, com estandes mostrando os serviços e produtos oferecidos pelos Creas e pela Mútua, e a ExpoFitec com a mostra de produtos tecnológicos desenvolvidos por empresas, completam a programação elaborada.


Autoridades do Estado e dirigentes do Sistema compareceram ao lançamento

 

Fonte: Confea

Fotos: Confea e Crea-CE

Published in Mútua


Antonio Salvador da Rocha, Cláudio Calheiros e Victor Frota, na Sede da Mútua, durante a assinatura do convênio para a 72ª SOEA

Já está assinado e em andamento o convênio entre a Mútua (Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea) e o Conselho Regional de Engenharia e de Agronomia do Estado do Ceará (Crea-CE) para apoio à 72ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (SOEA), o maior evento do Sistema Confea/Crea e Mútua  que, neste ano, será realizada de 15 a 18 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza (CE). O documento foi assinado pelos diretores da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros (diretor-presidente) e Antonio Salvador da Rocha (diretor de Tecnologia) e pelo presidente do Crea-CE, engenheiro civil Victor Cesar da Frota Pinto.

Para o presidente da Mútua, a formalização do convênio demonstra, na prática, que o Sistema Confea/Crea e Mútua está, cada dia mais, fortalecido e uníssono. “A Mútua participa da realização da SOEA, não sendo apenas um patrocinador financeiro. A Caixa de Assistência está inserida nas discussões e em todo o evento. Isso mostra que o Sistema hoje é único e reflete, também, a valorização das nossas Instituições, cada uma fazendo seu papel para, principalmente, atender aos profissionais”, destacou ele.

Grande satisfação

A 72ª Soea é uma promoção do Confea, em parceria com o Crea-CE, e o importante apoio da Mútua será fundamental para tornar o evento pleno de êxito, destacou o presidente do Regional do Ceará, Victor Frota Pinto. “Para nós, do Crea-CE, será uma grande satisfação receber em Fortaleza o maior evento das engenharias do País, assim como os conselheiros, profissionais e estudiosos da área tecnológica do Brasil e até do exterior. Vamos nos empenhar para fazer o melhor possível”, afirmou, enfatizando que em 2015 o Ceará realizará, pela quarta vez, a Soea. A primeira foi no ano de 1996, lembrou o anfitrião Victor Frota Pinto.

O diretor de Tecnologia da Mútua também reforçou a relevância da SOEA e a expectativa de seu Estado em sediar o evento. “O convênio com o Crea-CE, em termos de SOEA, foi o mais rápido a ser firmado. Já repassamos os recursos ao Conselho Regional e, agora, esperamos que os mais de 4 mil participantes, que estão sendo aguardados em Fortaleza, realmente usufruam de toda a estrutura do local do evento e de toda a programação técnica que está sendo organizada”, ponderou.

Um destaque desta 72ª SOEA é a realização do 2º Congresso Técnico e Científico (Contecc), que oportunizará o debate de estudos técnicos, atraindo ainda mais os estudantes. Calheiros avalia que os assuntos que estarão em pauta, neste ano, na Semana da Engenharia e da Agronomia também enriquecerão ainda mais o evento. “Vamos discutir, enfaticamente, questões como sustentabilidade, água e energia. Precisamos encontrar soluções no âmbito da Engenharia e da Agronomia para que possamos atravessar essa crise que o Brasil e o mundo vêm passando. Temos que tratar desses temas hoje e pensar como queremos nosso futuro, de forma que a atual crise não atrapalhe o crescimento do nosso País. É muito importante, cada vez mais, utilizarmos de forma adequada nossos recursos”, refletiu o presidente da Mútua.

 

Fonte: Acme/Mútua e Crea-CE

Fotos: Hugo Oliveira (Acme/Mútua)

Published in Mútua


Durante a apresentação da Mútua, o presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros, e o diretor de Tecnologia da Instituição, engenheiro eletricista Antônio Salvador da Rocha, responderam a várias perguntas dos presidentes de Creas

Teve início na manhã desta quarta-feira, em Fortaleza (CE), a 2ª Reunião do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua (CP). Na pauta de assuntos a serem discutidos no encontro estão, entre outros, propostas de Creas, como alteração da legislação do Sistema relativa à cobrança de taxas, contribuições e multas, GT Educação a Distância, Tabela de Obras e Serviços para registro da ART e Cadastro Ambiental Rural.

Outras propostas que deverão ser discutidas hoje são o Encontro de Fiscalização e Seminário sobre Agrotóxico, criação de calendário de encontros periódicos das assessorias parlamentares dos Creas com o objetivo de intensificar ações dos Regionais junto a suas bancadas, Congresso Nacional de Agronomia 2015, Simpósio de Engenharia Ambiental, reunião da Ciam e local de realização da 73ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, além de aprovação da súmula da 1ª Reunião do CP, realizada em fevereiro deste ano.

Na foto acima, o diretor de Benefícios da Mútua, engenheiro agrônomo Ricardo Antonio de Arruda Veiga, e o diretor administrativo, engenheiro agrônomo Luiz Alberto Freitas Pereira.


O diretor financeiro da Mútua, técnico em Edificações Lino Gilberto da Silva, também se reúne ao grupo na capital cearense, onde, nessa quinta-feira (23), participa da solenidade oficial de lançamento da 72ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea).


A partir da esquerda, engenheiro eletricista Antonio Salvador da Rocha (diretor de Tecnologia da Mútua), engenheiro civil Victor Frota (presidente do Crea-CE, anfitrião do encontro), engenheiro civil José Tadeu da Silva (presidente do Confea), engenheiro mecânico Marco Antonio Amigo (presidente do Crea-BA e coordenador do CP) e engenheiro civil Juarez Samaniego (presidente do Crea-MT e coordenador adjunto do CP)

 

Fonte: Confea
Fotos: Confea

Published in Mútua
Pagina 1 de 8

Publicações populares

Endereço

Mútua SEDE
SCLN 409, Bloco E, Asa Norte, CEP:70857-550, Brasília - DF

Central de Relacionamento Mútua

0800 61 0003, Tel.: (61) 3348-0200

Ouvidoria da Mútua

Acessos do Colaborador

Redes Sociais

Facebook Twitter Youtube

Mútua nos Estados