Descentralização financeira e planos de saúde e de previdência são temas tratados pelo GT Mútua

O Grupo de Trabalho Mútua promoveu sua reunião de instalação realizada nestas quinta e sexta-feira (30 e 31/10), no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia. Coordenado pelo presidente em exercício do Confea, engenheiro civil, mecânico e de segurança do trabalho, Júlio Fialkoski; o GT tem ainda como integrantes os conselheiros federais Mário Amorim e Paulo Roberto Viana, o primeiro representando o Plenário e o segundo a Comissão de Ética e Exercício Profissional (Ceep); o presidente em exercício do Crea-MT, engenheiro eletricista Marcos Vinícius Santiago da Silva, pelo Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea, e o diretor de Benefícios da Mútua, engenheiro agrônomo Ricardo Veiga.

Descentralização financeira, a constituição de planos de saúde e de previdência próprios e ainda a possibilidade de complementação de salário para o associado afastado do trabalho por motivo de doença estão entre os itens a serem analisados num plano de trabalho elaborado pelos integrantes do GT, que tem 150 dias para apresentar suas conclusões ao plenário do Confea.

“Vamos esclarecer o papel da Caixa, o que oferece hoje e os planos a serem oferecidos aos associados, além de avaliar o que podemos fazer para melhorar”, comentou o presidente em exercício do Confea. “O trabalho será de imensa valia para a Mútua”, ratificou o diretor de Benefícios da entidade.

 

Fonte: Confea

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.