Dia 16 de outubro: data marca o Dia do Engenheiro de Alimentos

Na data, também é comemorado o Dia Mundial da Alimentação e o aniversário de criação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), em 1945

Ao consumir os alimentos diariamente, as pessoas não fazem ideia de todos os processos e procedimentos empregados para que aquele produto chegue a sua mesa, de forma segura e com qualidade. E há um profissional que se destaca em todo esse ciclo: o engenheiro de alimentos.

Esse profissional trabalha nas principais etapas da cadeia de produção dos alimentos industrializados, desde a chegada das matérias-primas, até o produto final, embalado e rotulado. Para que todo esse processo ocorra, é necessário uma vasta gama de conhecimentos em física, química, matemática e biologia, além de conceitos de economia e administração.

Não é possível identificar um marco inicial exato da criação da Engenharia de Alimentos em nível mundial. Sabe-se apenas que esta área desenvolveu-se através de uma evolução natural e paulatina da Engenharia Química, para aplicação no ramo da indústria alimentícia. Na América Latina, no entanto, a criação, em 1967, do primeiro curso de Engenharia de Alimentos na Unicamp – a Faculdade de Tecnologia de Alimentos (FTA) -, que mais tarde passou a se chamar Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA), é um divisor de águas na História da Engenharia de Alimentos.

Ao longo dessas quase cinco décadas, foram feitas descobertas e invenções notáveis pelos profissionais da área, como o desenvolvimento de uma máquina para processamento de leite de soja, utilizada no mundo todo, bem como a descoberta da primeira bactéria de solo que produz açúcar natural (não engorda nem causa cáries). A indústria de alimentos se beneficiou muito dos conhecimentos e capacidades desse profissional e a expansão da aplicação de tecnologias no processamento de alimentos trouxe grandes avanços na forma como os produtos chegam até o consumidor.

Agente ético e social

A qualidade dos alimentos, que é garantida através das normas de segurança alimentar, é uma das principais preocupações dos engenheiros de alimentos. “A segurança alimentar é a pedra de toque que move o engenheiro de alimentos. Estamos muito ligados a responsabilidade social. Somos os olhos da indústria e as pernas e braços da sociedade. Trabalhamos para que os alimentos estejam dentro do que se espera, em termos de eficiência e custo baixo de produção e, principalmente, para atender as expectativas dos consumidores com produtos que preservem e, até mesmo, aprimorem a saúde das pessoas. Agimos com princípios, somos agentes sociais”, destaca Issac Rybak, engenheiro de alimentos e diretor administrativo adjunto da Associação Brasileira de Engenheiros de Alimentos (Abea).

“No contexto social em que nosso País está inserido, tendo grande potencial de crescimento, sinto que nós, engenheiros de alimentos, podemos ajudar ainda mais”, defende Rybak. Existem, hoje, no País cerca de trinta mil engenheiros de alimentos. Para o diretor da Abea, o mercado de trabalho na área ainda é muito restrito à indústria. Ele observa que muitos cargos na esfera pública que deveriam ser de engenheiros de alimentos estão ocupados por profissionais de outras áreas. “Essa é uma luta contínua dos profissionais e a Abea e o Sistema Confea/Crea e Mútua são ótimos instrumentos de defesa da valorização profissional”, comenta.

O engenheiro, que trabalha como consultor em processos industriais, conta que a atuação desses profissionais é bastante ampla e envolve uma dinâmica própria. “O engenheiro de alimentos é um profissional multidisciplinar, que constantemente precisa realizar correlações com diversas áreas do conhecimento”. Ainda segundo Rybak, quem deseja seguir na profissão precisa ser curioso, articulador e ter perfil para busca de soluções. Em consonância, o mercado pede profissionais antenados e inovadores.

 

Fonte: Acme/Mútua

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.