Óleo de fritura gera energia limpa na forma do biodiesel durante a Expointer

Seguindo o caminho da sustentabilidade, uma das temáticas da 37ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer) a Embrapa Agroenergia mostra a produção de biodiesel a partir de óleo de fritura. A Exposição começa neste sábado (30/08) e vai até o dia 07/09, em Esteio/RS. 
 
Em uma usina móvel, que estará montada na Casa da Embrapa, o óleo de fritura deixa de ser um resíduo e passará a ser um combustível renovável. Os visitantes poderão ver de perto todo o processo produtivo, desde a filtragem do óleo, limpeza e o processo de produção, decantação e saída do biodiesel. O óleo utilizado para a produção desse biocombustível será coletado nos restaurantes do Parque Assis Brasil durante a Feira. 
 
Para fazer essa demonstração, a Embrapa Agroenergia convidou a Biotechnos, uma empresa gaúcha que desenvolveu a usina de produção de biodiesel em pequena escala que será apresentada na Casa da Embrapa. 
 
"Estamos participando de feiras com essa tecnologia, para divulgar a sociedade a importância de não jogar o óleo de fritura na pia ou no lixo. Além disso, de incentivar a coleta e divulgar que esse óleo residual gera energia limpa na forma do biodiesel", disse o pesquisador da Embrapa  Agroenergia, Rossano Gambetta. 
 
No Brasil, essa matéria-prima já faz parte da cadeia produtíva do biodiesel. Até 2012, o óleo de fritura ainda não possuía representatividade nesta cadeira. Mas, em 2013, passou a responder por 1% da produção. Atualmente, apenas 2% do óleo de fritura é reciclado. De acordo com relatório da ANP, de julho de 2014, o Rio Grande do Sul foi, em 2013, o maior estado produtor do biodiesel do Brasil, com cerca de 97 milhões de litros. Desse total, o óleo de fritura representou cerca de 0,5%, que significa aproximadamente 4,8 milhões litros.
 
MOVER
Em 2014, o biodiesel a partir de óleo de fritura é o tema que vem sendo trabalhado no projeto de divulgação MOVER – Meu Óleo Vira Energia Renovável, uma parceria da Embrapa Agroenergia, com a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e a União Brasileira de Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio).  Para dar suporte a este projeto, com apoio financeiro da Finep, a Embrapa, a Caesb e a Funtec estão instalando uma usina demonstrativa de produção desse biocombustível a partir de óleo residual, dentro do Projeto Biofrito. 
 
No caso da proposta do projeto no Distrito Federal, o biodiesel produzido servirá para abastecimento da frota cativa da Caesb, garantindo uma maior sustentabilidade econômica ao programa de coleta seletiva do óleo de fritura residual. Dessa forma, também garantindo seus benefícios ambientais e sociais ao longo do tempo.
 
Nesta linha, também estamos divulgando a proposta em Feiras e exposições em diversas regiões do Brasil. No Rio Grande do Sul, a Expointer será a primeira e no final de novembro a Renex, em Porto Alegre. E, em São Paulo, na Biotech Fair, em outubro. 
Além desse biocombustível, outras tecnologias da Embrapa estarão expostas na Feira. Clique aqui e conheça.

Fonte: Embrapa

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.