Congresso de Engenheiros dará início a ciclo de homenagens a Rubens Paiva

10º Congresso Nacional de Sindicatos de Engenheiros contará com palestra do ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Luiz Dulci

O engenheiro e político brasileiro Rubens Paiva, será homenageado durante o 10º Congresso Nacional de Sindicatos de Engenheiros (Consenge), entre os dias 27 e 30/8, em Búzios (RJ). Rubens foi assassinado pela ditadura militar e foi um lutador pela liberdade e democracia do país. Sua filha, Vera Paiva, estará no evento. Também haverá a exposição "Engenheiro Rubens Paiva, presente!", com curadoria do jornalista Vladimir Sacchetta. Ao todo, são 18 painéis que remontam a história combativa de Rubens Paiva, que inspirou o então deputado, Almino Affonso a elaborar a principal lei dos engenheiros e das engenheiras, do Salário Mínimo Profissional (4.950-A). Esta é a primeira de um ciclo de homenagens que a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) e o Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ) irão promover ao longo deste ano.

Na abertura do Congresso (27/8), está confirmada a presença do ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, que falará sobre "Um projeto de nação para o Brasil". Também estará presente o prefeito de Búzios, André Granado, entre outras autoridades. No mesmo dia, haverá  uma homenagem – com a presença de Vera Paiva – a Rubens Paiva. Também será realizado o lançamento do livro "Fisenge 20 anos: duas décadas de lutas e esperanças", produzido pelo Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC).  

Com o tema "Um projeto de nação para o Brasil", o 10º Congresso também debaterá dois temas centrais: "O papel do Estado brasileiro no desenvolvimento nacional" e "O papel do movimento sindical frente às modificações do mundo do trabalho". No dia 28/8, a palestra "O Papel do Estado Brasileiro no Desenvolvimento Nacional” será ministrada pelo ex-diretor da Cepal e professor da UFRJ, Ricardo Bielshowsky; pelo Secretário do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Ministério do Planejamento, Maurício Muniz Carvalho; e pela presidente da Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam), Bartíria Lima.

No dia 29/8, a palestra sobre “O Papel do Movimento Sindical Frente às Modificações do Mundo do Trabalho” será ministrada pelo doutor em Sociologia pela USP e professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ, Adalberto Moreira Cardoso; pelo secretário nacional de previdência, aposentados e pensionistas da CTB, Pascoal Carneiro; e pela secretária nacional de saúde do trabalhador da CUT, Junéia Batista.  O Congresso – organizado pela Federação Interestadual de Sindicato de Engenheiros (Fisenge) e pelo o Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge/RJ) – é um dos mais importantes fóruns de debate da categoria, com repercussão em todos os estados.

De acordo com o presidente da Fisenge, Carlos Roberto Bittencourt, o Consenge tem o objetivo de debater os grandes temas nacionais e contribuir na formulação de políticas públicas. "Iremos debater o papel do Estado Brasileiro. Entendemos o Estado como elemento estruturante e indutor de desenvolvimento", afirmou Bittencourt. O 10º Consenge irá desdobrar na elaboração e no envio de um documento aos pré-candidatos à Presidência da República.

Sobre o Consenge

O Congresso debate e traça metas de atuação em defesa da engenharia nacional e de uma nova matriz de desenvolvimento econômico para o Brasil, pautada pela distribuição de renda e justiça social. Realizado de três em três anos, o Consenge orienta o papel da federação nos temas sociais de interesse nacional. A expectativa é de que cerca de 300 engenheiros participem como delegados, representando mais de 30 mil profissionais de sindicatos de todo o país. Esta é a segunda edição realizada no Rio de Janeiro e contará com o apoio do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

 

Fonte: Fisenge

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.