Encontro levanta propostas para unificação da fiscalização na área ambiental e de recursos hídricos

Integrantes das comissões de meio ambiente dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia (Creas) e coordenadores de Câmaras Especializadas das mais diversas áreas concluíram, na manhã desta segunda-feira (11/8), no auditório Umbu Cajá, no Centro de Convenções Atlantic City, em Teresina (PI), as discussões de propostas para a unificação de procedimentos  de fiscalização na área de recursos hídricos e meio ambiente. O encontro, que teve início no domingo, integrou a programação precedente à 71ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, que começa na terça-feira (12/8).

Dos debates, resultaram 13 propostas visando à melhoria da fiscalização realizada pelos Regionais nestas áreas. A criação de uma comissão nacional de meio ambiente integrada por representantes de todos os Creas, a destinação de aporte financeiro, por meio do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Sistema Confea/Creas e Mútua (Prodesu)  para incentivo à qualificação dos agentes de fiscalização na área ambiental e ainda a produção de um manual de fiscalização nacional para orientar os trabalhos foram alguns dos pontos debatidos. O próximo passo será encaminhar as propostas à Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais) que tem, entre suas finalidades, propor ações de integração entre o Sistema, Estado e sociedade.

Os debates desta segunda-feira foram encaminhados pelo coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do Crea-MG, Alfredo Diniz, e pelo coordenador nacional das Câmaras Especializadas de Agronomia, Kleber Santos. O representante da Engenharia Elétrica disse que encontros como estes se justificam pelas discussões e pela possibilidade de as pessoas falarem aquilo que está no íntimo delas. “Podemos não ter o poder de decisão, mas temos o poder de influenciar e auxiliar as decisões que precisam ser tomadas. Precisamos mostrar o nosso lugar para continuar defendendo a sociedade e, mais ainda, conquistar o respeito dela”, destacou Alfredo Diniz, do Crea-MG.

O engenheiro agrônomo Kleber Santos pontuou a importância da proposta, que incentiva a capacitação dos agentes de fiscalização na área ambiental, que é bastante complexa, por parte do Confea. “Embora nossos fiscais tenham um alto nível de preparo, há uma necessidade de trabalhar melhor ainda a qualificação na área ambiental para que ela seja efetiva e eficaz. Assim, os Creas contribuirão para que a sociedade tenha uma melhor qualidade de vida, com recursos hídricos, produção agrícola e alimentos saudáveis”, concluiu.

 

Fonte: Confea
.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.