Confea se mobiliza pela aprovação do projeto de lei que tipifica como de Estado as carreiras de engenheiros e agrônomos


A possibilidade de o Projeto de Lei nº 13/2013, que tipifica carreira de engenheiro e agrônomo como típicas de Estado, ser votado como item extrapauta na 33ª reunião desta quarta-feira (4/6), da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC), do Senado, motivou a ida de lideranças da área tecnológica nacional ao Congresso Nacional nesta manhã, uma mobilização organizada pelo presidente do Confea, engenheiro civil José Tadeu da Silva.
Pouco antes do início da reunião, os assessores do Confea mantiveram contato com a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), com Vital do Rego, presidente da Comissão, Armando Monteiro (PTB-PE) e Cássio Cunha Lima, (PSDB-PB), solicitando apoio à proposta. O PL, que tem relatoria favorável de Romero Jucá (PMDB-RR), está em votação terminativa. Caso aprovado por 13 votos mais um, seguirá para sanção presidencial, em caso de não aprovação, é dado por encerrado e arquivado.
Para José Tadeu, a aprovação do PL 13 “aumentará o reconhecimento a engenheiros e agrônomos e trará mais segurança à sociedade”.
Somando-se à equipe do Confea, José Roberto Senno, presidente da Associação Nacional dos Servidores Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos do Poder Executivo Federal (Anseaf), acompanhou a confirmação de que o PL não entraria na extrapauta, e também a solicitação do senador Romero Jucá, para que seja votado na próxima reunião da CCJC, no esforço concentrado que o Congresso realiza nas próximas terça e quarta-feiras.

Fonte: Confea

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.