CREA-PR fiscaliza empresas que compartilham postes com a COPEL

Assim, conforme o setor de planejamento do Departamento de Fiscalização do CREA-PR

O CREA-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná), é uma autarquia que possui como atribuição principal a fiscalização das empresas e profissionais de engenharia, suas ramificações, como tecnólogos, técnicos industriais, entre outros, buscando a proteção da sociedade.

Assim, conforme o setor de planejamento do Departamento de Fiscalização do CREA-PR, o Conselho realizará em maio, entre os dias 05 a 09, uma ação estadual de fiscalização preventiva em algumas cidades junto às operadoras de telecomunicações que se utilizam do compartilhamento de pontos de fixação de fios, cabos e fibras óticas em postes da concessionária de energia Copel Distribuição S.A.

“É alarmante o descaso que vem ocorrendo por parte das operadoras de telecomunicações em relação ao não cumprimento das normas técnicas quando da instalação e serviços de manutenção nas redes de distribuição de telecomunicações nas cidades do Paraná”, diz a gerente do DEFIS, Vanessa Moura. “Por conta do descumprimento das normas técnicas, como por exemplo a baixa altura dos cabos, vêm ocorrendo uma série de acidentes de trânsito ou mesmo com pedestres, causando prejuízos aos municípios e a sociedade paranaense”, conta. A partir de um check list que contém os principais pontos dos normativos, os agentes de fiscalização constatarão nos locais selecionados se há desconformidades a serem regularizadas pelos respectivos responsáveis.

Além disso, o CREA-PR também fará na primeira quinzena de maio uma ação fiscalizatória em conjunto com outros órgãos, entidades de classe e concessionária de energia, onde a fiscalização estará focada em empresas operadoras de telecomunicações e profissionais que prestam serviços nas instalações de redes e que abrangem as atividades de implantação e principalmente de manutenções das redes de telefonia, TV a cabo e internet. Estas atividades influenciam diretamente na segurança da sociedade e também na acessibilidade dos cidadãos, sem falar ainda na poluição visual que atualmente estamos verificando na maioria dos municípios paranaenses.

“O principal objetivo é buscar a garantia da responsabilidade técnica sobre a segurança e a qualidade dos serviços técnicos prestados a sociedade e empresas, através da participação dos profissionais da área da engenharia elétrica e telecomunicações”, fala Vanessa. “A fiscalização terá uma visão técnica de diversos aspectos do objeto fiscalizado e contará com a presença de representantes de entidades de classe e outros órgãos, além dos agentes fiscais do CREA-PR, que verificarão o atendimento das normas técnicas, dos parâmetros de qualidade, segurança e proteção ao meio ambiente estabelecidos pelos órgãos competentes, assim como o cumprimento com as obrigações associadas às concessões, permissões ou autorizações outorgadas ou expedidas pelos Poderes concedentes”, conclui.

 

Fonte: TN online

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.