Nota de falecimento

Com pesar, a Mútua lamenta o falecimento de seu associado, o ex-presidente do Sindicato dos Técnicos Industriais de Nível Médio do Rio Grande do Sul (Sintec-RS), Técnico Industrial Aldo Martins, ocorrido nesta sexta-feira (7). O velório será realizado na Capela 4 do Crematório Metropolitano,  Av. Professor Oscar Pereira, 584. Porto Alegre (RS), a partir das 17h de hoje e o sepultamento está marcado para às 11h de sábado.

Aldo Martins, natural de São Leopoldo, formou-se em Eletrotécnica na Escola Técnica Parobé, de Porto Alegre, em 1968. Iniciou suas atividades na cidade de São Leopoldo, na fabrica de artefatos de couro F Ostermeier, com 14 anos. Continuou sua vida profissional na Cia. Seguros Previdência do Sul, onde trabalhou durante nove anos. Em 1963, ingressou na Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), onde permaneceu até se aposentar.

Desde o ingresso na Escola Técnica Parobé, em 1964, voltou interesse para as questões relacionadas à valorização do Técnico Industrial. Participou da campanha que resultou, em 1968, na promulgação da Lei nº 5524 reconhecendo a profissão de Técnico Industrial.

Fundou, em 1966, o CTCEEE – Clube dos Técnicos da CEEE, ocupando a presidência de 1978 a 1980. Também coordenou a criação da ATERGS – Associação Profissional dos Técnicos Industriais do Rio Grande do Sul, em 1980, utilizando a estrutura do CTCEEE.

Integrado em movimento nacional, a partir de 1979, participou de todas as gestões junto a autoridades do sistema Confea/Creas e Mútua e do Governo Federal e da fundação e direção do Contae – Conselho Nacional das Associações de Técnicos Industriais nas áreas da Arquitetura e Engenharia, em 1982, entidade de âmbito nacional que veio substituir a Conati – Comissão Nacional de Técnicos Industriais, que criou anteriormente, pela necessidade de auto-organização inicial, nesse nível. O grande objetivo que era a regulamentação da Lei nº 5.524, de 1968, conseguida, afinal, em 1985, com a assinatura do Decreto nº 90.922, coroando de êxito uma fantástica mobilização no Estado e no País.

Elaborou, em 1987, a fundamentação e defendeu na Comissão de Enquadramento Sindical do Ministério do Trabalho, na Capital Federal, o enquadramento da atividade do Técnico Industrial como profissional liberal. O resultado desse trabalho veio pela publicação da Portaria nº 3.156, em maio de 1987. Estavam, assim, criadas as condições para pleitear a almejada carta sindical.

Ajudou a construir o processo formal para a criação do Sintec-RS, coroada com êxito em 23 de setembro de 1987, quando recebeu das mãos do Ministro do Trabalho a Carta Sindical do Sintec do Rio Grande do Sul, ensejando a criação de Sindicatos de Técnicos Industriais em todos os Estados. Em 1989, após completada a formação dos cinco primeiros Sindicatos de Técnicos Industriais, participou da fundação da Fentec – Federação  Nacional dos Técnicos Industriais. Desempenhou, ainda, a representação dos Técnicos Industriais em Eletrotécnica como Conselheiro Regional da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do Crea-RS, por um período e, por seis anos, exerceu o mandato de Conselheiro do  Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano da cidade de Porto Alegre, eleito pelas associações de moradores da cidade.

Aldo Martins dedicou várias décadas de atuação marcadas pela luta no sentido da valorização, da organização e do despertar da consciência de classe da categoria profissional dos Técnicos Industriais.

 

Fonte: Acme/Mútua (Com informações do Sintec-RS)

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.