Crea-BA: Fiscalização Preventiva vistoria circuitos do Carnaval

A Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) para locais com grande concentração de pessoas realizará nesta sexta-feira (21), às 9 horas, uma vistoria no Circuito Dodô (Barra-Ondina). A ação contará com a participação do Crea-BA, Corpo de Bombeiros, Ministério Público, Procon, Vigilância Sanitária Municipal e Departamento de Polícia Técnica (DPT) e visa avaliar questões relativas à segurança dos camarotes e demais estruturas do Carnaval de Salvador.

A FPI, instalada em janeiro de 2013, tem o objetivo de coibir as irregularidades que ameaçam a segurança das casas de shows e eventos, buffets infantis, shoppings, restaurantes, teatros, salas de cinema, igrejas etc. Sugerida pelo Crea-BA, que já desenvolve há 10 anos juntamente com 16 órgãos a FPI do São Francisco, após a ocorrência do incêndio na Boate Kiss em Santa Maria (RS), em janeiro do ano passado, que matou 242 pessoas.

A FPI é coordenada pelo Ministério Público e Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado (coordenação adjunta), contando ainda com a secretaria-executiva do Crea-BA. “A ideia é agir de forma conjunta para diagnosticar de uma forma mais completa os problemas. Estamos cumprindo nossas atribuições legais de uma maneira eficiente, eficaz e satisfatória. A FPI é boa para o Carnaval e para os foliões”, destaca o presidente do Crea-BA, engenheiro mecânico Marco Amigo, reiterando a importância da ação para a garantia da segurança e representação das instituições envolvidas.

Espera-se que o trabalho da FPI resulte em recomendações formais, medidas judiciais e termos de ajustamento de conduta (TACS), bem como em subsídio para relatórios e inquéritos policiais.

Outras atividades desenvolvidas pelo Crea-BA para o Carnaval

Além do envolvimento nas ações da FPI, o Crea-BA realiza vistoria dos trios elétricos e carros de apoio, na central que está funcionando no Parque de Exposições de Salvador, e promove a fiscalização das estruturas para arquibancadas, palco e camarotes dos circuitos oficiais (Barra-Ondina, Centro e Pelourinho) e nos bairros periféricos (Pau da Lima, Cajazeiras 10, Itapuã, Liberdade, Periperi e Plataforma. O trabalho do Conselho consiste em levantar os responsáveis técnicos por cada estrutura e cobrar a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) dos serviços executados.

 

Fonte: Crea-BA

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.