No Dia do Engenheiro Ambiental (31/01), a Mútua homenageia os profissionais da área

Data foi escolhida em memória à graduação da primeira turma de engenheiros ambientais no Brasil

Cada vez mais, a sociedade tem percebido a importância de ações e hábitos sustentáveis para o bem-estar do planeta. Acabar com a poluição dos rios e do ar, promover o descarte correto do lixo, reduzir o aquecimento global são, dentre outras, atitudes essenciais para o desenvolvimento e a manutenção da qualidade de vida da população.

O engenheiro ambiental, profissional habilitado para lidar com todas essas questões, trabalha para propor soluções socialmente justas e ecologicamente corretas para os problemas ambientais recorrentes nos grandes centros urbanos e, também, no âmbito rural. Identificar e avaliar a dimensão do problema, além de propor a solução, implantá-la e monitorá-la são os grandes diferenciais desse profissional, que pode atuar em diversos ramos, como pesquisas, órgãos de gerenciamento e controle ambiental, organizações não governamentais, empresas de saneamento e de abastecimento de água, energia elétrica, vigilância sanitária, universidades e departamentos de controle da poluição de instituições privadas e públicas. Empresas de construção civil e de consultoria e órgãos encarregados da definição de políticas públicas ambientais também são potenciais empregadores.

Esse profissional ainda é capacitado para elaborar estudos de impacto ambiental e para atuar nos processos de gestão ambiental e de certificação ambiental – a série ISO 14000 (Certificação de Qualidade Ambiental concedida por órgão internacional).

Profissão do futuro

Uma pesquisa da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), realizada em 2012, apontou a Engenharia Ambiental como uma profissão de futuro. Segundo o estudo, até 2020 os engenheiros ambientais, ao lado de mais oito profissões – todas relacionadas à Engenharia, automação e conhecimentos de informática – terão um crescente aumento no número de vagas ofertadas pelo mercado.

A engenheira ambiental Ana Lúcia Páscoa dos Santos, associada da Mútua desde 2006, também acredita no potencial do setor e destaca que a tendência das práticas sustentáveis, aliada à postura dos profissionais são os principais fatores para o sucesso da Engenharia Ambiental. Neste 31 de janeiro, a engenheira deseja que todos os seus colegas de profissão se pautem sempre pela ética e pela justiça e que possam, cada vez mais, ajudar no correto uso e manejo dos recursos naturais do País.

Para a também engenheira ambiental Kátia Inês Klaus Gonçalves, associada da Mútua desde 2008, além de mais reconhecimento, a Engenharia Ambiental precisa do apoio e da conscientização da população. “Precisamos de um trabalho conjunto. Não será apenas através do nosso trabalho, enquanto profissionais dessa área, que os problemas ambientais do mundo serão resolvidos. Não depende apenas de uma área. Uma sociedade mais correta e sustentável depende de todos”, ressalta Kátia.

A Mútua e o profissional

A Mútua compartilha dessa visão de uma sociedade mais sustentável e acredita que investir nos profissionais é um dos principais fatores para o sucesso dessa filosofia. Ao possibilitar que os profissionais da área tecnológica tenham acesso a recursos para seu desenvolvimento pessoal e profissional, a Mútua ajuda na formação e no preparo desses trabalhadores que lidam com áreas tão importantes. “A Mútua é uma Instituição excelente e seus benefícios já me ajudaram bastante. As taxas de juros são ótimas e os prazos para pagamentos são muito bons”, avalia a associada Ana Lúcia, que já utilizou vários benefícios reembolsáveis. “Sem dúvida nenhuma, ser associada à Mútua é um diferencial”, destaca a engenheira ambiental Kátia, que já utilizou o benefício Veículos.

 

Fonte: Acme/Mútua

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.