Novos conselheiros federais concluem treinamento e assistem apresentação da Mútua


O presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros (à direita), fez um relato sobre as atividades da Caixa de Assistência. Também à mesa, à esquerda, o superintendente de Integração do Sistema (SIS), engenheiro civil José Gilberto Campos

O treinamento dos novos conselheiros federais do Confea, que passaram a integrar o Plenário do órgão em 1º de janeiro, será concluído na tarde desta terça-feira (21). Os quatro novos conselheiros titulares e seus suplentes estão em Brasília (DF), na Sede do Conselho, e participam, desde ontem, da segunda etapa desta preparação, cujo foco é a apresentação das rotinas e práticas operacionais do Confea, bem como dos tramites e do funcionamento da plenária eletrônica.

Além de possibilitar que os novos conselheiros ampliem suas visões acerca do Sistema e se preparem para a plenária 1.407, que será realizada nesta quarta-feira, o treinamento no Confea oportunizou que os quatro novos integrantes do Plenário conhecessem melhor a Mútua e o trabalho desenvolvido pela Instituição. O presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros, que esteve no Confea na manhã de hoje, fez uma apresentação para os novos conselheiros e destacou as atividades da Mútua para o Sistema e para os profissionais da área tecnológica e ressaltou os inúmeros benefícios que são oferecidos pela Caixa de Assistência.

O treinamento dos novos conselheiros é acompanhado pelo presidente do Confea, engenheiro civil José Tadeu da Silva, pelo vice-presidente, engenheiro mecânico Júlio Fialkoski, superintendentes, gerentes, coordenadores e integrantes de comissões e assistentes técnicos. Todos transmitem aos novos integrantes suas experiências e constroem um panorama que permite uma ampla visão sobre a realidade do Sistema Confea/Crea e Mútua, no que se refere aos processos administrativo, financeiro, eleitoral e mesmo sobre o trâmite dos processos que chegam ao plenário para análise e deliberação, e que tratam de diversos assuntos, desde ética,  ausência de profissionais habilitados em obras e empreendimentos, até solicitação de recursos para entidades, entre eles.

José Tadeu sublinhou a importância do Confea e do trabalho dos conselheiros e alertou para os reflexos das decisões tomadas pelo plenário federal e que alcançam todo o Sistema Confea/Crea e Mútua. Segundo ele, razão pela qual todos “devem cumprir as leis e as regras que disciplinam as atividades do Confea”.

O engenheiro agrônomo Mário Varela Amorim (titular) e o engenheiro agrônomo Emmanoel Mateus Alves Costa (suplente), do Crea-RN, o engenheiro civil Leonides Alves da Silva Neto (titular) e o engenheiro civil Evandro de Alencar Carvalho (suplente), do Crea-PE, o engenheiro mecânico Paulo Roberto Lucas Viana (titular) e o engenheiro mecânico Juarez Batista de Faria (Crea-GO), o engenheiro eletricista Jolindo Rennó Costa (titular) e o engenheiro eletricista Antônio Roberto Martins (suplente), do Crea-SP, são os novos conselheiros federais.


Os novos conselheiros durante o treinamento, no Plenário do Confea

 

Fonte: Acme/Mútua – com informações do Confea

Fotos: Comunicação Confea e Margareth A. Vicente (Acme/Mútua)

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.