Profissionais comemoram 80 anos da Engenharia Brasileira

Com programação intensa na manhã desta quarta-feira, o Sistema Confea/Crea e Mútua homenageia todos os engenheiros civis, agrônomos, eletricistas, mecânicos, ambientais, sanitaristas, florestais, de pesca, de aquicultura, navais, de petróleo, de produção, além de muitos outros títulos para celebrar o Dia do Engenheiro e os 80 anos de criação do Conselho. Em 11 de dezembro de 1933, há exatos 80 anos, o então presidente da República, Getúlio Vargas, sancionava a Lei nº 23.569, primeiro marco de regulação do exercício das profissões de engenheiro, arquiteto e agrônomo. Para marcar a data, o Confea publicou, nesta quarta-feira, nota oficial no Diário Oficial da União e no Correio Braziliense.   
Entre os itens previstos na programação do dia, a Câmara dos Deputados realizará sessão solene às 10h, em homenagem à data, quando também será apresentado o Fórum de Criação da Frente Parlamentar pela Engenharia e Agronomia, que atua na defesa dos Projetos de Leis em andamento no Congresso Nacional e que contemplam o Sistema. Essa iniciativa parlamentar, segundo o presidente do Conselho, engenheiro civil José Tadeu da Silva, representa o reconhecimento do Legislativo à importância da Engenharia e da Agronomia para o desenvolvimento do Brasil. “São oito décadas de regulamentação das atividades da área tecnológica, voltadas para realizações de interesse social e humano, que caracterizam o exercício das nossas profissões”, destaca José Tadeu.
Durante a sessão solene, serão lançadas duas peças alusivas aos 80 anos: o selo comemorativo oficial, em parceria com os Correios, e o livro “80 anos do Sistema Confea/Crea”, que traça um resgate do histórico da legislação que rege a engenharia no país desde o império até os dias de hoje. Também marcou a semana dos 80 anos da Engenharia Brasileira o encerramento dos trabalhos do 8º Congresso Nacional de Profissionais (8º CNP), que resultarem em seis anteprojetos de lei e três anteprojetos de decreto entre outros documentos. Trabalho este fruto de um processo que durou cerca de um ano, com encontros microrregionais, continuados com os congressos estaduais e as duas etapas do congresso nacional, envolvendo milhares de profissionais que revelaram sua disposição em atualizar a legislação que rege suas atividades e em participar ativamente do desenvolvimento nacional.
Os profissionais e empresas registrados e fiscalizados pelo Sistema Confea/Crea atuam nas realizações de interesse social e humano. Eles estão presentes quando se fala de aproveitamento e utilização de recursos naturais a serviço do bem estar das pessoas: nos meios de locomoção e comunicações, nas edificações, serviços e equipamentos urbanos, rurais e regionais, nos seus aspectos técnicos e artísticos, nas instalações e meios de acesso a costas, cursos, e massas de água e extensões terrestres e no desenvolvimento industrial e agropecuário.

Fonte: Confea

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.