Exposição do Centro de Memória resgata 80 anos do Sistema Confea/Crea e Mútua

Fotografias, banners, condecorações, correspondências, revistas e outros documentos que contam a história dos 80 anos do Sistema Confea/Crea e Mútua estão expostos no espaço Unique Palace, em Brasília, paralelo às atividades da segunda etapa o 8º Congresso Nacional de  Profissionais. Até terça-feira, delegados, convidados e profissionais do Sistema podem conhecer um pouco mais da perspectiva histórica mantida pela bibliotecária Sônia Spínola, pela assistente Socorro Ferro e pela arquivista Marina Garcia, todas do Setor de Documentação do Confea. “A partir de quarta, a  exposição será levada ao Confea, onde tem caráter permanente, no bloco B do Confea. Neste formato, ela permanece até sexta-feira”, ressaltam.

Uma carta do ministro do Trabalho, Salgado Filho, convocando o segundo presidente do Confea, Adolfo Morales de los Rios para discutir a regulamentação da profissão (também disponível em formato de banner); medalhas e outras homenagens e condecorações recebidas pelo Sistema; fotografias de 15 presidentes, incluindo o atual, engenheiro civil José Tadeu da Silva. Em outros banners, a primeira ata do Confea, sob uma marca d’água com a imagem do primeiro presidente do órgão, Pedro Rache, e o ainda mais antigo decreto de regulamentação da profissão, de 1880. Estes são alguns dos atrativos da Exposição Memória – 80 Anos.

Sônia Spínola e Socorro Ferro ao lado da arquivista Marina Garcia durante a montagem da exposição Memória – 80 Anos

Sônia Spínola e Socorro Ferro ao lado da arquivista Marina Garcia durante a montagem da exposição Memória – 80 AnosEstas e outras situações que constituem uma pequena parte da memória desta instituição que chega, na próxima quarta-feira, a seus 80 anos de atividades em prol dos profissionais da tecnologia e da sociedade brasileira, integram a exposição. “Em grande parte, este acervo já foi mostrado no último CNP, em Florianópolis. Mas, desta vez, tivemos contato ainda com o coronel Munir, do Instituto Militar de Engenharia, e com o ex-consultor jurídico do Confea, Pedro Paulo de Castro Pinheiro, que nos ajudaram a chegar a alguns documentos do tempo do Império”, conta Socorro Ferro.

Perspectivas

Quem não pôde conferir no Confea ou no CNP anterior, tem agora nova oportunidade de (re) conhecer as sedes do Conselho Federal, no Rio de Janeiro e em Brasília. Nestas, inclusive, fotografias de seus terrenos. “Nosso objetivo é que essa exposição se torne uma experiência itinerante, levando nossa história a todo o país”, complementa Sônia Spínola.

Se dependesse apenas da organização, do empenho e, sobretudo, do conhecimento destas mantenedoras da memória do Sistema, tudo estaria facilitado. “Tudo já estava separado. Tivemos apenas que confirmar a seqüência e colocar novos adesivos para apresentá-las novamente no CNP”, conta Socorro, responsável pelo Centro de Memória do Confea, aberto ao público de segunda a sexta-feira, no bloco B, junto à biblioteca da instituição.

Disposta a contribuir com o “viés histórico” mantido pela dupla, a arquivista Marina Garcia conta que, desde sua chegada ao Confea, há um ano e meio, todas têm conversado bastante sobre as perspectivas do material mantido pela Casa. “Este ano, fizemos pesquisas por vários setores. É um pensar histórico contínuo. E é fundamental manter este resgate da memória da instituição, produzindo meios internos, disponibilizando on-line, levando de forma itinerante”, acrescenta, sugerindo que, para isso, seriam necessárias as contratações de novos profissionais como historiadores e museólogos.

Presidente José Tadeu ao lado das mantenedoras do acervo A possibilidade de levar a Exposição Memória – 80 Anos em um roteiro itinerante pelos Creas em 2014 será avaliada pelo Confea, como forma de propiciar aos regionais a interação entre a sociedade e o Sistema, por ocasião dos 80 anos. “A exposição materializa uma história de consolidação da engenharia e das demais profissões do Confea, em oito décadas. Uma trajetória que a sociedade e os profissionais dos Creas têm o direito de conhecer”, valoriza o presidente do Confea, José Tadeu da Silva.

 

Fonte: Confea

Foto: Confea

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.