Crea-RO apoia Projeto Viveiro Cidadão que visa recuperar áreas degradadas do Centro-Sul do Estado

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Rondônia, o Eng. Civil Nélio Alencar, assinou nesta semana (05/11) o termo de cooperação técnica com a ONG Ação Ecológica Guaporé (Ecoporé), que tem como objetivo apoiar tecnicamente as ações do Projeto Viveiro Cidadão, executado pela Instituição.

Este projeto conta com o patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental e tem como meta recuperar áreas degradadas na região da sub-bacia do Rio Palha, localizada nos municípios de Rolim de Moura, Castanheiras e Novo Horizonte por meio de recuperação de matas ciliares, sistemas agroflorestais e agrosilvopastoris, bem como ações de educação ambiental, comunicação social e pesquisas.

“A Constituição Federal diz que 'todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá- lo para as presentes e futuras gerações'. Sendo assim, é dever do Conselho apoiar iniciativa como essa participando tecnicamente das ações do Projeto e se envolvendo nas atividades de Educação Ambiental que serão realizadas. É preciso alertar e conscientizar a população sobre a importância da conservação das áreas de matas ciliares, pois elas exercem um papel fundamental para manutenção dos corpos d’água e do equilíbrio ecológico”, salientou Nélio Alencar.

Na ocasião, o presidente da ONG Ecoporé, o biólogo Marcelo Ferronato, convidou ainda o presidente do Crea-RO para participar do lançamento do Projeto e da I Reunião Pública com os produtores da região, que acontecerá no dia 22 de Novembro, às 9 horas, no Teatro Municipal de Rolim de Moura.

"Parcerias são importantes no âmbito deste tipo de projeto, pois a soma de esforços entre as instituições demonstram o comprometimento com as questões socioambientais do estado. No caso do Crea-RO, ressalto o peso desta parceria, reconhecida pela grande capacidade de mobilização bem como sua capacidade técnica. Esta parceria só engrandece”, concluiu Ferronato, que também é o coordenador do projeto.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Crea-RO

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.