Crea-RO participa da campanha Novembro Azul

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Rondônia (Crea-RO) aderiu a campanha Novembro Azul, mobilizando os funcionários para prevenção do câncer de próstata. O movimento Novembro Azul visa orientar os homens sobre câncer de próstata e a importância de exames preventivos a partir dos 40 anos.
Como forma de orientar, o Crea-RO promoverá uma palestra aos funcionários, colaboradores, profissionais ligados ao Sistema e público em geral. O evento será no dia 14, no auditório do Crea-RO. Segundo a enfermeira do trabalho do Conselho, Doris Teixeira, todo homem acima de quarenta anos devem fazer o PSA – Antígeno Prostático Específico, como forma de prevenção e controle do câncer de próstata, e também realizar uma visita periódica ao urologista. “O homem quando tem sua vida sexual iniciada, deve procurar um urologista. Com isso estará prevenindo várias doenças”, afirma a enfermeira.
Para o presidente do Conselho, o Eng. Civil Nélio Alencar, é importante participar e conscientizar os profissionais quanto a esta doença tão maligna que se alastra no seio da comunidade masculina. “Precisamos derrubar este paradigma que, algumas vezes, é imposto  na realização deste exame”, disse Alencar.
O câncer de próstata é o sexto tipo comum no mundo e o de maior incidência nos homens. No Brasil é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo.
“O Novembro azul vem incentivar muitos homens a se cuidar e se prevenir, precisamos de muita saúde para aguentar o trabalho no dia a dia. Será uma campanha bem encorajadora”, declarou Bruno Ferreira, seção de serviços gerais do Conselho.
Novembro Azul
A proposta da campanha é aumentar a expectativa de saúde do homem, reduzir os índices de doenças e incentivar a população masculina a procurar atendimento médico preventivo, o que evita complicações em quadros que poderiam ser facilmente controlados quando identificados com antecedência. “Parabenizo o presidente Nélio Alencar pela iniciativa desta campanha junto aos seus colaborares e a classe de profissionais. É de suma importância para conscientizar e quebrar o preconceito que ainda existi quando falamos em câncer da próstata. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais chance de obter a cura”, finalizou José Amarildo Castro, assessor administrativo do Crea-RO.

Fonte: Crea-RO

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.