Presidente do Crea-Ac visita relator do projeto de lei de institui carreira de estado para engenheiros e agrônomos

Na tarde da última quarta (16), o senador Romero Jucá (PMDB-RR), relator do PLC 13/13, que define a carreira de engenheiro e agrônomo como de estado, recebeu em seu gabinete no Senado Federal, o Presidente do Crea do Acre, engenheiro civil Amarildo Uchôa, o presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu, Presidente do Crea-RR, eng. civ. Marcos Camoeiras e o do Crea Rondônia, eng. civ. Nélio Alencar. Na oportunidade o Senador antecipou sua decisão de conceder parecer favorável ao projeto que entrará na pauta da Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

Para o Presidente do Crea-AC, esse projeto demonstra a importância da engenharia para o progresso do país. “Nenhum país se desenvolve sem a presença da engenharia. É fundamental a instituição da carreira de estado para engenheiro e agrônomo, profissional valorizado reflete um Brasil que investe no desenvolvimento ”, Destaca Uchôa durante o encontro com o Senador .

O Senador Romero Jucá reforçou o entendimento ao afirmar que o projeto é uma distinção justa para a carreira. “Não é uma questão corporativa é de justiça”, afirmou o senador.

O PLC 13/13 caracteriza como essenciais e exclusivas de Estado as atividades exercidas por engenheiros, arquitetos e engenheiros agrônomos ocupantes de cargo efetivo no serviço público federal, estadual e municipal.

Jucá lembrou a importância de os profissionais se mobilizarem para aprovação da proposta junto à CCJ. Ele sugeriu que os representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua se reunissem com o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo. Os presidentes dos Creas assumiram um compromisso com o Senador, e afirmaram que entrariam em contato com os senadores de seus estados para conscientizá-los da importância da proposta.

 

 

Fonte: Crea-AC

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.