Certificação é destaque na abertura do XVII Cobreap


A certificação dada pelo Instituto Brasileiro de Engenharia de Avaliações e Perícia para valorizar o perito e o avaliador especializado nas áreas de abrangência do Sistema Confea/Crea e Mútua foi destaque na abertura do XVII Cobreap (Congresso Brasileiro de Engenharia de Avaliações e Perícias), realizada na  noite do dia 15 de outubro, no centro de convenções do Hotel Majestic, em Florianópolis (SC).
Todas as lideranças profissionais que participaram da cerimônia citaram a importância da certificação. Professores e líderes classistas saudaram a iniciativa de certificar peritos e avaliadores como forma de “garantir a qualidade dos serviços prestados por quem se especializou e tem essa atribuição reconhecida pelo Sistema Confea/Crea e Mútua”, destacou o engenheiro civil José Tadeu da Silva, presidente do Conselho Federal de Engenharia, um dos patrocinadores do evento que é promovido pelo Ibape nacional em parceria com o de Santa Catarina.
Lembrando que “engenharia significa transformar bens naturais sem danificar o meio ambiente, como ensinava um professor”, José Tadeu elogiou o tema do congresso “Uso e Ocupação Sustentável do Solo” e, na sequência, falou da importância da legislação para solucionar questões como as que geram arestas, inclusive com e entre outros conselhos de profissões regulamentadas.

Legislação
“Assumimos numa fase de transição e de muitos questionamentos. A insegurança jurídica gerada por conflitos com os conselhos de Biologia, Química e Arquitetura. Estamos diante da necessidade de alterar nossa legislação”, afirmou, citando a realização do 8º Congresso Nacional de Profissionais, cujo tema central é “Marco Legal: competência profissional para o desenvolvimento nacional”.
“Finalizamos a primeira etapa do CNP e vamos realizar a segunda, em Brasília, dias 09 e 10 de dezembro próximo”, anunciou o presidente do Confea. “Das 49 propostas aprovadas pelos 708 delegados do CNP, 29 estão  servindo de base para elaboração de textos para minutas de Projetos de Lei, enquanto 20 vão gerar resoluções internas e mudanças administrativas”, adiantou.
Focado na modernização da Lei 5.194, de 1966, que rege o Sistema Confea/Crea e Mútua José Tadeu comentou a importância da Frente Parlamentar da Engenharia – liderada pelo deputado Augusto Coutinho (DEM-PE) e formada por 43 parlamentares. "Mantemos encontros quinzenais para acompanhar os 192 Projetos de Lei em andamento no Congresso Nacional com a intenção de estabelecer os prioritários”, informou. “Serão realizadas audiências públicas sobre os temas desses PLs, e o Confea indicará profissionais para participar”.
José Tadeu anunciou, por último, a realização da sessão solene no Congresso Nacional, dia 11 de dezembro, celebrando o Dia do Engenheiro: “Nesse dia levaremos aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado os PLs de interesse da área tecnológica visando ao desenvolvimento do país e à valorização de milhares de profissionais”.
Para ele, a sessão solene com a entrega de propostas vindas dos profissionais é a melhor maneira de comemorarmos os 80 anos do Sistema Confea/Crea e Mútua. Como incentivo para os engenheiros, José Tadeu citou a presidente da República Dilma Rousseff, para quem “engenharia é produtividade”. E concluiu: “a sociedade precisa da nossa atuação, e a certificação é papel das entidades. Com o certificado, o Ibape valoriza os profissionais”.
CEF anuncia que certificação será pré-requisito para contratação
Carlos Alberto Kita Xavier, presidente do Crea-SC; Julio Torres Coto, presidente da União Panamericana de Associações de Avaliação (Upav); José Octávio Aragon e Osório Aciolly Gatto, presidentes do Ibape-SC e nacional, respectivamente, José Tadeu da Silva, presidente do Confea e Frank Ruffo, gerente da Caixa Econômica em Brasília, formaram a mesa que comandou a cerimônia de abertura.
Galvão Neto historiou a trajetória do Ibape fundado em 1957 e que hoje está instalado na maioria das capitais. Osório Gatto, falando da certificação, disse que “a mudança de paradigmas sempre provoca reações” e que o “certificado é uma garantia necessária  ao cidadão comum e um aprimoramento da mão de obra”. Ele também saudou os resultados do XVII Cobreap com 50 trabalhos propostos e 23 certificações concedidas.
Para Aragon, o Cobreap – realizado a cada dois anos – “permite um panorama técnico e científico por meio da participação de professores, estudantes, cientistas”. “É um momento de troca e formação de conhecimento. Com o tema, dizemos à sociedade que não estamos alheios a um dos problemas mais sérios da sociedade contemporânea”.
Kita Xavier, anfitrião do XVII Cobreap, por sua vez, destacou a atuação de avaliadores e peritos falando da elaboração do Plano Diretor de Florianópolis: “Estamos reconsiderando alguns aspectos do trabalho realizado até agora, como o aumento da área de preservação de 49% para 60%, e definindo um número máximo de habitantes para a cidade. Hoje somos 450 mil e temos por limite 750 mil”. Ruffo falou por último e afirmou que a CEF apoia a iniciativa da certificação e que “uma decisão interna já está tomada: nossos próximos editais exigirão o certificado como pré-requisito para contratação de peritos e avaliadores”.
Programação e painelistas
Hoje, 16 de outubro, no centro de convenções do Hotel Majestic – onde o XVII Cobreap é realizado até dia 18 -, os participantes assistem a palestras sobre Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas; mercado imobiliário; avaliação de bens históricos e inspeção em sistemas de prevenção e combate a incêndio, entre outros temas.
Amanhã, 17, diretrizes nacionais para o Cadastro Territorial Multifinaliário e Avaliação em Massa de Imóveis são outros destaques da programação que se encerra na sexta-feira, quando palestrantes falarão sobre áreas de risco e abordagens em depreciações, por exemplo.
Os participantes também têm um espaço de exposição, onde estantes de patrocinadores e apoiadores estão montadas. No do Confea, publicações técnicas atraem visitantes. Toda a programação pode ser acessada pelo site www.ibape-nacional.com.br.

Fonte: Confea 

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.