Presidente da Mútua participa da abertura do X Ease e do I Agronordeste


Pronunciamento do Presidente da Aease, Naum de Araújo. À mesa, Juarez Morbini, Cláudio Calheiros, Jorge Roberto Silveira, Angelo Petto Neto, José Macedo Sobral, e Eduardo Matos

Realizados pela Associação de Engenheiros Agrônomos de Sergipe (Aease) e pela Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (Confaeab), com apoio da Mútua, o X Encontro Estadual de Engenheiros Agrônomos de Sergipe (Ease) e o I Encontro Regional de Engenheiros Agrônomos do Nordeste (Agronordeste) foram abertos nesta terça-feira (24), em Aracajú (SE). A solenidade aconteceu na sede da Aease e reuniu autoridades locais e representantes do Sistema, dentre eles, o Diretor-presidente da Mútua, o engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros.

Na composição da mesa, foram convidados o engenheiro agrônomo Juarez Morbini, coordenador das Câmaras Especializadas de Agronomia do Confea; o engenheiro agrônomo Cláudio Pereira Calheiros, diretor-presidente da Mútua; o engenheiro civil Jorge Roberto Silveira, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea-SE); o engenheiro agrônomo Angelo Petto Neto, presidente da Confaeab; o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, o engenheiro agrônomo José Macedo Sobral, representando o governador em exercício Jackson Barreto; e o secretário de Meio Ambiente de Aracaju, Eduardo Matos, representando o prefeito João Alves Filho.


Fala do Presidente da Mútua
 

O presidente da Mútua falou sobre a necessidade de investimentos em pesquisa e extensão. “Para compreendermos o cenário atual, o desafio ainda é muito grande. Para isso, devemos buscar melhores condições de trabalho nas universidades, utilizando a pesquisa e a extensão para melhorar a produção a partir de profissionais capacitados e atuantes”, analisou. Calheiros aproveitou a oportunidade para convidar toda a categoria para o Congresso Brasileiro de Agronomia, que acontece em Cuiabá, de 19 a 22 de novembro deste ano.

X Ease e I Agronordeste

Nos últimos dez anos, o mercado mundial de agrotóxicos cresceu 93% enquanto que o mercado brasileiro cresceu 190% e em 2008 o Brasil ultrapassou os Estados Unidos e assumiu o posto de maior mercado consumidor mundial de agrotóxicos. Preocupadas com esse uso indiscriminado de agrotóxicos e com a insegurança alimentar que acarreta consequências graves na saúde do trabalhador rural, na sociedade e no meio ambiente, a Ease e a Confaeab promoveram esses dois eventos com a finalidade de ampliar o debate sobre a produção de alimentos, o uso indiscriminado de agroquímicos, o impacto do modelo agrícola no meio ambiente, na saúde do produtor e do consumidor, além da segurança alimentar e nutricional.

A programação reuniu palestras sobre temas relevantes, como a agricultura familiar e segurança alimentar, a evolução da agroecologia no Brasil, a atuação do poder público na proteção da saúde do trabalhador, dentre outros. O X Ease e o I Agronordeste terminam hoje (26), com a confecção de um documento conclusivo sobre todas as discussões realizadas nos três dias dos eventos.


Público prestigia a abertura da X Ease e do I Agronordeste

 

Fonte: Acme/Mútua – Com informações do Crea-SE

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.