Oficina mostra materiais e técnicas para construção de casas sustentáveis

A iniciativa de utilizar materiais e técnicas que sejam favoráveis ao meio ambiente foi o tema da oficina Construções Sustentáveis, realizada na Life House, no Alto da Boa Vista, como parte do ciclo O Chico Ensina, da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) em conjunto com a empresa Shintech, uma das responsáveis pela construção no local.
O gerente de projetos da Shintech, Jaime Pinn Regli, conta que a casa construída pela sua empresa em conjunto com a Ecoservice, com o conceito que é utilizado na Europa, nos Estados Unidos e no Japão, usando madeira de reflorestamento, com a casa tendo toda sua estrutura feita de madeira, por meio da técnica wood frame, além do reaproveitamento da água de chuva e a parte elétrica usando a energia solar.
De acordo com Regli, o sistema oferece mais flexibilidade para a obra, além de ser eficaz na busca pelo conforto. "Os recursos que estão instalados na casa permitem um conforto maior para o morador, pois a iluminação fica melhor, com as portas e as janelas. Além disso, as paredes e as portas permitem o isolamento acústico e também a climatização fica melhor, evitando a necessidade de um ar-condicionado, por exemplo."
Alguns pontos não estão definidos em relação ao projeto, pois isto pode variar de casa para casa. "Questões como o preço de um imóvel construído nestas condições, o tempo de construção e a própria qualidade são fatores que dependem da forma como o proprietário vai usar o imóvel, por isso, não dá para afirmar se o serviço é vantajoso nestes aspectos", disse o gerente. Ele avalia que residências de médio e alto padrão sairiam pelo mesmo custo que uma casa de alvenaria convencional.
No entanto, Regli afirma que algumas coisas já podem ser garantidas em relação as vantagens, como, por exemplo, a quantidade de sobras do material de construção, que é muito menor com este sistema, além de ser melhor para a natureza. "Como as madeiras usadas são árvores de reflorestamento, há o novo plantio e com mais árvores sendo usadas e depois plantadas, aumenta o sequestro de carbono, já que é no desenvolvimento da árvore que este índice aumenta. Com isso, o meio ambiente só tem a ganhar com o wood frame", destacou.
O gerente lembra que as obras ainda precisam seguir as normas técnicas para que sejam feitas normalmente, e por isso, ainda não há muitas empresas que forneçam o material necessário para esta técnica.
O técnico ambiental da Sema, José Carmelo, destaca que este método será importante para a conscientização dos construtores de imóveis, pois apresenta uma alternativa sustentável para a mudança de hábito nas obras em residências. "A oficina (realizada) busca mostrar uma forma melhor de se construir. Este é um tema muito importante para os engenheiros e também para estudantes e as faculdades de engenharia que têm na região", afirmou.

Fonte: http://www.cruzeirodosul.inf.br/

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.