Ibovespa cai 0,76%, pressionado pelos setores de construção e siderurgia

Índice acionário fechou aos 53.570 pontos; giro financeiro do pregão foi de R$ 7,93 bilhões.
O principal índice da Bovespa teve a segunda sessão de perdas nesta quarta-feira (11), com investidores ampliando o movimento de realização de lucros da véspera, após forte valorização registrada no início de setembro.
O Ibovespa recuou 0,76%, aos 53.570 pontos. O giro financeiro do pregão foi de R$ 7,93 bilhões.
O índice chegou a registar alta pela manhã, mas a força vendedora acabou prevalecendo, com os setores de construção e siderurgia exercendo as maiores pressões de baixa.
Na véspera, o Ibovespa não conseguiu sustentar-se no patamar dos 54 mil pontos superado na segunda-feira (9), após ter acumulado valorização de mais de 8% em setembro.
Ainda assim, alguns profissionais do mercado continuavam acreditando na alta do índice no curto prazo.
Sem grandes notícias relevantes no cenário interno, o mercado seguiu atento às negociações sobre uma solução diplomática para a crise na Síria. Na véspera, o presidente americano Barack Obama pediu ao Senado para adiar a votação sobre a autorização para usar a força militar a fim de dar tempo à diplomacia.
O mercado aguarda ainda a reunião do banco central dos Estados Unidos na semana que vem, na expectativa pela decisão sobre provável redução de seu programa de estímulos monetários.

Fonte: http://economia.ig.com.br/ 

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.