Madeira ilegal prejudica setores de construção civil e produção de papel

O selo que garante que a madeira foi produzida de forma sustentável é o FSC.
O selo de certificação do FSC, que garante que a madeira foi produzida de forma sustentável, existe desde 1993 e é adotado em vários setores, como na produção de papel e móveis. No entanto, estes setores têm sofrido com a concorrência desleal, isso porque a madeira certificada não consegue concorrer com os preços no mercado interno. "Hoje, o preço da madeira disponível no mercado não cobre o custo de extração da madeira legal", diz Fabíola Zerbini, secretária executiva do FSC Brasil. "É um preço absurdo, porque demonstra que grande parte da madeira disponível não é de origem legal".
A madeira ilegal não paga imposto, não segue as leis trabalhistas ou a lei ambiental. Apesar dos problemas, Fabíola acredita que os setores estão mudando, e para melhor. Na construção civil, por exemplo, alguns bancos já estão cobrando o uso de madeira certificada antes de aprovar financiamentos para empreendimentos. "A mensagem que o setor está passando, nesse momento, é de otimismo".

Fonte: http://www.painelflorestal.com.br

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.