Na segunda prévia de julho, inflação do aluguel perde força


De acordo com FGV, IGP-M ficou em 0,24%, contra 0,74% no mesmo período de junho. No ano, a taxa está em 1,99% e, em 12 meses, de 5,16%

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), conhecido como inflação do aluguel, porque é utilizado na maioria dos contratos de aluguel, registrou, na segunda prévia de julho, variação de 0,24%. No mês anterior, para o mesmo período de coleta, a variação foi de 0,74%, segundo levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgado nesta quinta-feira (18).

No ano, a taxa está em 1,99% e, em 12 meses, de 5,16%.

Utilizado no cálculo do indicador, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), também conhecido como inflação do atacado, variou 0,24% contra 0,60% no mesmo período de junho. 

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), também integrante do cálculo, passou de 0,38% para 0,01%. A principal contribuição para o decréscimo da taxa partiu do grupo alimentação (de 0,22% para -0,43%), com destaque, nesse grupo, para os preços das frutas, cuja taxa passou de 1,29% para -4,87%.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou, também utilizado no cálculo, mas com peso menor, variou 0,78%. No segundo decêndio do mês anterior, a taxa foi de 2,41%.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.