Agronegócio de SP tem superávit de US$ 7,1 bi no 1º semestre

O saldo da balança comercial do agronegócio paulista apresentou superávit de US$ 7,12 bilhões no primeiro semestre de 2013, o que corresponde a um aumento de 34,3% em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento é do Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. No período, o agronegócio paulista exportou US$ 10,13 bilhões (alta de 23,1% ante 2012). As importações aumentaram 2,7%, totalizando US$ 3,01 bilhões. 

A importação paulista nos demais setores, excluindo o agronegócio, alcançou US$ 40,33 bilhões, enquanto a exportação foi de US$ 16,53 bilhões, representando um déficit de US$ 23,80 bilhões no primeiro semestre de 2013. De acordo com o pesquisador do IEA, José Roberto Vicente, o comércio exterior paulista seria bem mais deficitário não fosse o desempenho do agronegócio estadual, afirmou ele, em comunicado. 

Os cinco principais grupos nas exportações do agronegócio paulista, no primeiro semestre de 2013, foram: complexo sucroalcooleiro (US$ 4,16 bilhões, com as exportações de etanol representando 16,3% desse total); carnes (US$ 1,19 bilhão, em que a carne bovina respondeu por 80,5%); sucos (US$ 1,11 bilhão, dos quais 99,1% referentes a sucos de laranja); complexo soja (US$ 1,02 bilhão); e produtos florestais (US$ 901,54 milhões). Esses cinco agregados representaram 82,7% das vendas externas setoriais paulistas. 

Segundo os dados do IEA, a participação das exportações do agronegócio paulista no total do Estado aumentou 7,7 pontos porcentuais, enquanto a participação das importações diminuiu 0,4 ponto porcentual, na comparação dos primeiros semestres de 2012 e 2013. 

Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais de São Paulo no primeiro semestre de 2013 representaram 20,4%, ou seja, mais 2,0 pontos porcentuais ante igual período de 2012. As importações representaram 36,2%, sendo 0,3 ponto porcentual inferior à participação verificada no mesmo período do ano anterior. 

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.