Estádio do DF recebe 521 pares de lixeiras para coleta seletiva na Copa

Segundo o GDF, 150 estudantes e 150 catadores orientarão os torcedores. Governo espera 200 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios.

O Estádio Nacional de Brasília recebeu 521 pares de lixeiras, sinalizadas para descarte de recicláveis e não recicláveis, para permitir a coleta seletiva do lixo produzido durante a partida de abertura da Copa das Confederações, entre Brasil e Japão, às 16h deste sábado (15). De acordo com o governo do Distrito Federal, 150 estudantes da rede pública e 150 catadores orientarão os torcedores sobre o descarte correto dos resíduos.

O GDF disse ainda que, com isso, a abertura será o primeiro grande evento esportivo do país a ter um Plano de Gestão de Resíduos. A iniciativa ocorreu em parceria com a ONU. O governo diz esperar 200 mil pessoas para assistir aos shows e exibição do jogo em telões na Esplanada dos Ministérios, onde também haverá trabalho ambiental semelhante.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, o tempo estará ensolarado e seco na abertura da Copa das Confederaçõe. O meteorologista Mamedes Luiz Melo disse que a temperatura pode chegar até 26 ºC pela tarde, com umidade variando entre 90% e 35%. Apesar de a partida começar às 16h, o secretário-extraordinário da Copa, Cláudio Monteiro, disse que a expectativa é de que os torcedores cheguem ao estádio por volta de 12h. "Não precisa chegar e ir direto ao seu local, ficar sentado. Haverá oportunidades diversas para as pessoas conhecerem a arena e se divertirem", disse.

Os torcedores também devem ficar atendos às mudanças no trânsito: não será possível circular de carro a uma distância de três quilômetros do arena esportiva, nem de táxi. A medida, segundo a organização do evento, visa garantir a segurança de pedestres e impedir congestionamentos nas proximidades do local do jogo.

Também é importante estar atento ao que pode e não pode ser levado para o estádio. A entrada de alimentos e bebidas não é permitida, assim como é vetado fumar dentro do estádio. Além disso, buzinas, megafones e vuvuzelas serão recolhidos logo na entrada. Também fica proibido entrar com armas de fogo, sinalizadores e qualquer objeto cortante. É bom evitar bolsas e sacolas. Segundo o secretário extraordinário da Copa, Cláudio Monteiro, o uso de camisetas de times de futebol não está vetado. "O que não se deseja é que se tenha torcidas organizadas", afirmou.

Enfeites

Várias regiões administrativas do Distrito Federal estão se colorindo para torcer pelo Brasil na Copa das Confederações. Ceilândia, região mais populosa do DF, entrou no clima verde e amarelo, com a colcoação de ornamentos nos postes de energia da Avenida Hélio Prates.

A administração da região também enfeitou a Caixa D'Água, monumento de 27 metros de altura que é referência para os moradores. A estrutura ganhou uma faixa que utilizou 30 metros de tecido verde e amarelo. A decoração pode ser vista de vários pontos da região administrativa. O lema para torcer pela participação da seleção brasileira na Copa das Confedereções é “Ceilândia é Brasil”.

O jogo será transmitido em dois telões, que serão instalados na QNM 21, entre os conjunto C e D.  Haverá apresentação de artistas locais com música e dança a partir das 8h. O Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, que fica próximo ao Estádio Nacional Mané Garrincha, recebeu uma bandeira brasileira gigante na fachada do prédio.

Um shopping da Asa Norte decidiu transformar o letreiro gigante com a frase "Eu te amo" que era parte de uma campanha para o Dia dos Namorados em homenagem à Copa das Confedereções. A peça que tinha as cores vermelho e preto ganhou as cores verde e amarelo. O meio-fio em torno do shopping também foi pintado com as cores da festa.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.