CUB sobe em maio


Custo da construção paulista, calculado pelo Sinduscon – SP, sobe 4,44% 

O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo registrou alta de 4,44% em maio ante o mês anterior. Calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas), o CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para a utilização nos reajustes dos contratos de obras.

De acordo com Eduardo Zaidan, vice-presidente de Economia do SindusCon-SP, o aumento se deve ao reajuste determinado pelas convenções coletivas de trabalho para os salários, com data-base em 1º de maio.

Assim, os custos com mão de obra subiram 7,3% em relação a abril, enquanto os salários dos engenheiros aumentaram 7,21%. Já os custos das construtoras com materiais de construção registraram acréscimo de 0,37% na mesma base de comparação. A média ponderada entre os três itens resultou na variação de 4,44% do CUB representativo da construção paulista (RN-8), que neste mês ficou em R$ 1.074,53 por metro quadrado.

No período, 17 dos 41 insumos da construção pesquisados variaram acima do IGP-M do mês, que não apresentou variação (0%). Entre os que tiveram os maiores reajustes no mês, estão:

Aço CA-50 – 1,83%
Cimento CPE-32 saco 50 Kg – 1,73%
Vidro liso transparente 3 mm – 1,10%
Alimentação tipo Marmitex – 0,75%
Bloco de concreto 19 x 19 x 39 cm – 0,54%
Chapa compensado resinado 12 mm – 0,38%
Bloco cerâmico p/ alv vedação – 0,17%

Fonte: Sinduscon – SP

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.