Caixa de Assistência promove qualidade de vida para menina da Paraíba

Vítima de uma doença que atrofia a musculatura das pernas, Lyanne foi beneficiada pelo Programa de Inclusão da Mútua (PIM), que fornece equipamentos para associados e familiares

Presentes na entrega dos equipamentos: representando o Crea de Campina Grande, os inspetores, Ewerton Bronzeado e Verneck Abrantes;  o assessor técnico do Crea na cidade, Geraldo Magela; a diretora administrativa da Mútua- PB, Cândida Regis; a mãe da Lyanne, Gisleângela Sabino, com a criança; o presidente do Crea-PB, Antonio Carlos Aragão; o diretor geral da Mútua-PB, João de Deus; e o diretor financeiro da Mútua-PB, José Humberto Almeida

O dia 25 de março ficará marcado na memória da menina Lyanne e de seus familiares como um dia de alegria e de grandes mudanças. Na ocasião, a criança foi contemplada com equipamentos do Instituto Handsfree, que fornece materiais tecnológicos para melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência. A iniciativa é resultado do trabalho realizado no âmbito do Programa de Inclusão da Mútua (PIM).

Lyanne é filha do associado Paulo de Tarso Landim, já falecido, e sofre de uma neuropatia hereditária, na qual os músculos da parte inferior das pernas ficam fracos e definham. A doença afeta os nervos que controlam o movimento dos músculos e os que transportam informações sensoriais ao cérebro. A fraqueza começa na parte inferior das pernas e sobe gradualmente pelos membros. As pessoas afetadas perdem a capacidade de sentir vibração, dor e temperatura.

Nenhum tratamento consegue interromper a progressão da doença, mas o uso de aparelhos e fisioterapia, bem como terapia ocupacional, podem ajudar as vítimas da doença a desempenhar melhor suas funções.

O encontro para entrega dos equipamentos ocorreu nesta segunda-feira, na cidade de Campina Grande (PB) – local de domicílio da família. Estiveram presentes, além da mãe, Gisleângela Pereira Sabino, e da menina Lyanne Sabino Landim, também o diretor geral da Mútua-PB, João de Deus, o diretor financeiro, José Humberto Almeida, e a diretora administrativa, Candida Regis; bem como o presidente do Crea-PB, Antonio Carlos Aragão.  

“A partir de agora a vida de Lyanne vai ganhar mais independência e integração social, até mesmo dentro de casa. Espero que os equipamentos beneficiem o desenvolvimento psicológico dela e que ela venha a se adaptar mais rápido, acelerando o seu desenvolvimento intelectual”, declarou Gisleângela Sabino.

A mãe agradeceu à Mútua pelos equipamentos, ressaltou o compromisso da Instituição com seus associados e fez questão de homenagear a memória de seu companheiro, Paulo Landim. “Sou muito grata por este aparelho, sei que é muito caro, por isso sou grata ao meu companheiro e esposo Paulo – que já se foi – e grata a Mútua, pois, mesmo após o falecimento do dele, cumpriu com seu papel e nos beneficiou com este aparelho, que é de grande importância para minha vida, da minha família e da milha filha, principalmente. Sou grata a Mútua, a todos os Diretores e todos que fazem a Mútua”, ressaltou.

PIM

O Programa de Inclusão da Mútua (PIM) foi criado para atender às necessidades dos associados da Caixa de Assistência, e de seus dependentes, que possuam algum tipo de deficiência física e intelectual, oportunizando acesso facilitado a equipamentos, tratamentos, produtos e serviços que promovam sua qualidade de vida e a reinclusão social e profissional – além de permitir que o usuário tenha autonomia para realizar atividades do dia a dia.

O objetivo do PIM é fazer com que pessoas com deficiência tenham independência para usar equipamentos como computadores, celulares, tablets etc., dando-lhes condições para atuar profissionalmente de novo.

O Programa está sendo reestruturado e, em breve, teremos novidades.

Fonte: Gecom Mútua / Com Informações da Regional.

Fotos: Mútua-PB.

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.