Conferência debate soluções para conter gargalos logísticos no país

Primeiro dia de encontro contou com debates em um dos principais temas do setor

O primeiro dia de Intermodal South America, maior evento de logística, transporte de cargas e comércio exterior da América Latina, nesta terça-feira (4), contou também com debates envolvendo um dos principais temas do setor atualmente, a multimodalidade e a redução de custos logísticos, que reuniu especialistas e executivos de diferentes frentes desta indústria.

Um deles foi o coordenador geral de normas e facilitação de comércio do departamento de competitividade da Secretaria de Comércio Exterior, Leonardo Lahud, que falou sobre os principais gargalos enfrentados no país atualmente. “Há excesso de complexidade nos sistemas atuais, além do fato de que são diversas plataformas diferentes em cada órgão regulador, sem nenhuma integração entre eles, o que causa o excesso de burocracia e a alta morosidade nas operações”, ressalta.

Para ele, a solução para esses problemas é o Portal Único do Governo Federal, o Siscomex, que tem o intuito de ser uma interface única entre todos os players do setor. “Esse sistema federal redesenha e simplifica a forma como são feitos os processos de exportações e importações em parceria com o setor privado”, acrescenta.

Já o engenheiro de transportes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Edson Dalto, por sua vez, afirma que o banco estatal, por sua vez, pretende continuar investindo no setor. “De 2017 até 2020, o BNDES pretende investir mais de R$ 85 bilhões em infraestrutura nacional, sendo 53% em rodovias (R$ 46,1 bilhões), 32% em ferrovias (R$ 28,2 bilhões) e 15% em portos e terminais (R$ 13,6 bilhões).

Fonte: https://www.agrolink.com.br/

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.