Tarifas aeroportuárias da Infraero passam por reajuste

As novas tarifas podem ser praticadas 30 dias após a divulgação dos novos valores

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou o reajuste dos tetos das tarifas para voos nacionais e internacionais em aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). As novas tarifas podem ser praticadas 30 dias após a divulgação dos novos valores.

A tarifa máxima de embarque doméstico passa de R$ 27,69 para R$ 29,90. O reajuste de embarque, conexão, pouso e permanência de aeronaves foi de 7,97%.

Já a taxa máxima de embarque internacional, que era R$ 109,13, agora custa R$ 113,04. A atualização dos valores considera a inflação acumulada entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo do IBGE (IPCA) observada no período.

Infraero           Doméstico    Internacional
Vigente           R$ 27,69          R$ 109,13
Reajustada    R$ 29,90          R$ 113,04

Tarifas

As tarifas aeroportuárias são valores pagos aos operadores pelas companhias aéreas, pelo operador da aeronave ou pelo passageiro. Elas correspondem aos procedimentos de embarque, conexão, pouso, permanência, armazenagem e capatazia dentro dos aeroportos.

A tarifa de embarque é a única paga pelo passageiro e tem a finalidade de remunerar a prestação dos serviços, instalações e facilidades disponibilizadas aos passageiros.

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.