Brasil e Reino Unido firmam parceria em construção civil

Assinatura foi feita durante 9ª Reunião do Comitê Econômico e de Comércio Conjunto Brasil-Reino Unido, em Brasília

O ministro Marcos Pereira (Indústria Comércio Exterior e Serviços) e o secretário de Estado Britânico para o Comércio Internacional, Liam Fox, assinaram, nesta quinta-feira (8), em Brasília, um acordo que prevê a difusão do Building Information Modeling (BIM) para a construção civil.

Segundo Marcos Pereira, esse é um incentivo para promover crescimento sustentável e trocas comerciais em construção civil e economia digital de ambos os países. O documento também foi assinado pelo secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco.

Durante o encontro, o ministro e o secretário Liam Fox também reafirmaram apoio às negociações do Acordo de Livre Comércio entre Mercosul e União Europeia e se comprometeram a continuar as discussões sobre barreiras ao comércio bilateral entre Brasil e Reino Unido.

Os ministros confirmaram, ainda, a intenção de trabalhar em um programa de cooperação de quatro anos relacionado à facilitação do comércio e temas regulatórios, no âmbito do Prosperity Fund.

O objetivo é promover desenvolvimento econômico e crescimento por meio da expansão comercial, além de aumentar a eficiência das operações e permitir melhor compreensão mútua sobre os respectivos ambientes regulatórios.

Concordaram, ainda, com a criação de um grupo de gestão para que consigam conduzir e implementar um programa de comércio e atuar conjuntamente com o governo brasileiro.

Em 2006, Brasil e Reino Unido estabeleceram o Comitê Econômico e de Comércio Conjunto (Joint Economic and Trade Committee). Um mecanismo de diálogo entre o Mdic e o Department for International Trade (DIT) do Reino Unido.

O comitê visa melhorar o ambiente para realização de negócios e ampliação do comércio bilateral. Nele, as atividades se desenvolvem em grupos de trabalho dedicados a temas como Inovação, Facilitação de Comércio, Propriedade Intelectual e Investimentos.

Propriedade intelectual

Marcos Pereira e seu contraparte participaram da assinatura de memorando entre o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) e o Intectual Property Office (IPO) do Reino Unido. As partes se comprometeram a continuar a cooperar em matéria de Propriedade Intelectual.

Os compromissos assumidos serão implementados por um plano de trabalho com o compartilhamento de melhores práticas, tanto na questão de administração dos escritórios como nos métodos de exames de patentes.

Fonte: http://www.brasil.gov.br/

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.