Instituto Handsfree apresenta tecnologias assistivas na Reunião das Caixas Nordeste

No segundo e último dia da 9ª Reunião das Caixas Nordeste, realizada em Ipojuca (PE), os trabalhos tiveram início com a presença do conselheiro federal pelo estado de Pernambuco, eng. civil Leonides Alves da Silva Neto. O dia também foi marcado pela apresentação do diretor-presidente do Instituto Handsfree Tecnologias Assistivas, Sérgio Maymone.

A convite da Diretoria Executiva da Mútua, Maymone apresentou aos diretores das Caixas da Região Nordeste o Handsfree, instituição sem fins lucrativos que nasceu em 2015 com o objetivo de desenvolver, apoiar, divulgar e distribuir projetos de tecnologias inovadoras, de alta qualidade e de baixo custo para pessoas com deficiências físicas e motoras. Os projetos desenvolvidos pelo Instituto – que não realiza patente de suas criações e tem planos de expansão para plataforma colaborativa – visam a autonomia de pessoas com deficiência, para que realizem atividades cotidianas, promovendo a inclusão social, digital e profissional e proporcionando o empoderamento e valorização da pessoa com deficiência.


Maymone apresentou o projeto voltado a portadores de paraplegia, que também poderá ser usufruído por idosos

Voltado aos portadores de tetraplegia, o sistema cria automação para todo o ambiente do usuário, permitindo que ele controle, através do movimento da cabeça, dispositivos eletrônicos como computadores, televisores, ventiladores, podendo até mesmo acender e apagar luzes e abrir e fechar portas.

O Instituto desenvolve o sistema a partir de parcerias e patrocínios e o distribui gratuitamente. O usuário arca apenas com uma mensalidade de R$120 no primeiro ano e R$60 nos anos seguintes, que são utilizados para custear eventuais manutenções, upgrades e atualizações do sistema.

A Handsfree deverá apresentar à Mútua proposta de apoio, para que as Instituições se tornem parceiras, tanto na parte de transmissão de tecnologias, quanto na divulgação do projeto em eventos e ações da Caixa de Assistência. Segundo o diretor de Tecnologia da Mútua, Marcelo Morais, será estudada a possibilidade de assinatura de Termo de Cooperação, atendendo à essência da prática do mutualismo.


Instituto desenvolve tecnologias assistivas para dar autonomia à pessoa com deficiência

Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, presidente da Mútua, disse ter certeza de que todos podem visualizar o alcance e o quanto pode ser benéfica essa parceria, visando mais qualidade de vida aos associados e seus dependentes. “Essa será uma forma de cumprirmos o que diz a Lei que criou a Mútua e seu papel de braço assistencial do Sistema Confea/Crea e Mútua. Na nossa gestão, queremos priorizar esse tipo de atividade”.

Os próximos passos incluem o levantamento de associados e profissionais do Sistema que poderiam ser beneficiados com essa parceria e a participação do Instituto Handsfree no evento da Mútua comemorativo ao Dia do Engenheiro, que será realizado em Brasília, em 11 de dezembro.


Leonides, ao lado do diretor de Benefícios da Mútua, Jorge Silveira (ao centro), e do coordenador da Região Nordeste, Gerardo Santos Filho: apoio ao projeto e indicação à Mútua

Sugerida pelo conselheiro federal Leonides Alves, que apresentou o Instituto à Mútua, a parceria tem tudo para ser exitosa. “Tenho procurado ajudar o Instituto e a Mútua tem a prerrogativa legal e recursos para desenvolver ações, produtos e serviços nesse sentido”, disse. Segundo ele, a Diretoria Executiva da Mútua tem uma postura muito proativa e merece destaque a abertura desse espaço.

Bastante elogiada, a apresentação do Handsfree teve apoio imediato dos diretores regionais do Nordeste, que agradeceram a oportunidade de conhecer o sistema e destacaram a iniciativa da Direx de levar o assunto para todo o Brasil.


Philippe Magno, diretor de Comunicação da Handsfree, fez a apresentação totalmente sem utilizar as mãos, apenas com movimentos de cabeça para demonstrar o funcionamento do sistema

 

Diretores fazem balanço positivo da 9ª Reunião das Caixas Nordeste

Após dois dias de intensos debates, apresentações e uma extensa pauta de assuntos administrativos, financeiros, jurídicos, de Benefícios e Tecnologia, entre outros, voltados a um melhor atendimento aos associados, alguns diretores fizeram um balanço do encontro. Confira alguns depoimentos.

Eng. civil Gerardo Santos Filho, coordenador da Região NE e diretor geral da Mútua-CE

“O uso do modelo de pauta segmentada por assunto de cada uma das gerências, proposto por mim, enquanto coordenador, foi bastante satisfatório, com os gestores da Mútua já trazendo os encaminhamentos das demandas das Caixas. Levar em consideração, também, as sugestões feitas pelas Regionais foi muito bom, juntamente com a mudança para esse tipo de abordagem da pauta. Além disso, as apresentações e discussões foram bastante positivas, pois esclareceram muitos assuntos e dúvidas do pessoal das várias Caixas. Acredito que o modelo de discussão proposto deve continuar da mesma forma, já que se mostrou positivo.”

Eng. de Pesca Augusto José Nogueira, diretor geral da Mútua-PE

“Minha avaliação geral do evento é muito boa, excelente. Tudo correu dentro das expectativas. O evento mostra a importância das Caixas Nordeste e as propostas discutidas demonstram bons sinais de aprovação, com discussões de alto nível. A participação da Diretoria Executiva conosco também é um fator positivo para que tenhamos não só as nossas propostas aprovadas, mas, também, para que eles as conheçam melhor. Esse novo modelo de discussão por assunto rendeu bem melhor, pois quando era por Caixa havia muita repetição. Com a nova forma os trabalhos foram mais produtivos.”

Eng. mec. Judson Alves Galindo, diretor financeiro da Mútua-PE

A reunião, em geral, foi muito positiva. Acredio que acertamos na escolha do local e nas metodologias adotadas. Embora tenhamos enfrentado pontos repetitivos, contamos com algumas inovações e novas propostas que acredito que serão acatadas e desenvolvidas pela Diretoria Executiva, gerando os melhores resultados.”

Eng. civil Marcelo Tabatinga Lopes, diretor administrativo da Caixa-PE

“A reunião foi muito proveitosa. Os assuntos pautados foram todos debatidos, a sequência que foi proposta foi respeitada, bem como os horários, tornando a reunião bastante produtiva. Até com a resistência que alguns tinham em relação ao conteúdo e às propostas, tudo aconteceu da melhor forma possível. Inclusive, o fechamento da reunião foi no horário adequado, então, acho que foi um sucesso. Modéstia à parte, acredito que tivemos uma reunião bem planejada e muito bem-sucedida.”

Eng. agrôn. Raimundo Ulisses de Oliveira Filho, diretor geral da Caixa-PI

A reunião foi um sucesso, muito bem conduzida. O melhor foi que, ao final, se trouxe um produto da discussão de tudo que se passou durante todo o ano. Pudemos pontuar, discutir e apontar soluções futuras para essas e outras questões. O importante é que o produto da reunião foi o entendimento – uma reunião que não apresenta um produto, não avança. Houve uma discussão aberta entre o que estava na pauta e o que está sendo resolvido na Sede [da Mútua]. Acho que isso foi o grande ponto da reunião.”

Engª. civil Elequicina Maria dos Santos, diretora geral da Caixa-RN

“Avalio como muito positiva a reunião. Teve uma organização fantástica, tanto no preparo quanto no recebimento das pessoas. A atenção de todos os diretores executivos também foi destaque, pois vimos que todos se envolveram, bem como os diretores regionais, que em sua participação demonstraram a preocupação em fazer o melhor para os profissionais. Isso é bom porque possibilita que a cada dia mais a gente busque alternativas e melhorias para os profissionais do Sistema. A próxima reunião deverá ser em março de 2017, em meu estado, o Rio Grande do Norte, e nós faremos tudo para manter o alto nível desta reunião que tivemos aqui.”

Eng. agr. Cícero Luiz Calazans de Lima, diretor financeiro da Caixa-AL

“Na minha avaliação, a reunião das Caixas Nordeste foi de excelente cunho e bastante proveitosa. Tive a oportunidade de tirar várias dúvidas e aprender várias coisas. A participação e envolvimento de todos, diretores executivos, regionais, gestores e colaboradores, foi muito boa.

Eng. arg. João Bosco de Andrade Lima Filho, diretor geral da Caixa-SE

“Esta foi a melhor reunião das Regionais que já participei. Foram discutidos assuntos pertinentes, houve uma participação muito grande de todos. Teve destaque o fato da Diretoria e colaboradores se prepararem em cima das demandas de cada Caixa, trazendo as respostas para as mesmas. Isso contribuiu para que a reunião transcorresse melhor e houvesse maior participação e interesse dos presentes.”

 

 

Eng. civil Paulo Guimarães, presidente da Mútua

“O encontro das Caixas Nordeste foi muito bom, produtivo e participativo, além de ter sido bem planejado. Considero importante a participação dos gestores na reunião porque eles já vêm com as demandas das Regionais definidas previamente, sabendo o que cada área tem a informar e esclarecer. Ou seja, nas cinco Reuniões Regionais podem ser atendidas as demandas das 27 Caixas, o que agiliza e enriquece bastante o andamento da Reunião e o encaminhamento dos assuntos. A Direx acredita que esta é a maneira mais produtiva de operacionalizar o atendimento às Regionais.”

 

Fonte: Gecom/Mútua

Fotos: Jorge Filipe

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.