Motivos para escolher (e amar) Engenharia de Produção

Quando se fala em engenharia, logo vem a ideia de vários projetos e cálculos que são precisos desenvolver durante toda a vida profissional. Com a Engenharia de Produção não é diferente. Sua grade curricular tem as disciplinas de cálculos e físicas como toda engenharia, mas é a menos tecnológica e a mais dinâmica em áreas de atuação. E esse dinamismo é um dos 6 motivos listados abaixo para a escolha do curso!

Por que escolher Engenharia de Produção?

1 – É abrangente

A Engenharia de Produção proporciona uma série de áreas de atuação, que vão desde a área de projetos de produto e de fábrica; implantação de sistemas de segurança, qualidade, manutenção, operações; otimização de processos de produção com redução de perdas e melhorias em todos os setores; até prestação de serviços de planejamento, consultoria e análises.

2 – É dinâmica

O dinamismo se percebe já na graduação. As disciplinas são de diversas áreas: engenharias e tecnologias, ambiental, gestão, economia. E no mercado de trabalho é possível atuar em diversos segmentos industriais e em setores diferentes, da gerência à criação de produtos. Além disso, há uma certa interação entre os setores nas atividades relacionadas à Engenharia de Produção.

3 – É objetiva

Apesar de ser dinâmica, a Engenharia de Produção tem um pilar muito importante: a produção enxuta. Consiste em obter o máximo de produtividade, com a utilização eficiente dos ativos e recursos da empresa, para que se tenham indicadores positivos e, por consequência, resultados positivos.

4 – Proporciona uma visão geral

Por consistir na busca de soluções nas mais diversas áreas, é preciso estudar de tudo um pouco para que se possa desenvolver a habilidade de analisar e pensar que a causa raiz de um problema pode não estar exatamente naquele lugar/máquina/processo que apresentou o problema. Para isso, a Engenharia de Produção também tem base nas áreas das ciências sociais.

5 – Tem contato com uma série de normas e ferramentas

Sua abrangência proporciona contato com várias Normas Regulamentadoras e ferramentas, sejam de análise ou de projetos, em todas as áreas da Engenharia de Produção. Isso facilita na escolha da área de atuação, possibilitando ao profissional ter seu próprio material, suas formas de fazer análises e apresentar propostas.

6 – E com números também, claro

Não se pode falar em engenharia sem falar de números, pois é o que compõe o trabalho do engenheiro. Eles sempre aparecem, seja em projetos ou indicadores. A Engenharia de Produção reúne diversas formas de apresentar dados numéricos. Eles servem para apresentar resultados, comparar, apontar causas, criar estratégias e tomar decisões.

É por essas e outras que quem estuda Engenharia de Produção ama o curso! Concorda? Que outros motivos você colocaria nessa lista?

Fonte: http://blogdaengenharia.com/

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.